Carregando...
Lifestyle

Os opostos também dormem de conchinha

27.05.2015
Marcella Brafman

dizer
Você que procura alguém que te completa em tudo: você quer um relacionamento ou um álbum de figurinhas? Já parou para pensar que essa pessoa “certa” que se “parece muito com a gente” pode estar é muito errada? Que graça tem em 1 + 1 somar 1? Já somos egocêntricos demais para amar todas as nossas qualidades repetidas em alguém. Abra a cabeça e aceite o novo, mesmo que ele pareça um enorme desafio!

Relacionamentos existem para, oras, aprendermos a nos relacionar. Nada melhor que o diferente para acrescentar e ensinar. Que mania é essa de procurar um namoro fácil? Que graça tem nisso? Ei, mundo, onde foram parar os casais diferentes e ao mesmo tempo tão bonitos? Eles ainda insistem em existir? Acho que desistiram de se amar por preguiça. Vida tão corrida, tão difícil, pra quê dar mais trabalho para o coração?

Acho chato aquele casal que gosta das mesmas coisas, que faz as mesmas coisas, que comenta as mesmas coisas. Insuportável aquele casal que se parece fisicamente, que ela mede 1,65 e fica bacana de salto ao lado dele porque ele tem 1,80. Acho bonito mesmo o torto. É não saber bulhufas de Star Wars e comprar qualquer coisa do Darth Vader para ele. É colocar o salto alto e não dar a mínima se ficou maior que ele. E daí se ele não abandona o All Star preto sujo? Você também se sente tão confortável com aquela sapatilha…

É ir com ele naquele bar de rock da esquina para beber uma cerveja gelada e na semana seguinte ele te acompanhar no desfile de moda. Ouvir Norah Jones sem meter o dedo no rádio do carro dela, porque amanhã ela vai ter que escutar Nirvana no talo no seu. Não entender de economia, não entender de revista de fofoca, não entender de política externa, não entender porque aquele lance era um impedimento. Mas entender perfeitamente todas as qualidades da pessoa única e diferente que existe ao seu lado. Porque no final das contas, o que carece de medidas iguais, é só o sentimento. Se liberte um pouco dessa busca bitolada.

Quando você se der conta, vai continuar ouvindo seu CD do Rolling Stones, mas é a namorada do cara que gosta de ópera. Ele vai continuar indo ao futebol do sábado, enquanto você faz Yoga na praça. E por aí vai. Um viva aos opostos que também dormem de conchinha!

26 Comentários  |  Deixar Comentários

Comentários:
  1. Pétalla    27/05/2015 - 10h50

    Amei! Sincero, justo, verdadeiro e simples!

  2. Paloma Espíndula    27/05/2015 - 11h17

    Adorei! Meu namorado gosta de games ai aprendi a jogar com ele. Eu gosto de moda ele assisti Esquadrão da Moda comigo haha. Ele até sabe quais são as blogueiras que eu mais acompanho hahaha. Aprendi muitas coisas, conheci muitas bandas e ele também. Algumas ele tbm curtiu outras não. Mas, a gente sempre tem uma playlist variada!

    Beijos :)

  3. Nati Bohrer Grazziotin    27/05/2015 - 11h26

    Que texto lindo. E muito verdadeiro! Meu relacionamento é assim, feliz com suas imperfeições :)
    Um beijo

  4. gil    27/05/2015 - 12h47

    oi luu, oi maa, aí vai uma dica para quem esta solteira: vc precisa sim ser exigente para nao se decepcionar depois, exigente no sentido: de ter alguem q te respeite, q te valorize, q te ame, mas nao adianta querer q o outro tenha o mesmos gostos q vc, cada um faz o q gosta, ou vai junto ou deixa o parceiro fazer basta saber se pode haver confiança depois tudo se controi <3
    luu, me visite tambem:
    http://www.gilvaniaevans.com

  5. Ismenia    27/05/2015 - 14h59

    amei, texto lindo bem escrito e verdadeiro…parabéns!

  6. Gabi    27/05/2015 - 15h32

    Perfeito esse texto! :)

  7. Ana    27/05/2015 - 17h37

    Achei o texto cheio de caricaturas: mulheres escutam Nora Jones e gostam de revistas de fofoca e homens escutam Nirvana e jogam futebol aos sábados. Não vejo o menor problema em casais iguais ou parecidos. O que vale é que eles estejam bem com isso. Relacionamento não tem receita, o que funciona pra uns, pode ou não funcionar pra outros.

