Europa, França, Gastronomia, Paris, Restaurantes, Viagem

Guia Paris – Restaurante The Beef Club

Como vocês já sabem, estou em Paris por alguns dias, e dessa vez a trabalho: viemos gravar episódios especiais de O Chef e a Chata por aqui e por isso vou aproveitar pra trazer pro blog os lugares mais legais que visitarmos nesse período. Hoje vim contar sobre a nossa noite de dia dos namorados, no The Beef Club.
thebeefclub_paris
Eu e Leo fomos até lá por indicação de um amigo depois que eu disse que queria muito comer um entrecôte com batata frita, kkk! O nome do restaurante já entrega: o The Beef Club é especializado em carnes! O ambiente é muito bonito, me lembrou um pouco o clima dos restaurantes de NY e vocês sabem que isso quer dizer que eu amei, né?
thebeefclub_paris2

O atendimento é bem simpático: fomos bem recebidos na porta e a garçonete que nos atendeu era super querida, falava um inglês ótimo e vinha o tempo todo ver se precisávamos de alguma coisa, o que acho raridade em Paris. O menu é relativamente pequeno mas cheio de opções atraentes (queria comer tudo hahah), desde as entradas até a sobremesa. Pedimos uma terrine de entrada (sou alucinada por terrines!) e a porção é ENORME e deliciosa!

thebeefclub_paris3

Na hora do pedido uma mini decepção: o entrecôte havia acabado! Pedi uma sugestão e ela sugeriu o faux filet, que foi o que pedi. Leo pediu o filet de boeuf (€35 cada com um acompanhamento incluído). Nós dois gostamos: a carne é saborosa e veio exatamente no ponto que solicitamos. Os acompanhamentos também são maravilhosos! Pedi as frites maison (que são feitas em gordura de pato, uma bomba maravilhosamente calórica) e Leo foi de alcachofra frita. Da próxima quero provar o mac & cheese!

thebeefclub_paris4

Pra terminar pedimos o trio de sorbets (manga, morango e tangerina), que vem com frutinhas picadas e foi o final perfeito para uma noite deliciosa!

O The Beef Club fica no 58 da Rue Jean Jacques Rousseau e além do restaurante tem também uma baladinha que dizem ser animada no andar de baixo! Vamos ter que voltar pra conhecer. É um lugar caro, mas que vale pelo clima e qualidade da comida. Só não se esqueça de reservar, nós ligamos no mesmo dia e só conseguimos um lugar no balcão, o TBC é disputado!

Alguém já esteve lá? Gostou?

Comentários:
  1. por gil
    em 17.06.2015 às 09:21

    oi luu, aiiii quantas delicias, como eu posso estar babando por essas carnes as 9hrs da manha kk vegetariana nunca kk queria conseguir comer menos carne mas nao da :( aiii, minha boneca gravidinha nem consigo acreditar, estou tao feliz so consigo te olhar e dizer isso luu, bençaos na vida dele(a) aaaaaa <3
    luu, me visite tambem:
    http://www.gilvaniaevans.com

  2. por Patricia sautner
    em 17.06.2015 às 10:09

    pegando todas as dicas para ir em Outubro , adoreiiii

  3. por Paola Alves
    em 17.06.2015 às 10:15

    Luuuu, fui no L’entrecote de paris no dia dos namorados pela primeira vez e amei <3 Seu post falando me deu água na boca AHAHAHAH! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  4. por Soheyla
    em 17.06.2015 às 10:48

    Yamyyyyy que delicia luuuu!!!!

    Mata minah curiosidade? Essas fotos você tira pelo celular ou leva a sua camera? Se sim, qual é sua camera? Beijossss adoro seu trabalho!

  5. por Cristina
    em 17.06.2015 às 11:20

    Pretendo ir a Paris esse ano e seus guias serão de muita utilidade, obrigada!

  6. por Giovannann
    em 17.06.2015 às 11:56

    Esse restaurante dever ser muito bom.Os pratos são de dar água na boca.

  7. por Bel
    em 17.06.2015 às 13:16

    Não conhecia mas achei, logo de cara que parecia nova iorquino. Achei lindo e essa sobremesa parece maravilhosa!

    https://esoumhobby.wordpress.com/

  8. por Juliana
    em 17.06.2015 às 16:56

    Lu, primeiro de tudo – parabéns pra vocês!!!! Que vocês tenham muita luz e muitas alegrias nessa nova aventura!

    Segundo – e sobre o post: esse negócio do atendimento francês eu levei muito tempo pra entender, e talvez o Gui tenha alguma coisa a acrescentar (ou me desmentir!), mas quase todos os franceses que eu conheço preferem esse tipo de serviço mais “ausente”. Veja bem, não é o garçom sumir ou nem se preocupar de saber se o cliente está satisfeito, mas é uma “marcação” menor. Geralmente, os lugares com uma pegada mais “nova” já ficam mais atentos aos clientes internacionais, mas os mais tradicionais (ou que querem ainda botar banca de tradicional mesmo sendo super ponto turístico) tendem a ter garçons e garçonetes mais afastados mesmo. Eu não me incomodo, mas entendo que tem gente que prefira de outro jeito! No Rio, é tão comum o garçom botar o prato na sua frente e desaparecer até a hora da conta que eu acho o serviço parisiense um upgrade!

    Beijinhos!

Post AnteriorPróximo Post