Carregando...
Beleza

De volta às raízes: baby hair!

17.11.2015
Izabella Figueiredo

Temos nova colaboradora por aqui! A Izabella Figueiredo é jornalista e sempre nos esbarramos nos eventos aqui em BH. Sempre querida, já me entrevistou para revistas e jornais locais e veio reforçar a equipe para que eu possa cuidar da Bia tranquila, sabendo que o Chata continua movimentado. Seja bem vinda ;D

Atire o primeiro pacote de pó descolorante quem nunca colocou uma tinturazinha sequer no cabelo! Sei que a vontade de mudar quase sempre vem acompanhada de mudanças nos cabelos e, infelizmente, junto aos processos químicos vêm as consequências: perda de cor, brilho e maciez. Sei também que muitas mulheres adoram uma cabeleira loira, custe o que custar, e a cada ida ao salão o pedido aos cabeleireiro é sempre para que “puxe umas mechinhas” para platinar ainda mais os cabelos, heheh!

Apesar de ser quase impossível desbancar o loirão da preferência nacional, descobri uma nova tendência que vai bem na contramão dos ombrés, mechas californianas e efeitos-tartaruga: já ouviu falar do “baby hair”?? É um processo bem trabalhoso para recuperar o tom natural do cabelo, ou aquele tom que você tinha quando frequentava o jardim de infância e só lembra por causa das fotos! Pode reparar que bonitas como Juliana Paes, Thaila Ayala e Mariana Rios estão com os cabelos de uma coloração idêntica aos de quando eram pequetitas.
babyhair2
Mas voltar a ter madeixas de bebê depois de passar por tinturas não é nada fácil. Para fazer o baby hair é preciso conhecimento profissional em colorimetria. “Não basta simplesmente colorir o cabelo com um tom só porque pode ficar chapado, então para fazer o baby hair é preciso entrar com vários tons diferentes, afinal as crianças têm várias cores diferentes nos cabelos”, me explicou Célio Faria, proprietário de um dos salões mais bacanas aqui de BH. Ele disse também que nesse caso, é tomado um cuidado especial para que as mechas fiquem super fininhas e pouquíssimo marcadas, “como as das crianças mesmo”, contou.

Adriana Fernandes, do Tifs, também aqui de Belo Horizionte, me disse que a grande vantagem do baby hair é a economia feita em relação a outras colorações que exigem manutenção contínua de três em três meses para se manter sempre bonitas. “Como o resultado alcançado é próximo ao tom da raiz, a manutenção da cor vai ser feita com um espaçamento maior, logo a cliente vai gastar menos”. A Dri sugere que uma vez decidido pelo baby hair, é legal levar uma foto bem nítida de quando era criança para que o resultado fique o mais fiel possível.
babyhair1
Tanto a Dri quanto o Célio disseram que por enquanto a procura pelos cabelos de bebê ainda é baixa nos salões (o loiro ainda impera absoluto!), mas ambos reconhecem a técnica como um sintoma de uma tendência bem bacana: a valorização da beleza própria e natural, que muitas mulheres vêm buscando ultimamente. “Hoje as mulheres não querem que cabelo, roupa ou maquiagem sobressaia a elas. Elas querem ser elogiadas pelo que são e não pelo que estão usando ou por algo que está claro que não é delas, por isso a ideia é parecer natural, como se já fossem daquele jeito, por isso não querem nada chamativo demais a ponto de roubar seu destaque, daí a ideia de voltar ao natural, como nasceram”, afirmou Célio. Isso pra mim é a grande sacada do baby hair, com certeza!

Vocês adotariam?

 

 

11 Comentários  |  Deixar Comentários

Comentários:
  1. Gabrielle    17/11/2015 - 19h56

    Eu posso atirar um pacotinho de pó descolorante pq meu cabelo é virgem! Quase 23 anos cuidando dele sem nada de química! Hahaha mas não foi isso que vim dizer, mas sim dar boas vindas Izabella! Ótimo post! Vou esperar ansiosamente pelos próximos! Bjs!

