Pra prateleira

Eu li: A Moda Imita a Vida – André Carvalhal

Logo que vi no Instagram do André que ele lançaria um livro saí googlando feito doida e comprei, ainda antes do lançamento. ADORO o André e o trabalho dele, na minha opinião (bah, na de todo mundo fala sério) a Farm é uma das marcas mais bem administradas do Brasil e fiquei super curiosa para ler. Pra quem não sabe, antes de blogueira sou designer e tenho também uma pós em branding, era com isso que trabalharia se o Chata não existisse, heheh!
carvalhal1
Li o “A Moda Imita a Vida” na minha viagem, aliás, devorei durante o voo. E o que rolou foi que eu ia tendo tantas, mas tantas ideias, que não parava de anotar no celular tudo o que pensava à medida que avançava a leitura. Quero ler de novo com um bloquinho do lado, até mesmo porque ele propõe várias questões ao longo do livro e eu sou nerd e quero fazer meu para casa direitinho =)
O livro começa introduzindo sobre marcas e identidade, sempre com uma linguagem bem simples (amei a linguagem do livro). Primeiro ele fala da marca como organização e em seguida como pessoa, a parte mais legal e que eu acho que vai despertar mais vontade de mudança em quem nunca ouviu falar de branding antes.
carvalhal2
À medida em que vai expondo os tópicos André apresenta exemplos que se repetem ao longo do livro como forma de mostrar como diferentes marcas trabalham sua identidade. Osklen, Isabela Capeto e Ronaldo Fraga são algumas das marcas que ajudam o autor a exemplificar seus pontos de vista, além, claro, da Farm.
A segunda parte do livro é dedicada a imagem e posicionamento de marca. Nessa parte ele fala de reputação, algo que julgo extra importante com a explosão de redes sociais (e difícil né, nem imagino o trampo que deve ser se relacionar com os clientes em todos os canais!). A terceira parte do livro explica como a marca pode se relacionar com o público e alcançar a imagem pretendida. Como direcionar a coleção, campanha, pontos de venda…
carvalhal3
O livro é direcionado a marcas de moda, mas tudo que ele mostra pode ser facilmente transportado para outros mercados, é tudo muito claro e simples, e sempre informativo. Achei o livro bem interessante, uma coisa meio introdução ao branding, vi um pouco de cada coisa que aprendi nas aulas da pós, sabe? Gostei bastante e acho super bacana pra quem tem sua marca de moda, loja, blog ou qualquer tipo de negócio, acredito que ele vá gerar perguntas e questionamentos bem interessantes.
O mais bacana é que mesmo falando de marcas tudo que está ali gera um pouco de autoconhecimento, sabe? É meio que uma terapia e consultoria de branding ao mesmo tempo, heheh, e faz sentido, juro.

O André tá rodando o Brasil com o lançamento, pra saber as datas é só seguir no Insta que ele sempre anuncia! Ele contou que vem a BH no início do ano que vem, vou cobrar hein André!! =D

Look da Lu, publieditorial

Look da Lu: jeans e poá

Não me lembro a última vez que havia usado um vestido jeans. Já tive alguns ao longo dos anos, mas há tempos não tinha uma peça assim no meu guarda roupas – e posso falar? Acho que vou usar MUITO! Tenho meio que uma síndrome de Mônica, acho que se pudesse sairia de casa sempre com a roupa igual, sabe? Adoro vestidos e eles são sempre a minha opção quando não tenho muito tempo pra pensar no que usar, afinal é uma só peça, sem segredos, né?
Esse vestido da Damyller tem um detalhe bem bonitinho, a estampa de mini bolinhas, bem discreta. Peguei isso como gancho pra usar a camisa também jeans amarrada na cintura, ela também tem a estampa de poá e acho que ficou divertido, o que vocês acham? Pra completar, botinhas sem salto, clutch colorida e óculos marcante – a roupa é bem neutra e por isso quis acessórios mais chamativos. Ficou assim:
jeans7
jeans3
jeans4
jeans1
jeans5
jeans6

Tô usando:

Vestido Damyller
Camisa Renner
Bota Miezko
Bolsa Melon Melon para Galerie
Óculos Dior

América Central, Jamaica, Viagem

Jamaica, dias 3 e 4: Montego Bay

O terceiro dia começou em Negril e terminou em Montego Bay. Fomos pra outro hotel da mesma rede, o Sandals Royal Caribbean, que fica a uma hora e pouquinho de distância. Chegamos na hora do almoço e o mordomo (e o perigo de acostumar com isso gente, haha) nos levou pra almoçar na praia enquanto o quarto era preparado.

