Fast Fashion, Moda

Fast fashion: samba de uma nota só

Se tem uma coisa que tenho amado nessa vida é o tal do p&b. Não por acaso praticamente todos os meus achados seguiram essa cartela de (não) cor. Acho chique, contemporâneo e MUITO prático!
07-18-achados-cea
Na C&A eu encontrei apenas um cantinho INTEIRO lotado de peças p&b listradas logo na entrada. Obrigada C&A por facilitar meu trabalho! Fiquei apaixonada por todas as peças que encontrei, sempre com alguma estampa quadriculada ou listrada! Pro look ficar ainda mais legal a ideia é misturar duas peças de estampas diferentes – o p&b facilita o mix e o resultado costuma ser bem mais interessante!
07-18-achados-zara
A Zara continua em promoção e como era de se esperar fez meu coração parar algumas vezes. Tá valendo muito a pena dar uma passada na loja, viu? Para aproveitar ainda no inverno desse ano três casacos chamaram minha atenção: o cardigã com lapela em couro (a Lu usou aqui), o blazer maravilhoso preto e a jaqueta de couro que na minha humilde opinião mais parece um blazer por causa do corte. Também achei uma fofura o cropped p&b e as duas bolsas, uma pequenininha e uma tote enooorme, que parece p&B mas na verdade é azul e branca, viu?
07-18-achados-renner
E a última parada da noite foi a Renner que para minha surpresa (e desespero) estava TOTALMENTE repaginada. Sabe quando você já conhece todos os cantinhos da loja e aonde tudo fica? Pois é, odeio quando mudam a disposição das coisas. E sem falar que achei com uma cara meio Zara, viu? Alguém também reparou nisso? Depois de alguns minutos meio perdida na novidade, encontrei dois blazers maras! A primeira peça colorida do dia (YEY!), um blazer rosa bebê e um preto com lapela branca. Ainda nas roupas, duas peças que praticamente saíram dos anos 70, um crochê meio cropped e a calça boca de sino maravilhosa de tudo. Eu amo essa moda setentinha, e vocês?

Qual seu achado favorito dessa semana?

Gravidez, Look da Lu

Look da Lu: trench levinho

Hoje mais cedo mostrei no Snapchat (sou @chatadegalocha por lá também!) o estrago que fiz ontem no shopping – comprei muuuita coisa, mas juro que tinha motivo: precisava de roupas de grávida, hahah! Eu bem que tentei me virar com o que já tinha no armário, mas não teve muito jeito… Calças e shorts não servem mais (só as de grávida que comprei!) e a maior parte dos vestidos ficam bem estranhos, porque eu sempre gostei de peças mais acinturadas e agora não tenho cintura, né? Heheh!
Entrei na Farm atrás da peça mais legal do look de hoje, o trench! Apesar da modelagem ele é super leve, feito pra usar no verão mesmo, sabe? Eu eu acho que funciona muito pro corpo da grávida ter algum tipo de casaco ou similar, já que a gente vai arredondando cada vez mais (hahah). Usei com vestido levinho e tênis, já contei pra vocês que adoro esse mix =D
lookpeb2
lookpeb1
lookpeb5
lookpeb3
lookpeb4

Tô usando:

Vestido H&M
Trechcoat Farm
Tênis Adidas
Bolsa Givenchy
Óculos Karen Walker
Batom Perigo à Frente (Maybelline)

Beleza, Gravidez, Pele

Cuidados com a pele durante a gravidez

Curiosamente a primeira médica que soube da minha gravidez não foi minha ginecologista, mas minha dermatologista! Eu já tinha uma consulta marcada com ela e o que seria uma consulta de rotina virou uma mini aula de como cuidar da pele durante a gravidez. Minha médica é a Dra Eveline Bartels, faço mil procedimentos na clínica dela e acompanhamento há mais de um ano, e pedi ajuda a ela na hora de escrever esse post. Dra Eveline contou que na gestação há uma série de variações hormonais que possibilitam uma maior predisposição ao aparecimento de alterações na pele do rosto e corpo, como manchas escuras, estrias e acne principalmente. Por outro lado, muitas gravidas desfrutam de uma pele linda na gestação, pelo aumento do fluxo sangüíneo que provoca um rejuvenescimento. Por enquanto só sofro com um começo de acne, mas ainda tenho esperanças de que daqui a pouco terei aquela pele maravilhosa e radiante de grávida kkk!