  2. Camila    17/11/2015 - 19h59

    Adorei o texto. Eu pela primeira vez (com quase 30) pintei meu cabelo e ainda não me acostumei na verdade mas bem queria mesmo de ter aquele cabelo da infância.

    Gostei da forma de escrever da nova colaboradora! Muito sucesso!!!

  3. Vera    17/11/2015 - 21h50

    Amei, e agride bem menos os cabelos!

  4. Mi    17/11/2015 - 22h22

    Vou atirar o pacote de pó descolorante, rsrsrs meu cabelo nunca viu nenhuma química. Em compensação, chapinha kkkkkkkk

  5. Lady Cat    17/11/2015 - 23h26

    Bem Vinda Izabella. Gostei do assunto

    bjs

    http://ladycatblog1.blogspot.com/

  6. Camilla    18/11/2015 - 06h51

    Ameeeeei! Adoro essa ideia do “back to natural”! <3

    Beijos meninas!
    http://www.mademoiselleparis.com.br/

  7. Lívia G.    18/11/2015 - 08h03

    A beleza natural está cada vez mais em alta. Assim como os seios naturais, a maquiagem mais leve e fresh agora também é a vez dos cabelos. Aprovadíssimo. Nada como ser bela naturalmente =)

  8. Júlia    18/11/2015 - 08h53

    Bem-vinda Izabella!
    Espero que você possa contribuir cada dia mais para o crescimento desse blog incrível e maravilhoso.
    Adorei a tendência do Baby Hair! Tenho os cabelos “virgens”, nunca os pintei e é legal ver que isso está sendo valorizado de alguma maneira, rs.

    Boa sorte!!!

  9. Amannda Ferreira    18/11/2015 - 09h57

    Seja bem vinda Izabella!
    Fiz mechas no meu cabelo duas vezes, mas estou há 2 anos e meio sem retocar, ou seja, tenho meu cabelo virgem novamente!
    Todos os dias penso: pintar ou não? Se eu disse que não sinto vontade de pintar novamente estarei sendo hipócrita, sim, tenho muita vontade, mas não sei, parece que todo mundo tem o cabelo igual, que me faz dá uma bodada de pintar e desencano novamente disso….
    Agora com esse post, eu nem sabia que desse baby hair, vou é ficar com o meu cabelo com a cor natural mesmo, agora tô na moda! hahahhaha

    Beijosss

  10. Luiza    20/11/2015 - 13h20

    Que fofa!

  11. Ana Laura    23/11/2015 - 14h28

    Nem sabia que isso era tendência e tô bem feliz com meu baby hair hahaha

    Comecei a fazer mudanças no meu cabelo com mais ou menos treze anos (hoje tenho 30). Comecei com umas mechinhas feitas em casa mesmo, pela minha mãe. E fui evoluindo rs. Já usei tintura sem amônia pra clarear todo o cabelo. Depois queria ficar mais loira ainda e pintei tudo com “tinta de verdade”, e acabei com um cabelo que na época era lindo, mas hoje, vendo as fotos, acho super brega (era um loiro bem dourado) rs. Aí cansei de ser loira, pintei tudo de escuro, e depois recomecei tudo fazendo luzes, sempre muitas e bem claras, fiquei loirona mesmo rs.
    E então, pouco mais de três anos atrás, resolvi parar com tudo. Deixei de fazer luzes e também progressiva. Hoje meu cabelo está enorme e super natural. Virgem outra vez (se é que isso existe).
    No início do processo era uma raiz imensa, mas eu não ligava e depois, quando consegui eliminar, com um corte, todas as mechas que ainda sobraram, estranhei demais. Afinal eu não sabia/lembrava a cor real dos meus fios.
    Hoje adoro e além de naturais eles estão mais encorpados (não sei se só eu acho que progressiva afina muiiiito o cabelo) e saudáveis do que nunca. Igual meu cabelo da infância mesmo.

    Ufa, que história gigante! rs

Dos quartos mais lindos em que já me hospedei! Amei a decor do Life Hotel 🖤 Bom dia!
Mais sobre Beleza