Carregando...
Lifestyle

Abaixo o #imaginanacopa

14.07.2014
Lu Ferreira

Desde ontem tenho visto um tipo de post nas redes sociais que me incomoda um pouco. Vi gente de tudo quanto é área dizendo que finalmente o ano começou, que agora sim as coisas vão rolar… Hoje cedo até a academia estava mais cheia, como se todo mundo estivesse esperando o fim de um torneio de futebol pra cuidar de si mesmo. É o que acontece todo ano com o carnaval, já nos acostumamos a dizer que no Brasil as coisas só começam depois do feriadão… E depois de um evento como esse, em que todo mundo ficou apreensivo por conta da nossa falta de preparo (#imaginanacopa), isso faz ainda menos sentido, não acham?

copa

É por essa nossa característica de ficar empurrando com a barriga que as coisas não ficam prontas, não andam, não se desenvolvem. De tanto esperar pra começar as coisas na segunda depois do feriado elas não ficam prontas a tempo! Tem uma coisa que consigo enxergar nitidamente quando viajo e sempre me estimula a querer fazer mais: em geral, nós somos extremamente improdutivos.
Tenho uma historinha para ilustrar: durante a minha lua de mel fiz um passeio a algumas vinícolas na região em que estava hospedada. Liguei para a empresa, agendei, e no dia seguinte o motorista nos buscou no hotel. Depois do grupo completo o tal motorista se apresentou para o grupo: ele era nosso guia, um doutor pela universidade local especializado em enologia. Enquanto estávamos degustando vinhos, observei que ele atendeu o telefone e agendou o grupo do dia seguinte, assim como eu fiz no dia anterior. Ao final do passeio tirou uma máquina de cartão da pasta e cobrou o valor acertado de todos, ainda nos lembrando de deixar nossa opinião do TripAdvisor e no seu site. Ele ERA a empresa. Atende telefone, cuida do site, dirige, faz os tours, tudo com uma cara ótima e um doutorado nas costas. Comentei com Leo que se fosse aqui teríamos uma pessoa pra atender o telefone, um motorista, um guia… Porque não conseguimos ser mais produtivos, fazer mais, ter prazer em trabalhar, investir e construir nossas coisas?

copa2

Claro que adoro uma festa, um feriado, curtir a vida com meus amigos e família, mas acho que devemos também valorizar o trabalho, nos planejarmos e fazer do nosso mundo um lugar melhor. Não existe sensação mais gostosa do que conseguir realizar um sonho pelas nossas próprias mãos, gente! É melhor do que qualquer cerveja gelada na beira da piscina, juro! Mas isso só é possível pra quem corre atrás, se sacrifica, vai além do básico. A seleção vencedora bem que nos mostrou isso, né?

Tivemos um evento muito legal e divertido, que apesar dos nossos receios (e da decepção da seleção) foi inesquecível. Sempre ouvimos que somos um povo simpático e acolhedor, e ver o mundo inteiro reconhecendo isso é muito gostoso. Mas espero que no futuro, quando nosso país se preparar para abrigar um evento desse porte, não tenhamos tanto medo de como vai ser. Vamos começar dentro de casa, no nosso dia a dia, mudando essa nossa mania de empurrar com a barriga as obrigações e só fazer o que traz prazer imediato. Cada um tem uma função, todas têm a sua importância, e se todo mundo se esforçar para ir além do seu limite, todos saem ganhando. Não espere a segunda feira pra fazer dieta, ir à academia, olhar aquele curso. Não fique com preguiça de propor coisas novas e tentar caminhos diferentes. Faça mais! Quem mais ganha com seu esforço é você mesmo.

57 Comentários  |  Deixar Comentários

Comentários:
  1. Ana    14/07/2014 - 15h10

    Oi Lu,
    não faz mto tempo que leio seu blog, mas de todos esse foi o melhor post seu que já vi.
    Acho que você, que é formadora de opiniões dos que te seguem, deve mesmo passar esse tipo de mensagem. Bem sei que eu preciso sempre que mandem parar de procrastinar.
    Agora me dá licença que preciso ir ali fazer algo produtivo.

