Blog Chata de Galocha

Intercâmbio: Fortaleza

Alô Fortaleza! Com a chegada do verão, nada mais justo que tirar uns dias de férias para aproveitar o sol maravilhoso e conhecer uma cidade nova. O roteiro da vez é Fortaleza! A capital do Ceará foi construída pelos holandeses em sua segunda permanência no país, e a cidade é a segunda capital nordestina mais populosa. Atualmente é um dos principais destinos de férias durante o verão, e será uma das 12 cidades sedes da Copa de 2014.

Um dos seus principais atrativos é a praia de Iracema, de onde temos uma vista maravilhosa do porto. Quando estive lá, em janeiro, comemos em um restaurante que fica de frente para a orla, e dava para sentir a brisa do mar… Delícia! Para quem gosta de frutos do mar, uma boa notícia: os preços na capital cearense são bem convidativos! A dica é comer em dos restaurantes da orla e em seguida caminhar até a Ponte dos Ingleses (é uma caminhada boa, mas vale muito à pena ir! Mas vá com uma roupa que não seja muito arrumadinha, pois se o mar estiver enchendo você pode se molhar).

Uma visita que você não pode deixar de fazer é ir ao Theatro José de Alencar, exemplo da linda arquitetura do século XIX. Tem visitas guiadas todos os dias, exceto às segundas. A Catedral Metropolitana é outro imponente projeto arquitetônico, situada no centro da cidade. No Mercado Central podemos encontrar diversos tipos de artesanato e doces tipicamente nordestinos. Lá é o paraíso para quem gosta de rendas, e principalmente biquínis (muito barato!!!). Sem contar a parte de gastronomia popular. São vários restaurantes que oferecem desde frutos do mar até comidas sertanejas.

O Centro Cultural Dragão do Mar é um local que possui todo o tipo de divertimento noturno. Um dos atrativos que eu simplesmente adorei foi o Planetário, valeu muito à pena ir. Para quem nunca foi e tiver a oportunidade, não perca!! Sem contar com as opções de cinema, teatro, restaurantes, barzinho, shows, feirinha de artesanato e café que englobam o centro.

Uma das coisas que eu e minhas amigas adoramos em Fortaleza foi a Avenida Monsenhor Tabosa. Lá é o paraíso para as compras!! Existe todo o tipo de loja, desde a mais popular até as de grife, com preços muitos bons! Vale separar uma graninha extra pra aproveitar o passeio, sempre parando para um sorvetinho, claro!

Blogosfera, Coisas da Lu, Moda, Viagem

O drama da mala

Já vi um monte de gente reclamando que não aguenta ver blogueira reclamando da difícil tarefa de fazer uma mala. Que existem coisas mais importantes na vida, que a menina tá falando isso só pra anunciar que vai viajar e por aí vai… Eu devo ser uma das que mais reclamam, porque né, gosto pouco de fazer isso, mas queria convidar vocês a entender um tiquinho melhor esse drama da família blogueira.

Acho que toda mulher, quando tem um evento mais importante pra ir, pensa, nem que seja um pouco, sobre o que vai usar. Pode ser o almoço onde vai conhecer a família do namorado, a festa de fim de ano da empresa, um churrasco que sabe que o paquera vai… E nem venham falar que não pensam nisso, porque recebo enxurradas de e-mails pedindo ajuda, hahahah!!! Mas aí, contextualizando, imagina que nesse evento vai ter um monte de gente fotografando… E que essas fotos não vão parar só no álbum do facebook da galera (mas mesmo que fosse!)…

Pronto, taí o drama multiplicado por mil: não apenas a gente quer estar bem, esconder o bração, disfarçar a barriguinha e até, quem sabe, estar confortável, como também lembramos que outras blogueiras vão estar por lá (e ummonte de gente que fala de moda obviamente VAI reparar no que você tá usando), talvez um ou outro fotógrafo de um veículo diferente, e que essas fotos vão parar em um moooonte de lugares. Putz, que pressão né?
Então, queridas leitoras e seguidoras no twitter, peço compreensão para o drama da mala, que certamente vai tomar conta de alguns perfis do twitter nos próximos dias, afinal as semanas de moda estão aí. E AFFF, ACABEI DE FICAR SABENDO QUE VOU PRO FASHION RIO E NÃO TENHO O QUE LEVAR!!!! AHHHHHH!!!!!!!!!!

