05.04.2014 Lu Ferreira

Restaurant Week FAIL: Gomide

Em: BH, Blog Chata de Galocha, Comida, Restaurantes

Na última sexta marquei com uma das minhas melhores amigas de sair pra jantar. Ela passou o último ano morando fora e havia tempos que não nos encontrávamos para bater papo, conversar sem pressa, sabem como? Encontro marcado, hora de decidir o local. Ela me contou que o Restaurant Week ainda estava rolando (foi estendido por uma semana) e sugeriu de irmos a algum dos restaurantes participantes, que era para eu escolher. Dando uma olhada na lista vi que o Gomide, restaurante lindo e que adoro, estava participando, liguei para reservar e pronto, estava decidido. Eu só deveria ter me atentado a um detalhe quando liguei e o atendente me perguntou: “É Gomide ou Restaurant Week?”
gomidefail2
Chegamos cedo, ela estava com medo do trânsito, o restaurante estava vazio quando entramos e avisei à hostess: “Reserva para duas pessoas, Luísa Ferreira“. De novo o questionamento: “É Gomide ou Restaurant Week?”… Minha vontade era responder que era o Restaurant Week no Gomide, mas falei só “Week” e ela foi nos encaminhar para a nossa mesa. Saímos do salão lindo do restaurante, com cada lugar na mesa posta com duas taças grandes e guardanapos dobrados arquitetonicamente, passamos pela varanda agradável e quando percebi, estava fora do Gomide. Ela então entrou por uma portinha na lateral do lugar e enquanto a seguia não consegui esconder o meu estranhamento. Subimos escadas e eu tive que perguntar: “Mas aqui também é Gomide? Já vim aqui várias vezes e nunca soube desse segundo andar”. A resposta: “o Week é no Gomide Duplex, esse anexo”.

Hummm. Realmente, “Gomide Duplex” é o que está escrito no guia do evento. Porém o endereço é o mesmo do restaurante que eu costumo frequentar e logo imaginei se tratar de uma reformulação no nome, não imaginava com o que iria me deparar. Chegamos e o andar era mais escuro e simples que o primeiro, com mesas dispostas com uma taça pequena e um guardanapo murcho em cima dos pratos. Escolhemos uma mesa na varanda e um belo prendedor de rede enfeitava o ambiente. Ao olhar para o meu guardanapo ele estava sujo, pedi para trocar. Fui estender o novo e ele estava furado.
gomidefailO prato e os talheres também não me pareciam com os que costumo usar quando janto no Gomide. Quando a entrada chegou o meu prato estava nojento, com marcas na lateral, parecia que não haviam limpado direito. Apesar de meio congelado o carpaccio estava delicioso, assim como o prato que pedi como principal, filet au poivre com batatinhas sauté.
gomidefail3
Só que eu morri de vergonha de ter levado minha amiga para esse lugar. Achei absurdo ver que um restaurante tão bom, tão bonito, tão famoso, ignora o conceito básico do evento e decide esconder nos fundos quem escolhe um menu com preço mais em conta do que o cardápio normal. O Restaurant Week deveria ser uma oportunidade para pessoas conhecerem lugares novos, eu mesma conheci vários restaurantes durante o evento e depois voltei como cliente em noite regular. Achei um super desrespeito ao cliente essa participação do restaurante, se é para atender mal, usar guardanapos velhos e taças de segunda, pra quê participar?? Porque não foi só a Chata aqui que estava incomodada com o local. Vi várias mesas reclamando ao chegar, questionando as mesmas coisas que eu questionei. O Gomide é um restaurante caro, lindo, desses que a gente vai em ocasiões especiais, como era o caso. O fato de terem inventado um nome diferente (acrescentaram o tal ‘Duplex’) não prepara o cliente para o que ele vai receber ao pagar a conta, você espera um lugar ótimo, mas acaba levando um restaurante meia boca. A parte boa é que a amizade garantiu uma noite gostosa mesmo com a decepção do local. Rimos muito do absurdo, mas não tenho como achar normal um restaurante fazer isso, né?

Depois dessa o Gomide (tanto faz ser o tal ‘Duplex’ ou o regular) perdeu uma cliente. Uma cliente Chata, com certeza (peço que poupem a caixa de comentários com comentários assim, o nome do blog é auto explicativo), mas não dá pra voltar num lugar que classifica seus clientes ao participar de um evento que visa a popularização de restaurantes. Melhor não participar da próxima vez. 

Alguém foi a algum restaurante do festival? Como foi a experiência?

Posts Relacionados:

03.04.2014 Lu Ferreira

Agora em cores: Look da Lu: vestido colorido

Em: Jabá, Look da Lu

Lembram do post de segunda feira? POstei meu look em fotos P&B para ver se vocês conseguiriam adivinhar qual a cor que eu usava só pela minha descricão… O look  fez sucesso (muitos palpites, amei!) e chegou a hora de mostrar pra vocês qual a cor do meu look! Muita gente acertou: estou usando um vestido vermelho! Cor que eu usava pouco mas tem ganhado cada vez mais espaço no meu guarda roupas!