    • Wal    28/05/2015 - 06h02

      Concordo, Ana! Acho chato isso de dizer que o certo é isso ou aquilo. Funciona para você? Que bom! É bom para você. O que não quer dizer que seja bom pra mim. Bonito é ver o povo amando, sejam casais iguais ou diferentes.

      Beijos

    • Lívia    28/05/2015 - 19h23

      Concordo com vocês! Um relacionamento pra ser duradouro tem que ter afinidades, não tem jeito.. Se não tem planos em comum, vai pra onde isso?
      Não acho nada chato ser muito parecida com meu namorado, pelo contrário a gente se entende, se conhece, somos companheiros e amigos! Temos sim diferenças mas isso é um tanto óbvio já que se tratam de dois seres humanos diferentes. Mas opostos? Não, obrigada..

  8. Thais Machado    27/05/2015 - 22h56

    hahaha gente esse post foi feito pra mim!! ameiii ler!!! Esses dias estava muito pensativa, meu namorado gosta de games e eu amo moda e maquiagem, até ai, tudo bem perfeito, ele até já sabe quais as blogueiras que acompanho, e eu os jogos que ele curte, os canais de game e time de futebol europeu que acompanha, porém eu amo ir a festas de famílias e em barzinhos com os amigos, ele é bemmmm mais caseiro do que eu e isso estava me incomodando um pouco, mas equilibrando, tudo da certo!!ameiii esse post!! bjosss

  9. Paula Macro    27/05/2015 - 23h39

    Adoro seus textos, Marcela.
    Para mim são inspiradores e sempre me fazem refletir.
    Nesse especificamente, claro que ninguém é igual a ninguém, porém acho que as diferenças que as pessoas toleram tem um limite. Não sei se na prática existe diferenças tipo Eduardo e Mônica que dure.
    Ouvi uma coisa que super concordo: Os opostos se atraem, mas depois de um tempo não se suportam.
    Abraços

  10. LICA    27/05/2015 - 23h56

    É isso ai! Seria tão bom se não complicássemos tanto nossa vida…

  11. Karlinha Menezes    28/05/2015 - 00h20

    Senhora do céu?! Uma das maiores besteiras utópicas é essa de que os opostos dão certo, ok, você pode até gostar do que é diferente, mas veja que no seu exemplo que o cara vai no desfile de moda com a menina e ela vai ao bar isso não é um oposto, dois eles têm uma coisa em comum cabeça aberta e sem pré-conceitos. Quando a menina vai para o yoga e o cara vai para o futebol, os dois gostam de atividades física. Não há como manter um relacionamento com uma pessoa que seja completamente diferente, se vocês não concordam em nada, se é só atração, se você só faz para agradar e ele também, uma hora a coisa desaba. Todos os casais precisam ter algo em comum e todos precisam ser tolerantes um com o outro, existem mil coisas que meu namorado gosta e eu não gosto, mas existem outras milhares que nos temos em comum e ajudam a manter a convivência dos mais de 6 anos juntos, para você conviver com uma pessoa tem sim que ter um ponto em comum, seja na rotina, nos gostos, nos ideais, no estilo de vida…

    Bem escrito, mas essa ideia é a maior besteira inventada pelos filmes de hollyoowd, não condizente com uma vida real e com relacionamentos duradouros. Podem existir, mas são exceções.

    bjus

    http://www.cheiadepapo.com.br/

    • Tammy    29/05/2015 - 12h35

      Até entendo a proposta do texto de se abrir para algo novo, para alguém que a primeira vista não faz o seu tipo, porque você pode se surpreender. Logo que conheci meu namorado não achava q a gente tinha nada a ver, mas logo q começamos a sair eu vi q somos muito parecidos! Amamos correr, viajar, ficar de boa em casa cozinhando, ir para casa de amigos… É o melhor namorado q eu já tive e descobri isso depois que me permiti conhecer algo novo. Mas é fato que nos damos tão bem porque no fundo, somos muito parecidos! Mesmo estilo de pensar nas coisas da vida, nos sonhos, nas ambições. É lógico que teremos diferenças nas coisas obvias como ele detestar programas de moda e eu não ter vontade de ir ao mineirão. Mas e dai? Para assistir GNT comigo, eu tenho as minhas amigas. E ele tem 1,90 e eu sou baixinha que usa saltão, e confesso que adoro isso!