  2. Cíntia Donnici    14/07/2014 - 15h16

    Adorei sua postagem! Abordou muito bem o assunto…

  3. Daniela Tavares    14/07/2014 - 15h20

    Olha, eu precisava de um texto desse pra me incentivar, viu! Tava precisando muito! Valeu, valeu mesmo! Estou estudando pra concurso e é uma coisa que quem tá nessa situação valoriza muito: esforço. Correr atras não mata ninguém, ne…

  4. Jessica P    14/07/2014 - 15h24

    Em geral eu não dou Like pelo botãozinho do Facebook, mas esse post mereceu!
    Odeio essa atitude de que o ano começa agora… o meu começou em primeiro de janeiro, igual deveria ser!

  5. Amanda Medeiros    14/07/2014 - 15h34

    Adorei o texto. E me irritaram muito os posts “hoje começa o ano”, ou “agora o ano só começa depois das eleições”, porque pra mim o ano sempre começa no dia 1º de janeiro… e sim, eu curto todas as festas e eventos (feriados também – mesmo trabalhando em muitos deles), mas não gosto de procrastinar. Dá demais pra viver a vida fazendo e vivendo tudo.

  6. Beatriz Guerra    14/07/2014 - 15h40

    Eu também acredito que nós somos responsáveis pela diferença. Se você quer que as coisas sejam melhores… lute e faça acontecer! Não adianta ficar reclamando que as coisas não acontecem ou não dão certo se você não está nem tentando!!!
    A copa foi mesmo maravilhosa e acho que existem muitas pessoas pessimistas e negativas em relação ao evento, que estão mais preocupadas em criticar do que em ajudar a fazer bonito!
    A seleção não fez uma boa campanha, mas nós brasileiros nos destacamos pela simpatia e receptividade! Os turistas estão encantados com nosso país, isso conta muito…
    Claro que a vida não está 100% no Brasil, que existem problemas na educação, saúde e tantas outras coisas que podemos citar.
    Mas podemos ser melhores, fazer melhor. Um exemplo: Educação é também tratar o outro bem, respeitar o próximo, não jogar lixo na rua, respeitar seu lugar na fila. Não é só construir escola.
    Se cada um fizer a sua parte, podemos sim viver em um Brasil melhor ainda!!!

    • Gabriela    15/07/2014 - 18h01

      Concordo plenamente! Sempre digo o mesmo.

  7. Liv    14/07/2014 - 15h40

    Lu, esse seu post realmente tem todo sentido pra mim… Infelizmente eu me pego sendo assim ultimamente, empurrando pra frente algo chato que tenho que fazer. Nem sei se é por falta de dinamismo esse mês ou se estou passando por um período de cansaço. Vou testar uma vitamina nova e fazer o teste. :)

  8. Gabriela    14/07/2014 - 16h05

    Parabéns! Lindo e inspirador esse texto, uma reflexão para já

  9. Alana Bastos    14/07/2014 - 16h17

    Lu amei o post porque você falou o que eu estava pensando, estou trabalhando e cuidando do meu blog desde o começo do ano, já ralei na faculdade e não senti isso que todos falaram.. bjs

  10. ana - hvaoff    14/07/2014 - 16h18

    Ai Lu! Obrigada pela reflexão! Eu tive entrega de trabalho durante a copa, se eu parasse pra assistir inclusive alguns jogos do Brasil, não receberia meu salário. Quandos e é autônomo é que vc percebe melhor o valor das coisas, se eu não produzir, não ganho, não tenho décimo-terceiro, férias proporcionais, nada disso.

    Falta um pouco da consciência, todo mundo reclama que está dificil arranjar emprego, que o PIB tá baixo, que a seleção não treinou o suficiente: e faz igual.

    Bjs!

  11. Lorena Suhett    14/07/2014 - 16h19

    Tive esta mesma impressão de improdutividade numa viagem pela França, onde os pedagios, estacionamentos fechados, metro, nada disto tem uma pessoa para cobrar.