Coisas da Lu

Das coisas que ninguém me contou – parte 2

Eu já nasci com esse talento pra reclamar, sabe? Não é a toa que o blog chama Chata de Galocha! Mas isso não quer dizer que eu seja rabugenta 100% do tempo, por mais que pareça!! E se morar sozinha tem lá suas chatices, também tem alguns pequenos prazeres que eu só fui descobrir depois de ter uma casa pra chamar de minha.


Por exemplo: é possível se apaixonar por um sofá. Amo demais meu sofá, meu canto favorito da minha casa. Na casa dos meus pais a gente tinha aquela coisa de “sala de estar” e por isso os sofás ficavam lá, meio de lado… Mas meu apartamento é um ovo e meu sofá é usado o tempo todo (ainda bem, porque a gente também descobre que sofá é uma coisa cara pra caramba, affff!): pra ler, usando o abajour da mesinha de canto, pra assistir seriados no note, pra ouvir música e tirar um cochilo gostoso no meio da tarde… Ficar de bobeira deitadinha nele é um prazer que eu nunca tinha experimentado, porque é meu cantinho, sabe? Amo!


Outra coisa que não fazia ideia era que iria gostar tanto de receber as pessoas na minha casa. AMO receber meus amigos, passar o dia todo preparando um jantar especial (espremidinha da mini cozinha, mas feliz da vida!), ficar atééé altas horas batendo papo, chamar a amiga pra dormir no (amado) sofá depois da balada e poder comentar tudo na manhã seguinte… Coisa mais gostosa que é ter gente querida na casa da gente!


Também descobri que é uma delícia cuidar do que é nosso. É fato que a gente dá muito mais valor ao que temos quando temos que trabalhar por aquilo, e pagando suas próprias contas você passa a valorizar muito mais cada coisinha… Eu fico aflita quando mancho uma toalha de mesa que gosto, ou vejo que a mesa lateral já juntou uma poeirinha… Também sou muito mais econômica com tudo, e peguei mania de apagar todas as luzes inúteis (eu fazia EXATAMENTE o contrário antes, deixando tuuuudo aceso!) e lembrar exatamente o que tem na geladeira, pra não ficar tentada a comprar besteira na padaria.


Ainda falando dessa parte de economia, taí uma coisa que todo mundo me contou, hehehe, mas eu só aprendi mesmo depois de escolher viver por minha conta: sempre fui muuuuito consumista, adooooro comprar uma coisinha fofa, e isso agora se estende pra coisinhas fofas pra casa, né? Só que a gente começa a ter que comprar coisas maiores, tipo assim… Um carro. Ou quer tirar férias e aí além de planejar tudo, tem que bancar, claro!


E com isso eu finalmente aprendi a economizar, a juntar dinheiro pra fazer as coisas, coisa que nunca na vida consegui, mesmo tendo começado a trabalhar com 18 anos! Mas eu tenho um truque, que explico com um exemplo real só porque acho que pode ajudar mais gente (ou divertir vocês, heheh): Contei que passei perrenguinho no Detran e tô na transição do carro, né? No meio das minhas reclamações no Twitter (lógico né), uma leitora perguntou: “Lu, mas porque você não contrata um despachante pra resolver tudo?”. A minha resposta foi muito simples! “Porque custa o valor de dois sapatos! Se eu for lá sozinha, sobra a grana!”. Só mesmo assim pra conseguir entender o valor do dinheiro, hihihih!