  12. Carine    28/05/2015 - 04h18

    What an amazing post, loved reading it!
    http://fashion-soup.com

  13. Pri    28/05/2015 - 10h34

    Adoro essa coluna! E viva os opostos que se atraem, distraem e complementam! :)

  14. Paola Alves    28/05/2015 - 10h54

    Tenho muuuuitas diferenças com meu namorado, mas também temos muitas coisas em comum e acho que isso é ótimo sabe? Acabo aprendendo muito <3 http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  15. Amanda    28/05/2015 - 13h44

    Só li verdades! (:

  16. Ana Luiza    28/05/2015 - 14h28

    Adorei o texto, ótimo pra pensar em como duas pessoas diferentes podem sim ser felizes.
    E também, em momento algum senti que tu generalizou os casais compostos por diferentes gostos. Apenas exemplos de como é legal. :)
    Parabéns pela criatividade! ?

  17. Carol Costa    28/05/2015 - 18h16

    Disse tudo Marcella! Me apaixonei pelo meu marido justamente por que éramos diferentes um do outro. Digo sempre a ele que conviver com dois de mim seria uma chatice só, rs. Abraços
    http://dibobis.blogspot.com.br/

  18. Tassia B    28/05/2015 - 20h34

    Eu passei anos acreditando em tudo isso. Achando o maximo o casal que tem gostos opostos, que negocia pra agradar os dois, que cede dia sim dia nao, e no fim acaba brigando dia sim dia nao. Mas dai eu conheci o cara mais incrivel do mundo, e casei com ele. E a gente gosta das mesmas musicas, e por isso toca as nossas playlists bem alto em casa. A gente gosta dos mesmos filmes e por isso os dois estao sempre satisfeitos com a opcao do cinema! Gostamos das mesmas comidas, dos mesmos passeios…E nao tem nada de chato nisso. A vida esta sempre tranquila, ninguem tem que ceder, ou negociar, e no dia a dia, com tanta coisa pra resolver, nao da um alivio ter um relacionamento em que tudo se encaixa sempre? quando a gente procura aventura, realmente soa divertido lidar com os opostos, mas na vida, no dia a dia, nao tem nada mais gostoso que um casal “insuportavelmente igual”. Prefiro meus dramas numa tela de cinema, nao na vida :)

    Beijo!

    • Li    30/05/2015 - 01h26

      Concordo com você Tassia, na verdade seu comentário foi perfeito! Esse texto é bom para um filme e não para a vida real… As pessoas que concordam com ele, são as que ainda não encontraram alguém como elas e passaram a acreditar nessa coisa de opostos. Que eu sinceramente, não acredito mais e já passei muito por isso… Até quebrar a cara e perceber que os opostos servem para serem amigos no máximo e não para conviver dia a dia, a não ser que você queira viver na guerra interna da insatisfação. :)

  19. Isabella Martins    30/05/2015 - 10h34

    Marcela,
    Que texto simples e lindo!
    Eu era essa pessoa, que queria encontrar o cara igualzinho! kkkkkk
    Mas, sempre aparece aquele cara, nada haver, mas que no fundo tem tudo haver! hahahaha
    O amor é simples!
    Bjos e muito amor pra todos!

  20. Nubia Cavalher    01/06/2015 - 20h26

    Eu não sei se gosto mais do texto ou da arte que é feita com o titulo! Muito linda!

  21. Lívia Santiago    13/06/2015 - 11h12

    O artigo é de uma delicadeza tão grande, que só quem entende as entrelinhas vê o real sentido. Quem é muito literal vem com 7 pedras na mão e dedo em riste dizendo “eu não penso assim então tá erradoooooo”. Aliás, que moda feia essa de ser agressivo gratuitamente na internet.
    Também acredito que não tem regra pra ser feliz. Já namorei um cara que combinava em tudo comigo. Deu super certo por anos, mas o amor acabou e ficou a amizade (juro, é verdade). Meu atual namorado é totalmente diferente de mim, e estamos juntos e felizes há 5 anos. Temos pouquíssimas coisas em comum: comida japonesa, viagens, preto… Mas o principal é o RESPEITO. Respeitar a diversidade: de cores, de ideias, de personalidades. Você não precisa concordar pra respeitar. Só precisa aceitar que o coleguinha não pensa igual à você e que isso não só é perfeitamente aceitável, como também é o que faz a vida ser interessante.

  22. pericles    20/06/2015 - 14h15

    Achei o máximo,pois eu e minha parceira somos completamente opostos e foi muito bom fazer essa leitura,obrigado

Familinha na festa mexicana de hoje 🌮🍸🎉 | foto @laradias #natalinhafiesta #tricaeporchatadegalocha
Mais sobre Lifestyle