  12. Livia Moraes    14/07/2014 - 16h19

    Lu, uma reportagem hoje no Jornal Hoje falava sobre os alemães terem acordado hoje e irem trabalhar, as ruas nem pareciam que foram campeões ontem depois de 24 anos, e o reporte foi claro, muito diferente do Brasil onde com certeza estaria tudo parado e o povo ainda em festa. Sei lá, Deus é brasileiro, mas acima de tudo Ele é justo, merecido demais a copa ser da Alemanha, vai ver se esse jeitinho brasileiro aprende com os alemães.

  13. si    14/07/2014 - 16h21

    Só uma palavra: Obrigada. Por causa do seu post vou me levantar da cadeira e ir ali fazer uma caminhada antes que o sol se ponha e eu use a desculpa de que está muito frio. “Quem mais ganha com o seu esforço é você mesmo”. E olha que eu sou psicóloga hein? Mas um puxão de orelha sempre faz bem. Ontem um do namorado, hoje um seu.

  14. Thaise    14/07/2014 - 16h25

    Lu,

    Amo seu blog e acompanho todo dia! Gosto muito dos vídeos parece que você é uma amiga de longa data kkkkk…continue sempre com seu carisma e empenho.

    Ps: seu novo casamento lhe fez muito bem, depois do “Leo” você ficou ainda mais bonita kkkkk..

    Beijos,

    Thaise

  15. Ana Vilas Boas    14/07/2014 - 16h34

    Oi Lu,
    concordo com tudo que você falou!
    Texto muito legal e incentivador!
    bjs

    p.s.: toda sexta falo sobre uma blogueira no meu blog. Essa sexta foi sobre você. Se der passa lá: http://annethequene.wordpress.com/2014/07/11/blogueira-de-shorts-com-chata-de-galocha/

  16. Cris    14/07/2014 - 16h54

    Texto maravilhoso e que faz a gente realmente pensar porque deixar pra depois o que posso começar HOJE.
    O brasileiro aprende que com jeitinho tudo vai dar certo e infelizmente a gente acaba se acostumando com o jeitinho. Temos mesmo é que FAZER mais! APROVEITAR mais! PRODUZIR mais! COMEÇAR e TERMINAR mais! Mas isso é algo que tem que ser revisto na cultura porque é muito mais fácil a gente se acomodar e ficar na zona de conforto do que ser o diferente no meio da multidão.

  17. Maisa Alves    14/07/2014 - 17h04

    Lu, tem post no blog com o contato desta senhor? Foi na Itália, né? Toscana? Me passa o contato, estou indo para lá.

    Bj

  18. Flavia    14/07/2014 - 17h05

    Infelizmente nos Brasileiros ainda nao aprendemos a nos dar 100% a algo que queremos. Sou de Vitoria – ES e me choca que os supermercados não abram mais aos domingos. Ja tive oportunidade de morar e visitar alguns paises e em especial na China qualquer dia da semana e dia de trabalhar, de ganhar dinheiro. Temos ainda muito a aprender.

  19. Cristina Fabbro    14/07/2014 - 17h15

    Está certíssima Lu, não parei em nada minha vida por causa da copa, fui na academia do mesmo jeito, até no dia do jogo, ia antes, pois onde trabalho parava as 13:00 em dias de jogo do Brasil e ainda como saía mais cedo, aproveitei para organizar umas coisas em casa. Também acho que povo brasileiro é tudo meio no improviso. Vi um alemão falando que achou legal esse jeito nosso de improvisar, de não levar tão a sério, eu acho que é porquê ele viu só um pouco, mas improvisar o tempo todo, não concordo. E deu no que deu o futebol improvisaram tanto e acharam que iriam ganhar no oba, oba, na malandragem e…
    A organização, o foco a disciplina alemã ganhou!!!

  20. Natália Nássara    14/07/2014 - 17h19

    Ainda mais sua fã, Lu! Engraçado como hoje eu acordei preguiçosa, com vontade de dormir mais e aquela sensação de que algo bom tinha acabado, no caso, a Copa. Depois de ler seu texto, senti como se tivesse levado um puxão de orelha, rs. E olha que no ano passado, após conhecer a Europa, eu e meu namorado comentamos a mesma coisa sobre a produtividade das pessoas. Na maioria dos cafés e restaurantes, o número de funcionários é restrito e todos fazem de tudo. O cozinheiro lava louças, o garçom fecha sua conta, o atendente finaliza pratos… Enfim, algo incrível e que funciona bem melhor do que na maioria dos nossos estabelecimentos. Lu, obrigada por me lembrar disso.