mbay3

Sandals Royal Caribbean

O restaurante da praia servia comida típica jamaicana e eu quis provar o tal ‘patty’, que ouvi falar antes de ir. Patty é uma espécie de pastel jamaicano, uma massa recheada de carne moída com molho e frita. A diferença pro que a gente conhece é a textura e cor da massa (mais vermelhinha), e claro, o tempero. Tudo na Jamaica é apimentado, é impressionante!! Mas acho que eles pegam leve no resort, heheh, é apimentado mas dá pra encarar. Leo provou o Jerk Chicken, outro prato tradicional deles. Frango feito na churrasqueira com molho picante. Eles têm tudo de jerk chicken: hambúrguer, pizza…
Depois do almoço trocamos de roupa e fomos pra praia, a do Royal Caribbean é bem menor do que a do de Negril. A diferença é que esse hotel tem uma ilha particular, hahah! Ficamos um pouquinho na praia, andamos de caiaque (foi muito engraçado) e depois fomos nos arrumar pro jantar, fomos no Le Jardinier, o restaurante francês do resort.
Esse restaurante tinha um dress code mais formal, acho que eles ficam com medo de geral ir de sunga e bikini jantar, heheh! Valeu a pena ter obrigado o Leo a levar uma camisa de botão: a comida era muito boa! Comi um camarão maravilhoso e o creme bruleé era uma delícia também, apesar de ter certeza que os franceses achariam doce demais!

mbay4

#partiuilha

Depois do jantar fomos passear um pouco pelo hotel, tomamos um café (bom, o Leo tomou, eu fui de chá porque não costumo tomar café) e ficamos de bobeira no bar, esse hotel é bem bonito! Curioso como duas unidades da mesma rede são tão diferentes, esse segundo tem mais estrutura, mais restaurantes, mais áreas de convivência, sabe? O outro era mais relax, mais praia mesmo. Não saberia dizer qual gostei mais!
No dia seguinte acordamos cedo de novo, era o último dia completo de férias (mas jááá) e a gente queria aproveitar. Depois do café (nesse o bom era a french toast, nhammm) fomos conhecer a ilha! Nosso mordomo (o Huhghil, me embolava na pronúncia toda vez) reservou as cadeiras e levou um mini cooler com água e Red Stripe pra gente.

mbay5

A ilha particular

Esse dia tava muito quente e eu não consigo ficar muito no sol, me queimo fácil e vou meio que entrando em pânico de queimar, sabe? Aí depois de um tempinho na praia a gente foi pra área da piscina da ilha, rolou um guarda sol e aí eu fiquei mais tranquila, heheh! Ficamos O DIA TODO na ilha. É mais tranquilo, mais vazio, e foi muito divertido almoçar por lá.
A ilha tem dois restaurantes, um tailandês, que só funciona de noite, e um que abre pra almoço, que basicamente são umas barraquinhas de palha com churrasco, salada e pão. Você senta pra comer em mesinhas também embaixo de barracas de palha, e de vez em quando passam uns aviões em cima da gente, fazendo aquele barulho… Resultado: me senti almoçando na ilha de Lost. Hahahah!
mbay2
No fim da tarde a gente tinha marcado uma couples massage, também na ilha, o spa tem duas cabanas por lá. Vocês já repararam que todo spa tem uns barulhentos de natureza no fundo? Passarinho, vento, mar… Esse não precisava, porque era literalmente no meio do mar, o barulho era natural! A massagem é mara, mas o barulhinho é a melhor parte, muito relaxante =)
Fomos pro quarto pra descansar e nos arrumarmos para o jantar, que foi (adivinha) na ilha também. Fomos no Tailandês e eu achei bem curioso que uma das sobremesas tinha tapioca! Tapioca com lichia e pêssego, mas tapioca molinha, hidratada, sabe? Bem diferente!

mbay1

Look pro último jantar

No dia seguinte acordamos cedo de novo, mas é porque era hora de ir embora… Kueeeen! Foi pouco, queria muito ter conseguido mais uns dias pra aproveitar melhor. Gostei muito da Jamaica: o povo é muito simpático, o lugar é lindo e a comida é ótima, foram férias muito gostosas.

Se alguém tem alguma duvida sobre viagem pra Jamaica é só deixar aqui embaixo, o próximo post é só pra responder as dúvidas que surgiram sobre a viagem =D E quem não viu, aqui tem o primeiro e o segundo post sobre a viagem.

totravel