A brincadeira foi pra mostrar como a cor influencia no que usamos e reflete nosso humor e personalidade, e por isso mesmo como é importante cuidar bem das nossas peças coloridas =) A ideia foi de Dove Invisible Dry, o antitranspirante que é invisível* em 100 cores de roupa, não só no preto e no branco.
lookdove1
lookdove2
lookdove3
dove

Eles também criaram um app no Facebook que te conta quais emoções e sensações o seu look do dia transmite. Pra saber é só enviar uma foto e selecionar as cores do seu look que o aplicativo analisa e te mostra. Eu já usei e achei bem legal! Quem quiser brincar é só clicar aqui.

Gostaram do look? Os créditos estão nesse post =)

 

*manchas brancas

Posts Relacionados:

03.04.2014 Lu Ferreira

Video: minha coleção de bolsas!

Em: Moda, Video

O video hoje é sobre um assunto que toda mulher gosta: bolsas! Vim mostrar alguma das minhas e contar um pouco da história delas. Bolsa é uma coisa que exige um investimento maior, por isso penso bastante antes de comprar. Geralmente compro em viagens (por isso no video tô sempre falando de um lugar diferente, não me achem nojenta, por favor, kkkk) e meses antes de embarcar já estou pesquisando qual será a da vez, huhuh! Se você está pensando em investir em alguma bolsa grifada, vem assistir ao video pra ver quais as minhas favoritas:

Classic Q Baby Groove Marc by Marc Jacobs
A primeira bolsa de designer gringo que comprei, quando visitei NY em 2010. Lembro até hoje de ter planejado a compra, queria esse modelo e fui até a loja pra experimentar. A ideia era comprar uma bege ou marrom, mais básica, afinal era a minha primeira bolsa ‘de grife’, mas amei a azul clarinho e foi com ela que voltei pra casa. Quase desisti porque achava muito dinheiro em uma bolsa só, mas depois que comprei comecer a reparar nas diferenças de acabamento e hoje acho o preço super bom!! Essa bolsa tá meio encostada no meu armário porque durante um ano só usava ela, hahaha! A cor acabou não sendo um empecilho pra nada, é bem clarinho e eu acho que puxa pro cinza, é quase neutra. Usava com looks neutros, pra dar uma graça ao look: o azul ficava uma graça com cinza, bege, branco…
awang

As irmãs Alexander Wang: Rocco e Rockie
Essa bolsa preta foi uma conquista: comprei depois de desejar por muuuuuito tempo! Sabe quando você tá tão feliz com uma compra que não consegue se desgrudar da coisa?? Usei tanto, mas tanto, que o couro ficou completamente desbotado e detonado, mas sinceramente acho que isso combina com o estilo dela e acho ainda mais legal ela assim. Depois de quase dois anos com a Rocco comprei a irmã mais nova dela, a Rockie. Não planejei, comprei de impulso porque amava a Rocco e a versão mini e bege seria útil no meu armário. Mas demorei a começar a usar! Só depois de uns 6 meses com ela em casa que passei a usar mesmo a Rockie, que como a irmã mais velha é bem pesada. Muita gente gosta desse modelo e pensa em comprar, mas eu pensaria bem se você não está acostumada com modelos pesados, as tachinhas pesam MUITO! A parte prática é a alça longa, faço questão que todas as minhas bolsas tenham essa alça.

Motorcycle bag Balenciaga
Outra compra que me deixou super feliz! Namorava esse modelo há ANOS! Anos mesmo, amando cada cor que saía. Demorei muito pra comprar porque é uma bolsa realmente cara, tive que pensar muuuuito antes de investir. E hoje fico feliz em ter comprado, porque uso tanto quanto a Rocco, é a minha bolsa mais prática, a que combina com tudo e que cabe muita coisa! É a minha escolha para o aeroporto, pra um dia que vou ficar fora de casa por muito tempo, enfim, é a do dia a dia. Gosto da cor, um cinza meio chumbo com ferragens rosé. Escolhi esse tom pra fugir das cores que já tinha em casa, e acertei: ela funciona bem com cores claras e escuras, é bem coringa!
proenza
As mini bags: Proenza Schouler, Chloé, Philip Lim e Coach
Elas nem são tão mini assim, são bolsas menores do que as que eu costumava usar e minha mais nova mania. Funcionam bem com meu tipo físico, já ouviram falar que a bolsa deve ser proporcional à dona? Sou pequena e por isso as bolsinhas funcionam bem, fora que não é todo dia que eu encaro bolsa lotada, pesada, sabe? As coloridas não cabem tanta coisa, a minha carteira, por exemplo, é enorme e não dá pra levar. Mas a da Coach e a Phillip Lim são perfeitas!! Cabem carteira + celular + câmera pequena e maquiagem, têm alça longa e curta, enfim, dá pra usar muito. Pra mim são o tamanho perfeito pra usar em viagens, quando gosto de passar a maior parte do tempo possível na rua e uma bolsa pesada acaba me deixando de mal humor antes do dia acabar.