pele_gravidez

Eu já sabia que muitos produtos não devem ser usados durante a gravidez e na dúvida, logo que descobri, fiquei só com um hidratante levinho no rosto, até ter o ok dela para usar outras coisas. Cremes com acido retinóico, hidroquinona e ureia não devem ser usados por grávidas. Já os produtos à base de vitamina C , acido hialurônico, entre outros, podem ser mantidos e deixam a pele mais clara e rejuvenescida. A maior parte dos procedimentos estetico-dermatologicos não são indicados na gravidez. Nada de lasers nem botox nessa fase. Mas isso não quer dizer que você não possa cuidar da pele: o peeling de cristal e limpeza de pele com produtos selecionados por um bom dermatologista podem ser realizados com segurança e ajudam a manter a pele sedosa.

Eu conheci a Dra Eveline quando fui tratar de um melasma, e sabendo que é algo comum de aparecer durante a gravidez sigo religiosamente as instruções dela: não se expor ao sol durante a gravidez e usar o protetor diaria e rigorosamente. O filtro deve ter alto fator de proteção (50 ou mais) e ser reaplicado de 2 em 2 horas. Aqueles com cor de base são ainda melhores, pois a camada de cor ajuda a proteger mais a pele das radiações ultra-violetas. Para quem já tem melasma, alguns clareadores mais leves podem ser utilizados na gestação e devem ser sempre prescritos pelo seu dermatologista de confiança.

Minha segunda preocupação eram as estrias! Contei num diário que tive problemas com elas durante a adolescência (tratei com ácidos na época e tive redução de 90% delas!) e por isso tinha muito medo de ter o problema de novo durante a gravidez. Dra Eveline contou que grávidas com menos de 30 anos e com passado de estrias tem uma maior predisposição ao surgimento por terem a pele mais firme e portanto menos distensível. Para evitar que elas apareçam ela recomenda que a gente preste muita atenção ao aumento de peso (fácil né, kkk #not) e hidrate muuuuito a pele. Atenção nessa hora: o uso de cremes à base de ureia pode estar relacionado a alterações do bebê, e deve ser evitado. Como muitos hidratantes contém a substância na fórmula, vale ler cada rótulo antes de aplicar. Ela recomenda um mix de cremes hidratantes próprios para a fase (tem vários né?) junto de um óleo (argan, amêndoas doces, semente de uvas, macadamia, etc), que deve sempre ser aplicado após o creme para uma hidratação mais eficaz.

Lá em cima dá pra ver meu pequeno arsenal anti estrias, hahah! Comprei alguns e ganhei outros, mas tenho certeza que não vou conseguir usar tudo isso até o final da gestação, heheh! Ah, falando nisso, é bom lembrar que os cremes e óleos para estrias devem continuar a ser usados depois do nascimento do bebê (a recomendação é por mais 2/3 meses) e que nem todo creme anti estrias é indicado para grávidas. Tinha um aqui em casa e fui ler os componentes e logo no segundo parei: Ureia! Dra Eveline me explicou que essa recomendação de não usar ureia é mais ou menos recente (se não me engano, de 2011) e que até 4% de ureia na fórmula é ok, mas como nunca sabemos as porcentagens é melhor evitar por completo. Leiam os rótulos!!

Fora isso é beber muuuuita água (e aguentar as muitas idas ao banheiro, hahah!)!

Obrigada Dra Eveline por participar desse post (e por cuidar tão bem da minha pele!).