Blog Chata de Galocha

Look da Lu: gladiadora colorida

No final de semana viajei pra comemorar em família o aniversário dos sobrinhos do Leo, duas fofurinhas! A festinha foi no meio do domingo e na hora de escolher o look priorizei o conforto: vestidinho leve e nada de salto!
O look é bem simples mas ganha graça em alguns detalhes: a estampa do vestido traz mais informação, assim como a manga e a amarração na cintura (de grávida né, heheh). E um detalhe importante é a cor da sandália – teria funcionado perfeitamente bem com uma cor mais neutra, mas o pink chama a atenção e ajuda a fazer do look de duas peças algo mais divertido. Amo a combinação verde + rosa!
verdeerosa3
verdeerosa6
verdeerosa2
verdeerosa5
verdeerosa
verdeerosa4

Tô usando:

Vestido Colcci
Sandália Via Mia
Bolsa Alexander Wang
Óculos Illesteva
Batom Kinda Sexy (MAC)
Esmalte Chic Pele (Colorama)

Instagram @chatadegalocha
    Gastronomia, O Chef e a Chata

    Como fazer Creme Brûlée – O Chef e a Chata em Paris

    cremebrulee3
    Desde que começamos com as receitas no Youtube ouvimos um pedido se repetir: “ensina a fazer creme brûlée?”. A gente enrolou porque no fundo sempre foi um desejo nosso fazer essa temporada francesa, e essa receita tão icônica tinha que ser feita de lá, né? Fomos além e gravamos o episódio DENTRO das Galeries Lafayette, hahah! Teve turista tirando foto, gente parando pra observar, compras no nosso cenário… Foi um dia divertido com final delicioso e com gostinho de baunilha! Vem ver:

    Ingredientes:

    5 gemas
    350 ml (1 e ½ xícara) de creme de leite pasteurizado
    100 ml (1/3 de xícara) de leite
    70 g (1/3 xícara) de açúcar cristal
    1 fava de baunilha
    açúcar cristal para caramelizar

    cremebrulee
    Preparo

    Pré-aqueça o forno a 160°C. Retire as sementes da fava de baunilha cortando a fava em duas partes e raspando-a inteira com a lâmina da faca para tirar todos os pontinhos pretos. Coloque numa panelinha junto ao leite e leve para aquecer para que o sabor se solte bem no leite. Não é necessário ferver. Retire do fogo e deixe esfriar um pouco. Se não for utilizar a fava de baunilha, pode pular essa etapa.
    Coloque as gemas numa tigela. Junte o açúcar e bata com o fouet até que se torne um creme claro. Adicione o creme de leite e o leite. Se não for usar a fava e sim um extrato de baunilha, adicione ele nessa hora. Misture bem. Deixe a mistura descansar por 10 minutos. Enquanto isso, leve uma panela com água ao fogo alto. Ela será usada para o banho-maria. Distribua o creme entre seis ramequins de creme brulée. O ideal é fazer sempre em tigelinhas. Arrume-os numa assadeira. Leve-a ao forno e, antes de fechar a porta, coloque água fervendo na assadeira, com cuidado, para assar em banho-maria. Deixe assar por cerca de 40 minutos. Retire a assadeira do forno e as tigelinhas do banho-maria. Deixe esfriar e leve à geladeira por no mínimo 1 hora. O ideal é que fique umas 12 horas na geladeira.

    No momento de servir, polvilhe açúcar sobre toda a superfície do creme. Utilizando um maçarico, queime o açúcar com cuidado para que caramelize. Não deixe queimar demais, pois o açúcar queimado amarga. Sirva a seguir.

    cremebrulee2

    Quando fizer essa receita, não esqueça de postar no instagram com a #ochefeachata pra gente ver! E aproveite pra se inscrever no canal e assistir aos videos primeiro. Aproveito pra lembrar que temos outros 3 videos novos toda semana no canal do blog, se inscreva para ver tudo!

    Youtube @blogchatadegalocha
    Textos

    Já fui para Paris na minha imaginação

    dizer_web (1)

    Entro no site de passagens aéreas e digito “promoções para Paris”. Acho um absurdo de caro e daí clico na aba de hotéis. Detalhe: eu não tenho dinheiro nem para ir para Ouro Preto, nem dias de férias, mas continuo brincando. Pesquiso hotéis em Amsterdam, na Bahia e na Flórida. A Bahia é um buraco negro, porque de repente me vejo na dúvida eterna entre o hotel que tem um bangalô fofo ou o que tem o café da manhã de princesa. Detalhe: eu não tenho dinheiro nem para me dar o luxo de pagar umas diárias no estacionamento do aeroporto, mas… O esquema da “viagem imaginária” pode durar horas. Faço roteiros de dar inveja.

    O mesmo acontece em sites de imóveis. Eu procurava por um dois quartos, pequeno, de um valor que ficaria em conta no orçamento. Quando percebi, estava no bairro mais chique da cidade, decorando a varanda de um apartamento de três quartos e imaginando onde colocaria um sofá imenso com chaise que eu não tenho, mas quero muito ter. Faço a mesma coisa em sites de roupa. O carrinho de compras fica cheio, monto o look completo. Quando preciso escolher entre pagar no cartão de crédito ou no boleto bancário, fecho a aba e abro o Instagram. Me imaginar usando a roupa foi uma delícia enquanto durou.

    Todo ser humano imagina. Uns mais, outros menos. Alguns, extremamente. É preciso ter cuidado e lembrar que a sua imaginação pode ser sua amiga e também sua inimiga. O ruim de ter imaginação fértil é que às vezes eu também me apaixono pelo que eu imagino que uma pessoa seja, e não pelo que ela realmente é. A imaginação mexe com a nossa expectativa, em viver a cena exatamente como sonhamos e não se contentar com a realidade. Em compensação, se você acredita em energia e no pensamento positivo, uma imaginação positiva pode ter o mesmo efeito.

    Há momentos que o que imaginamos nos surpreende na vida real e é ainda melhor. Acredito que esses são os melhores momentos do mundo. Vocês também?