  21. Livia    14/07/2014 - 17h25

    Oi Lu, sempre visito o seu blog mas tenho muita preguiça de comentar pq não sei como expressar as vezes com palavras. rsrs Mas o seu texto hj me incentivou muito a vir aqui e deixar um alõ e dizer que o seu blog faz muita diferença no meu dia-a-dia. Vc é inteligente, esperta, fashion e linda. Adorei o texto, mt inspirador. Que bom q vc tem esse entendimento e faz acontecer na sua vida. Parabéns pelo blog e sucesso sempre. Bjs

  22. Luanna    14/07/2014 - 18h52

    EU Precisava Disso!

  23. isabela    14/07/2014 - 19h02

    concordo plenamente!

    Inaceitável que as pessoas pensem assim. Gera uma reflexão! Depois, reclamamos dos nosso políticos e das coisas erradas no brasil só que nós mesmos embarcamos nessa mesma onda.

    hora de mudar!

  24. Tete    14/07/2014 - 19h43

    Ótimo texto!
    Tbm vi essa matéria do Jornal Hoje que alguém lá em cima já comentou… E ontem ainda, ao longo do Fantástico… Quando ainda era cedo, tinham milhares de pessoas nas ruas, menos de duas horas depois, já não tinha mais quase ninguém… Hoje todo mundo trabalhava…

  25. Victoria    14/07/2014 - 19h52

    Povo passa a vida toda esperando a segunda feira pra começar a dieta, o verão pra ser feliz…Gente a hora é agora! E muita gente reclama mas faz o mesmo! Então bora lá! Concordo muito com seu texto, que por sinal esta de parabens!!! Bora galera!!! Beijoss

    http://victoriarenner.com

  26. Marianeta    14/07/2014 - 20h07

    Pontual!Você é demais Lu!

  27. Lorena Borges    14/07/2014 - 20h31

    Concordo plenamente e é o que tento colocar em prática todo santo dia da minha vida. Às vezes a gente não dá conta, às vezes cansa e às vezes a gente até deve mesmo deixar uma ou outra coisinha pra depois. Mas no geral, é isso ai.

    Eu fui uma das que postou no Face algo como “e ai? Agora o ano já pode começar?”, mas mais pelo que vejo da postura alheia e não da minha.

  28. Patricia    14/07/2014 - 20h37

    Um dos posts mais legais que você escreveu! Depois do seu casamento, que foi meu preferido…rs
    É uma pena que até as gerações mais novas estejam tão acostumadas a levar vantagens em tudo no nosso país!
    Mas essa é uma triste realidade….e o pior, acho que não vai mudar!
    Bjs

  29. Nathalia    14/07/2014 - 21h05

    É por estes e outro motivos que te admiro tanto :’)

  30. Viviane Brederodes    14/07/2014 - 21h13

    Lú,amei o post! Acompanho seu blog há algum tempo e esse foi, sem sombra de dúvidas, um dos seus melhores posts. Parabéns por ser essa pessoa que incentiva, gente como a gente! Te admiro cada dia mais, parabéns!! Beijo!

  31. Vanuza    14/07/2014 - 21h14

    Oi Lu!
    Sempre escrevo coisas semelhantes no meu blog!
    Temos o costume de apontar, mas raramente olhamos para nós mesmos.
    Com a desclassificação da nossa seleção muitos começaram a postar para refletirmos para as eleições e escolhermos representantes que modifiquem o país, mas não uma única pessoa que irá fazer a metamorfose do Brasil. Com certeza vou recomendar esse post lá no meu espaço! Ameiiiiiiii.
    Bjus.

  32. Cris Tanam    14/07/2014 - 21h43

    Perfeição em post Lu! Parabéns!