E as representantes brasileiras na minha seleção: as bolsas da Adô!
A Adô Atelier é uma marca muito querida por mim, daqui de BH. Já falei mil vezes da marca aqui e vocês já me viram usando vááários modelos da marca, o último deles aqui. Adoro o trabalho das meninas, sempre coerente com as tendências mas diferente de tudo que vemos nas outras marcas.

bags

Gostaram do video? Alguém tem alguma bolsa dos sonhos? Eu já tô de olho na próxima, mas vou fazer um post só sobre ela. Tô de olho num modelo clássico de uma marca bem tradicional… Algum chute? Heheh!

Quem gostou não esquece de se inscrever no canal do Youtube, tem video novo toda semana e quem é inscrito assiste primeiro ;D

Posts Relacionados:

02.04.2014 Lu Ferreira

Manhã gostosa: o brunch Farfetch pré SPFW

Em: Jabá, Moda

Minha semana começou muito bem: a Farfetch me convidou para um brunch de abertura da SPFW, e a nossa manhã foi uma delícia! Muito clichê falar isso, eu sei, mas se vocês derem uma olhada nas fotos vão ver que é verdade. Pra começar, só pessoas queridas, na beira da piscina num dia agradável (confesso que no fim da manhã esquentou bastante, kkk). Cheguei no evento pouco depois das 10, de carona com o Mini personalizado da Farfetch, uma graça que juro, combinava com meu look (e era conversível com detalhes em vermelho. Fiquei LOUCA pelo carrinho, kkk). Eles juraram que não era de propósito =)
farfetchspfw1
Já na área do brunch, uma cadeira lotada de presentes me esperava! Nas sacolas, um super kit de sobrevivência à semana lotada de compromissos: Primer e Lápis Smashbox, Kit Andrea Marques + Phebo, Demaquilante MAC, Óleo anti-stress Rituals, Body Janiero, camiseta da Oma Tees, blusa da Skinbikini, mimo da Martha Medeiros, acessórios do Hector Albertazzi e Bianca Bertoni, chocolates do Emporio Santa Maria e um espumante Pere Ventura. Ah, e tudo isso vinha numa bolsinha da Sub fofa de tudo, essa roxinha das fotos, ótima pra praia, né?
FarfetchSPFW_porHickDuarte-75
No menu do dia tinha tapioca, iogurte, french toast, frutas e uma cestinha de pães. Depois do café todo mundo foi curtir uma massagem express no Spa do hotel, 20 minutinhos relaxando nas mãos das massagistas tailandesas (que não falam português! Achei exótico). Por sinal, nunca vi massagem mais intensa!! Minha massagista era pequeninha e magrinha, mas muuuito forte, assustei, kkk!
FarfetchSPFW_porHickDuarte-85

Antes do evento a gente escolheu dois looks da loja e aproveito o post pra mostrar pra vocês as minhas escolhas. O primeiro eu usei no dia mesmo: macaquinho da Isolda para Farfetch nessa estampa linda de polvos (sou alucinada pelas estampas da Isolda e ao vivo é ainda mais lindo do que no site!) com o blazer da Lita Mortari para Farfetch (amei o corte desse blazer! Mas eu sou a louca dos blazers, vocês sabem!), combinados com acessórios Eleonora Hsiung para Farfetch e minha bolsinha pink amada Proenza Schouler (tem parecida no site!) com o scarpin neutro Louboutin.

farfetch2

O segundo look é mais neutro, mas ainda assim super feminino. Olha essa saia da Martha Medeiros para Farfetch! Fiquei apaixonada por ela, o tecido é grosso, pesado, e o movimento é muito lindo! É uma saia rodada mais poderosa (eu acho!) dá pra usar em várias ocasiões e variar bem o estilo. Nesse look combinei com uma blusa da Mellina para Farfetch com recorte no ombro, acho que deixou a saia mais descontraída, né?
farfetch3

Um pouquinho de cor no batom (o amado Flat Out Fabulous da MAC) e na clutch SD Design combinados com a sandália Louboutin e o anel Hector Albertazzi para Farfetch.

Preciso agradecer à Farfetch pelo convite, a manhã foi muito gostosa! Quem não ia amar passar um tempo batendo papo com as amigas, numa mesa cheia de delícias e ainda ganhar um monte de presentes?? Fui muito mimada, voltei pra casa feliz da vida! Pulei a SPFW por conta dos compromissos em BH, mas garanto que o kit vai ser muito útil, a semana tá puxaaaada!

Qual look  vocês mais gostam? Coloridinho e estampado ou neutro e feminino?

Posts Relacionados: