Gastronomia, O Chef e a Chata

Torta de maçã – O Chef e a Chata

torta3
Sabe aquele doce que parece que te abraça? Essa torta de maçã é exatamente assim! Um doce lindo que é servido ainda morninho, uma delícia para os dias mais frios que andam fazendo! A nossa versão vem toda cheia de corações, bem no clima do dia dos namorados <3

Ingredientes:

massa:
300 g (2 e ½ xícaras) de farinha de trigo
150 g (3/4 de xícara) de manteiga sem sal gelada
1 colher (chá) de sal
4 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de água
1 ovo

recheio:
120 g (3/4 de xícara) de açúcar
1 colher (sopa) de farinha de trigo
½ colher (chá) de canela
1 kg de maçãs (mais ou menos 5 maçãs)
1 limão
3 colheres (sopa) de manteiga
1 ovo

torta2
Preparo:

Comece pela massa: misture a manteiga gelada com a farinha, sal e açúcar, utilizando a ponta dos dedos até formar uma farofa úmida. Adicione a gema, a água e amasse até ficar uma massa uniforme. Não é bom sovar muito, só deixar tudo homogêneo mesmo. Envolva em filme plástico ou coloque em um saco plástico e leve à geladeira por 30 minutos.
Faça o recheio: misture o açúcar com a farinha e a canela. Reserve. Descasque as maçãs e corte-as em 8 gomos, retirando as sementes e o talo. Faça isso uma a uma, colocando-as numa vasilha e espremendo um pouco do suco do limão (para que elas não escureçam) e misture bem. Misture também a mistura de açúcar e farinha. Derreta a manteiga numa panela e junte a mistura das maçãs. Deixe cozinhar por cerca de 15 a 20 minutos, até que as maçãs estejam macias e o liquido tenha evaporado quase todo.
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Com ajuda de um rolo de macarrão e salpicando farinha para não grudar, abra metade da massa para cobrir todo o fundo da forma (usamos uma de 20 cm de diâmetro). Coloque na forma e despeje o recheio sobre ela. Abra a outra metade da massa e corte corações com ajuda de um cortador. Cubra as maçãs com os corações, tampando quase tudo, deixando apenas um pedaço do centro descoberto para o vapor passar. Pincele ovo por cima e salpique açúcar com canela. Leve para assar por no mínimo 30 minutos, até que ela esteja bem corada. Rende 8 porções.

torta

Quando fizer essa receita, não esqueça de postar no instagram com a #ochefeachata pra gente ver! Aproveite pra se inscrever no canal e assistir aos videos primeiro. Ah, e lembro que temos outros 3 videos novos toda semana no canal do blog, se inscreva para assistir tudo ;D

Links da Semana, Site Bacana

Links da semana: que a vida siga

Perdas acontecem todos os dias em nossa vida. A perda de um parente querido, a perda de um amor.. Saber lidar com a perda é talvez o fator mais importante para continuarmos com a vida. Tentar esquecer é o oposto de superar, pois aquilo que foi superado permanece, é presente. Vem vem o que encontrei essa semana por aí:

L1
Que a vida siga

L2
Um brinde aos chorões

L3
Tylenol para corações partidos?

L4
Em que Deus você acredita?

L5
É feminista, não feminazi

L6
Como se vestir para uma festa do Champagne

L7
Manifesto pelo direito de não visualizar a mensagem

Textos

Viver sozinha é amadurecimento

Quando você decide morar sozinha, tem um tanto de coisas que ninguém te conta, mas que você vai aprender na marra.
dizzer
Pode acreditar que em um ano você vai amadurecer cinco. O valor realmente está nas pequenas coisas – desde os vinte centavos de diferença de um papel higiênico a ter que escolher uma marca de pasta de dente que não é a mais fresh de todas. As embalagens brilham menos aos nossos olhos. Você amadureceu para o nível 2, quando um desinfetante com cheiro de lavanda é mais interessante que um shampoo gringo. Mussarela de búfala e palmito em conserva são artigos de luxo. Vez ou outra você se joga neles.

A fada mágica (que eu chamo de mãe ou pai ou pãe) só passa algumas vezes pelo apartamento. Ela desentorta os quadros, reclama da bagunça, deixa comida (e ai de você se não devolver a vasilha) e se tiver animada tira umas poeiras dos cantos. Fora os dias de luxo que a fada ou uma diarista passam pó de pirlimpimpim, é tudo com você. A gente conta com a companhia de amigos e do namorado também, mas na maioria das vezes, se vê sozinha no meio de um monte de parede. Quando saímos do conforto da casa dos pais, nos transformamos em muitas. É fato comprovado.

Na marra, eu aprendi a comprar uma resistência de chuveiro – depois de chorar quatro dias tomando banho frio às seis horas da manhã. Aprendi que tutoriais do YouTube são mágicos e te levam (literalmente) para qualquer lugar. Já fui pintora, marceneira, recebi bilhete de síndica e lidei com imobiliária para resolver uma treta de cano na varanda. Já pesquisei “como tirar mancha branca do chão”, “será que Vanish resolve?” e agradeço ajoelhada o senhor Google. No dia que a loja online deixou na portaria uma mesa DESMONTADA, tive vontade de morrer, porque queria ver ela prontinha na sala sem ter trabalho algum. Quem montava essas coisas lá em casa? Você está de parabéns, mãe. Abri um vinho com uma amiga e montamos tudo errado.

Eu me conheci muito nos últimos anos. Aprendi a lidar com a minha própria solidão. Posso ser insuportável, às vezes. E é nessas horas que abro um livro e me teletransporto para outra realidade. Nessas horas, escuto uma playlist, chamo uma amiga para assistir um filme ou faço carinho nos meus gatos. Tento não fritar muito nos meus pensamentos, senão eu piro. Sabe aquela voz que fala dentro da nossa cabeça? Morar sozinha é ouvir ela o tempo inteiro.

Parece mole. Os filmes nos contam que vai ser só sossego, pura liberdade e a casa sempre cheia. Não é. E isso é uma delícia, porque você faz TUDO no seu tempo. Quem vive sozinha, mora com uma melhor amiga. O que eu finalmente descobri é que a minha melhor amiga, aquela que às vezes acorda chata, mas me mima com um canto quentinho e acolhedor, sou eu.