  33. Elly    14/07/2014 - 22h31

    Texto perfeito. Não nos doamos mais ao trabalho, porque é mais fácil colocar a culpa no governo, no vizinho, no colega de trabalho.
    Depois de um pessimismo assombroso estimulado por uma mídia irresponsável, podemos respirar aliviados e dizermos que sobrevivemos a Copa no Brasil.

  34. Michele    15/07/2014 - 00h10

    Lu, que post top! Meus parabéns pela atitude e pelo exposição precisa do tema!
    Fiquei ainda mais fã. bjos

  35. Lydia    15/07/2014 - 01h35

    Falou tudo!!

  36. Albertine    15/07/2014 - 05h03

    Love this post!World Cup has been so amazing!
    http://fashion-soup.com/

  37. Josiane    15/07/2014 - 07h18

    Primeiro quero parabenizala pelo seu trabalho com o blog, adoroo seu blog. Segundo achei perfeito o seu texto. Caiu como uma luva pra mim, sempre deixo as coisas pra ultima hora e dependendo as vezes nem faço. Obrigada por fazer um texto tão insprirador e a partir de hoje tudo que tiver vontade de fazer vou correr atras para realizar meus sonhos.

  38. Carol Couto    15/07/2014 - 08h10

    Lu lindo texto parabéns!!!

  39. Taize    15/07/2014 - 09h48

    O pior é que a gente sabe como fazer. Mais o famoso jeitinho brasileiro impera, e não me excluo disso. O brasileiro arruma desculpa para tudo, até mesmo para ser feliz.
    É bom ler esse tipo de texto as vezes para ver se a gente acorda, grata.

  40. Fê Gonçalves    15/07/2014 - 10h44

    Lu, concordo totalmente com o seu post, também vi muitas mensagens de Feliz 2014 ontem e que o ano estava começando agora. Até fiz uma interação no Instagram do meu blog que se para muitos o ano estava começando, no meu caso não. Tanta gente empurra com a barriga e depois reclama que nada dá certo para elas. Eu senti muito esses efeitos, sabe, as pessoas tem esse péssimo hábito e parece tão difícil de mudar…Beijos

  41. Amannda Ferreira    15/07/2014 - 10h54

    Eu sou igual o guia da vinícola. Tenho uma empresa junto com meu pai e meu irmão e não temos funcionários! Poderia ter pelo menos dois, mas consiguimos fazer tudo sozinho: atender telefone, atender cliente, responder e-mail, analisar contrato. Tem dia que aperta, outros dias são mais tranquilos, mas no final do mês quando vemos que o dinheiro sobrou, vale a pena. E nós 3 somos a empresa e nos doamos 100%.

  42. Fernanda    15/07/2014 - 10h57

    Desculpe, mas vou ser a voz dissonante… Não acho que a gente seja sempre assim não… Em 1994 e 2002, quando ganhamos a Copa (as 2 que me lembro!0, todo mundo foi trabalhar no dia seguinte, inclusive quando vi a reportagem pensei: “e ia ser diferente se fosse aqui? até onde sei não teria feriado se o Brasil ganhasse a Copa…”. Nos dias de jogo na minha cidade, quando era feriado para algumas pessoas que trabalham próximas ao estádio, a academia ficava lotada, porque ia fechar na hora do jogo. E eu trabalhei em todos os dias de jogo, inclusive o do Brasil em Brasília. E olha que sou funcionária pública, que todo mundo critica porque “não trabalhamos”. Sei lá, ainda tem muita gente enrolada por aí, mas não acho que seja mais a maioria, pelo menos não é o que eu ando vendo… Minhas metas e obrigações não foram alteradas em nada por causa da Copa, e devido às eleições, meu trabalho só aumentou, porque os prazos encurtaram… Enfim… Não acho que os brasileiros tenham mais essa cultura de só procrastinar. Minha opinião…

  43. Dani    15/07/2014 - 11h34

    Falou td, Lú! É isso aí!
    Bjus

  44. Mariana    15/07/2014 - 11h47

    Muito obrigada por postar isso! Não só eu, mas muita gente tá precisando ouvir/ler essas coisas. As vezes a gente nem percebe que tá esperando. Pode ser por falta de confiança q vai dar certo, por preguiça, por medo, sei lá, mas as pessoas realmente precisam botar mais a mão na massa! Sem datas ou espera! Belo texto!

