Moda

Delicadeza e conforto: a vez dos sutiãs sem bojo

Desde pequena fui ensinada a usar sutiãs que sustentassem os meus seios. Eles tinham que ter uma armação, um bojo, para manter tudo no lugar e evitar qualquer marcação nas roupas, sabe? Até pouco tempo atrás, pouquíssimo tempo mesmo, eu pensava assim. E tenho certeza que muitas de vocês também!
sutia2
Depois de um pouquinho de desconstrução, passei a usar menos sutiã. Deixar os meus seios mais livres sem me preocupar muito com como isso iria aparecer frente aos outros. Com isso, comecei a reparar que muitas meninas estão com vontade de experimentar a mesma sensação e, consequentemente, as marcas de lingeries ficaram atentas a este novo ciclo. Podem reparar, essa ideia começou a pegar lá fora, com a ascensão de marcas como a For Love and Lemons, uma das queridinhas da amantes de lingeries – como eu.
sutia
Agora você consegue encontrar facilmente este tipo de sutiãs em diversas lojas, inclusive as de departamento nas quais já estamos acostumadas a comprar. Se você ainda não experimentou este tipo de peça, vá por mim, vale a pena! As armações de ferro e dos bojos cheios dos meus sutiãs incomodavam e chegavam a machucar algumas vezes, e agora, com este modelo mais leve, não sinto absolutamente nada! 

Você deve estar aí se perguntando: mas, Ká, e a marca do mamilo? Olha, vou ser sincera ao dizer que, muita vezes, não me preocupo com isso. A não ser que eu esteja com uma blusa muito fininha. Neste caso, uso aqueles adesivos específicos para cobrir o mamilo e fica tudo certo!

Vocês gostam deste tipo de lingerie? Acho tão mais sexy do que aquele bojo todo… Por mim, eles já podem ser aposentados, e pra vocês? =)

compre

Links da Semana, Site Bacana

Links da semana: feed gastronômico

Comer é uma das coisas que mais me faz feliz nessa vida. Se juntar isso com o vício nas redes sociais o resultado é um feed de Instagram recheado de fotos incríveis de comidas, nhammm!! Vem ver isso e o que mais vi por aí na última semana.

L1
4 dicas simples para aumentar sua criatividade

L2
A louca dos perfis de comida no Instagram

L3
Eu me aconchego em você

L4
Os clichês sobre a beleza da mulher brasileira

L5
Make para iniciantes

L6
Te amo, mesmo sem querer

BH, Gastronomia, Restaurantes

Guia BH: Mercado Grano

mgrano3

Conheci o Mercado Grano pelo Instagram, uma amiga postou uma foto com um fundo bonito e eu logo quis saber onde era aquilo. Cliquei e me apaixonei pelo feed do restaurante, e aí foi só aparecer uma oportunidade pra ir conhecer. Curioso como até restaurante a gente conhece pelo Instagram, né?
mgrano4

Cheguei no horário mais lotado de domingo e logo na entrada fiquei confusa: apesar de ter um monte de gente na porta, esperando mesa, não via ninguém recebendo as pessoas. Quase dez minutos depois que cheguei, e com a ajuda do cara que fica no café (que depois percebi que deve ficar de saco cheio, porque todo mundo vai atrás dele quando chega) localizei a pessoa que anotava o nome pra lista. Previsão: 50 minutos. O lugar estava LOTADO.

Bom, nome na lista, hora de entender o que é o tal Mercado Grano: um galpão bem grande e de pé direito alto que abriga um mercado (dã!), uma mini padaria e o restaurante. A decoração tem aquele ar industrial que vocês sabem que eu amo, então me diverti vendo os mil tipos diferentes de cadeiras, mesas, luminárias… Acho que ambientação conta uns 50% pra eu gostar de um restaurante, e eu só não falo que a do Mercado é perfeita porque as músicas são super nada a ver com a vibe do lugar, hehe!
mgrano2
Pedimos o Antepasto do Mercado como entrada e apesar da demora (eu acho que esqueceram de colocar nosso pedido) ficamos muito felizes com o pedido: salame delícia, queijos muito saborosos e os legumes eram uma coisa, até eu que sou fresca e quase não como salada fiquei feliz comendo a abobrinha. A focaccia que acompanha também é deliciosa, aliás, preciso dizer que sentamos bem ao lado do forno e o cheiro de pão assando era uma tortura!! Acabamos levando pra casa no final =)

Bom, hora dos pratos: Black angus com nhoque pra mim, hambúrguer pro Leo. Fui animada roubar uma batatinha do Leo e fiquei decepcionada: estavam frias.Leo gostou do hambúrguer, mas ele também estava frio. A minha carne estava no ponto e muito macia, mas achei sem tempero. O que eu mais sentia era o tostadinho da grelha, sabe? Também achei o nhoque sem sabor, só senti o gosto da massa. Acabei não comendo o meu prato todo.
mgrano

Mas aí veio a sobremesa. Eu não queria pedir, desanimei depois do prato, mas Leo ficou curioso e acabamos pedindo a torta de nozes pecãs. GENTE! Que delícia!! O sabor é bem diferente, sabe quando você não tá acostumado com um gosto? Maravilhoso!

