Carregando...
Lifestyle

O amor é um roteiro barato

13.07.2016
Marcella Brafman

IMG_4849
O amor está longe de ter cenas elaboradas.

Lembro de uma vez que ensaiei exatamente o que precisava dizer em uma “DR” para um namorado. Escrevi no papel, pedi para a amiga fingir que era ele e eu ensaiava, ensaiava… Quando ele estava na minha frente, cataploft. Falei o contrário, ou olhando hoje de uma melhor perspectiva: falei o que precisava ser dito e não foi nem ensaiado. O que disse sem pensar foi mais sincero.

Vou repetir o que já disse para vocês: o amor é “simplão”. É fácinho. Se está muito difícil não é mais amor. Pode ser outra coisa: admiração, carinho, comodismo. Mas amor não costuma ser não. Amor é easy easy igual decorar duas falas quando alguém faz uma participação especial na novela.

É aquela pessoa que você sente falta às duas da tarde quando está ocupado e não as duas da manhã quando está sozinho. É alguém que tenha cheiro de casa e em dias difíceis traz aconchego no abraço. É simples de sentir, por mais que seja tão difícil aprender a amar. Entende?

Relacionamentos nos filmes e em seriados que a gente costuma ver bastante, têm o enredo floreado demais. Esquecemos o mais importante: de um episódio para outro, pra gente se passaram apenas dois minutos, mas na trama podem ter se passado anos. Queremos que tudo aconteça rápido assim. Tanto o encontro quanto o desencontro e o encontro mais uma vez. Não é?

Esquece o filme. Abra bem os olhos para a vida e os olhares que você vai trocar até na fila do xerox da faculdade. Vai vir sem trilha sonora, de cara limpa. De fundo, não toca John Mayer, toca em repeat vário de pensamentos enquanto vocês se beijam ou durante aquele silêncio pós briga. O amor é um roteiro barato.

9 Comentários  |  Deixar Comentários

Comentários:
  1. ZILANDRA BATISTA RODRIGUES    13/07/2016 - 10h47

    Nossa que post MARA
    Ameiiiii
    muita gente
    assim como eu ja sonhei com relacionamentos tipos comedia romantica
    kkk
    bjs

  2. Gisele    13/07/2016 - 10h51

    Texto profundo, intenso e verdadeiro.
    Amei.
    http://www.estilogisele.com.br

  3. Maria Rosa    13/07/2016 - 10h54

    Magnífico!!!!

  4. tamara    13/07/2016 - 11h21

    Lindo e simplesmente perfeito! Parabéns!!!

  5. Ramana Heringer    13/07/2016 - 14h30

    precisa mt ter lido isso!

  6. Mim    13/07/2016 - 23h18

    Verdade!
    Quanto mais maquiado e ensaiado, menos verdadeiro ele parece!
    Adorei o texto!

    http://www.mimiquices.com/

  7. Júlia    14/07/2016 - 15h09

    Que texto lindo, Marcella!

  8. Fêh Zenatto    15/07/2016 - 00h07

    MUITO bom o texto, Marcella!
    Adorei!
    Especialmente a frase “É aquela pessoa que você sente falta às duas da tarde quando está ocupado e não as duas da manhã quando está sozinho.”. Acho tão verdadeira!

    Beijos.

    BLOG COISA E TAL

  9. carolina ribeiro sanches    17/07/2016 - 20h47

    Sabe que ontem, comentei isso com um amiga no meio de uma festa, enquanto tocava essas musicas bem bregas!
    O amor ele pode e deve ser bonito sim, mas não vem com “rodeios” como nos filmes e músicas!
    Obrigada pelo texto lindo.

Meu episódio favorito até hoje de #ModaSemChatice acabou de entrar no canal! Vem comigo ver 5 tendências pro próximo verão: youtube.com/luferreira 🖤
Mais sobre Lifestyle