  45. sofia    15/07/2014 - 15h42

    Poxa, discordo em parte! N gosto muito dessa imagem que temos de nós mesmos como “enroladores”… acredito que esse perfil até existe, mas por parte de quem decide e “manda” nas coisas e não da maioria. Porque o que eu vejo da maioria da população brasileira é que ela rala pra caramba! Trabalhando hora extra sem receber, perdendo horas no trânsito, tendo quase nada de tempo pra curtir a família até pq inda tem q dar conta de arrumar a casa e resolver pepinos
    nas horas vagas, sem educação de qualidade. Acho que o trabalhador aqui no nosso país é bem maltratado na verdade e tudo isso leva a essa dificuldade de prosseguir com outras coisas. N acho q rola de comparar com outros países onde a qualidade de vida e estrutura é muito melhor. Acho q o buraco é bem mais embaixo Lu, e o ano começou dia 02/01 pra imensa maioria. Como já disse, talvez quem tome as decisões é que enrole de fato, rsrsrsrsrsrs… Agora gostei da parte em que vc fala “Não fique com preguiça de propor coisas novas e tentar caminhos diferentes”, isso de fato é urgente pra aumentarmos nossa qualidade de vida em primeiro lugar, aí sim vamos ter fôlego pra prosseguir com as outras mudanças. N sei se fugi mto do assunto com um viés mais social, mas tá valendo. Beijos!

  46. Gabriela    15/07/2014 - 17h56

    UAU! Texto fantástico e muito sensato! Sempre me pergunto a mesma coisa…. Esperar pra quê? O que mais se lê agora é que devemos esperar “a mudança” em outubro. Sério mesmo? Temos que esperar até outubro?? Acho que não. Cada um deve fazer a SUA parte desde já.

  47. Dani    16/07/2014 - 13h38

    Uau! Arrasou! Acho que estava precisando desse toque… ;)

  48. […] A Lu Ferreira do Chata de Galocha também fez um post muito bacana sobre produtividade, mas destacando o famoso jeito brasileiro de empurrar com a barriga e justificar com o famoso […]

  49. Tamara    18/07/2014 - 11h45

    Adorei o texto! Concordo plenamente.. se tds fossem igual o rapaz que vc citou, o Brasil seria diferente… estou tentando fazer minha parte. Por isso também acompanho só o seu blog, pela pessoa que vc é. Beijos!

  50. […] 4) Excelente texto da Lu Ferreira sobre como o brasileiro é improdutivo e gosta de deixar tudo para […]

  51. […] Lu do Chata de Galocha escreveu um texto ótimo sobre essa mania que a gente tem de ficar empurrando as coisas com a barriga, esperando passar o Carnaval, a Copa ou o que quer que seja para oficialmente começar os nossos […]

  52. […] Chata de Galocha – Abaixo o #imaginanacopa […]

  53. Débora    20/07/2014 - 16h18

    Parabéns Lu por esse post excelente! Admiro vc! Bjs

  54. Luciana    21/07/2014 - 00h43

    Você não tem idéia de como pessoas assim me irritam, e ainda me chamam de estressada por não ficar esperando as coisas caírem prontas no meu colo… Eu sempre corro atrás, me dedico, procuro fazer o melhor e fico brava comigo mesmo quando vejo que não está perfeito.

  55. […] Sobre nossa cultura do #imaginanacopa no Chata de Galocha. […]

As mais novas podcasters (isso existe? Kkk!) da internet! 🎙 Tá no ar o #ProjetoPilotoPodcast, nosso podcast sobre moda, beleza, carreira, maternidade e o que mais der vontade. Nesse primeiro episódio eu e @thaisfarage falamos sobre Estilo X Maternidade: como as mudanças na rotina influenciam as nossas escolhas de moda? Existe mesmo a tal “cara de mãe”? Escute no bit.ly/ppilotopodcast (em breve em tooooodas as plataformas - me conte a sua favorita aqui nos comentários!)
Mais sobre Lifestyle