No fim das contas gostamos muito do lugar. O ambiente é lindo, o atendimento, apesar de confuso na entrada, é simpático e a entrada e a sobremesa são deliciosas. Deu vontade de voltar e ficar pedindo várias entradinhas (eles têm muitas opções que parecem gostosas!) e depois a sobremesa, sabe? Quero voltar.

O Mercado Grano fica na R. Niágara, 320, no Jardim Canadá. Alguém já foi? O que achou?

Gastronomia, O Chef e a Chata

Camarão na moranga – O Chef e a Chata

camarao1
Sabe receita clássica, daquelas que a gente come em casa de tia? No episódio de hoje a gente ensina uma versão dessas! Um camarão na moranga com toque de gengibre e muuuuito catupiry, nhammm! Vem ver:

Ingredientes

6 mini morangas
1 cebola picada em cubinhos
600 g de abóbora japonesa picada em cubos médios
600 g de camarão
200 ml (3/4 de xícara) de leite de coco
200 ml (3/4 de xícara) de água
150 g de catupiry
1 pedaço pequeno de gengibre ralado
3 colheres (sopa) de cachaça
Azeite
Sal
Pimenta do reino

camarao2
Preparo

Pincele as mini morangas com azeite e cubra-as com papel alumínio – use o lado brilhante para dentro. Leve ao forno a 180ºC por cerca de 30 minutos, até que fiquem macias.
Refogue a cebola em um fio de azeite até ficar transparente. Acrescente a abóbora e refogue. Junte a água e deixe cozinhar. Junte o leite de coco e o gengibre e deixe cozinhar em fogo baixo até que a abóbora esteja macia. Bata tudo no liquidificador, processador ou mixer. Tempere com sal e pimenta do reino. Aqueça uma frigideira com um pouco de azeite e doure os camarões, dos dois lados, rapidamente. Tempere com sal. Coloque a cachaça numa concha e leve-a na beirada da chama, no fogão. Assim que começar a pegar fogo, vire sobre os camarões, flambando-os.
Com uma faca afiada corte uma “tampa” em cada moranga. Com uma colher retire as sementes, tomando cuidado para não perfurar as mini morangas. Coloque creme de abóbora, camarões e catupiry. Leve ao forno a 200°C por 10 minutos, só para aquecer tudo – camarão não pode cozinhar por muito tempo! Sirva a seguir.

camarao3

Quando fizer essa receita, não esqueça de postar no instagram com a #ochefeachata pra gente ver! Aproveite pra se inscrever no canal e assistir aos videos primeiro. Ah, e lembro que temos outros 3 videos novos toda semana no canal do blog, se inscreva para assistir tudo ;D

Textos

Não passa de imaginação

dizer
A gente é meio boba e fica por aí se gabando e dizendo que tem sexto sentido. Aí por culpa desse “dom”, jura que o marido/namorado/paquera/ser amado está com outra. Porque o sexto sentido sabe tudo. Aham.

“É aquela que ele adicionou ontem, eu senti, eu sabia que estava rolando algo”. Depois disso, fica maluca. Fuça todas as fotos possíveis e descobre se ela estava na festa que o namorado dela foi com o Marcão na semana passada. Não acha nada, mas continua vasculhando até descobrir que ela curte Woody Allen e isso a faz ficar ainda mais louca da cabeça, porque ele curte pra caramba também. Pronto: eles foram feitos um para o outro. O namorado DELA e uma outra pessoa qualquer.

Se ela gosta de praia, coloca foto com barriga de fora, tem dez quilos a menos, aí ferrou. Mulher é bicho bobo às vezes. Não é inveja, é proteção. É mais cult, manja bem dos filtros do Instagram e não posta frase de auto-ajuda, ferrou de vez. No fim das contas, a história já está toda inventada na cabeça e decoradas todas as palavras horríveis e possíveis que vai dizer na hora de tomar uma coragem e resolver tirar satisfação. “Por isso ele está tão preguiçoso comigo”, “É por isso que ele não me leva pra lugar nenhum”, “É por isso que nós não fizemos sexo na quarta-feira passada”. Pode acreditar: o estoque de “por isso” é infinito. E o mais impressionante: é tudo imaginação.

Esse surto dura mais ou menos uns quinze minutos. Quando intenso, acelera o coração e o jeito é passar na cantina da firma para disfarçar e pegar um café. É a antecipação do fim antes mesmo dele existir. É a criatividade única que o sexto sentido nos faz ter. Em menos de meia hora, criamos roteiros de filmes incríveis. Só que da nossa vida, do nada, sem motivo concreto algum.

Por fim, a mulher pode estar certa, mas na maioria das vezes não está. A Carlinha era a nova paquera do Felipe, que também estava na festa do Marcão ou uma prima de segundo grau que vai surgir no próximo Natal e te deixar mega sem graça. Ela pode ser uma pessoa qualquer ele adicionou só pra ver as fotos (sim, ele faz isso às vezes)
Precisamos entender uma coisa: sexto sentido é o apelido para o diabinho que fala na sua orelha esquerda. Não sei vocês, mas eu só me gabo dele quando ele acerta. O que é quase nunca.