Gravidez e maternidade

Diário da maternidade: sobrevivi ao primeiro mês

Um ano novo nunca fez tanto sentido pra mim. Minha impressão é que passei dezembro meio hibernando – não vi o mês, fiquei 95% do tempo em casa, foi até esquisito quando chegou o Natal – e agora que Janeiro chegou acordei e saí da toca. Todo mundo fala que as primeiras semanas com um bebê em casa são punks, e eu estava preparada pra isso, principalmente sem ter experiência ou uma babá pra ajudar… Mas foi ainda mais intenso do que eu imaginava.

colo_tb
O que deixou tudo complicado não foi não dormir a noite direito (apesar disso ser tenso, principalmente depois de muitos dias assim), mas sim compreender de que a vida mudou – e muito – e além de ter que lidar com essa mudança você tem que lidar com o fato de ter um serzinho dependendo integralmente de você. Foram muitas dúvidas, muito chororô (meu e dela), muitas pesquisas no Google. Até que ela fez um mês, sorriu pela primeira vez e as coisas começaram a entrar nos eixos. Lembro que li uma vez que o período pós parto era um período de luto pra mulher e achei um exagero… Mas é a pura verdade. Se por um lado você está explodindo de amor e felicidade, sem acreditar na sorte que tem por ter um bebê, por outro sente falta da vida como conhecia, que né, jaz. Junte a isso a falta de experiência e o medo de errar e o resultado é o mês mais louco que eu já vivi.

No final de dezembro comecei a me sentir eu mesma de novo, ainda que eu não seja a mesma. Já consigo pensar em outras coisas que não sejam minha bebê, já me interesso novamente por tudo que me interessava antes (ainda que não tenha muito tempo pra nada), já aprendi a otimizar o tempo e fazer tudo que eu fazia em duas horas caber em meia horinha livre. E aí chegou o ano novo.

2016 será meu primeiro ano completo como mãe. Como já comentei aqui no post do look de Natal, acho que o nascimento de um filho é um acontecimento que mexe com a gente tipo um fim de namoro – a vida mudou drasticamente, de repente (bem quando eu me acostumava a ser uma grávida!), e você precisa se acostumar a essa nova realidade e à nova rotina (agora com uma pessoa a mais na sua vida). E no meio disso sinto que me perdi um pouco. Sabe quando você olha suas roupas e não se interessa por nada? Olha o cabelo e quer fazer uma mudança radical? E ao mesmo tempo tem que lidar com um corpo que não é o seu – afinal os quilos extras da gravidez ainda não foram embora por completo e nada que você tem serve direito… Enfim, é um período confuso.

amm

Mas enquanto eu estou essa bagunça tenho uma bebê que cresce a cada dia. Eu sei que todo mundo fala que eles crescem rápido, mas é surreal ver a evolução dela de um DIA pro outro! A gente pisca e ela começa a sorrir, a observar as coisas no entorno dela, as roupinhas que estavam ótimas começam a ficar pequenas. Cada dia que passa fica mais gostoso, ela interage mais e a gente se conhece melhor. Já aprendemos juntas a superar as dificuldades da amamentação, a entender como dormir (e eu aprendi a conseguir dormir mesmo morrendo de preocupação a cada barulhinho que ela faz), a compreender cada tipo de chorinho.

Se eu puder dar meus palpites pra quem está prestes a passar por essa fase (coisa que vou me policiar pra fazer apenas nesse post – nada mais chato do que os palpites não solicitados nessa fase tão delicada!), aqui estão:

Amamentar é mesmo tão difícil quanto dizem. Se prepare, procure ajuda quando parecer difícil demais e não desista nas primeiras dificuldades. Depois de alguns dias aprendi a maneira certa de posicioná-la, as dores passaram e tudo ficou mais fácil.

A história de “durma quando o bebê dormir” é meio furada – só funciona se você tem ajuda pra absolutamente todo o resto. Se tiver, que bom! Mas se não tente aproveitar pelo menos uma das sonecas do dia para descansar também – eu fiquei frustrada com o pouco tempo no início, mas é essencial tentar dormir um pouco de dia, já que à noite você terá que acordar em intervalos regulares pelo menos nas primeiras semanas.

– Pode parecer impossível, mas tente sair de casa sozinha. Aproveite o intervalo das mamadas e vá fazer a unha ou qualquer coisa que você queira (uma massagem também cairia muito bem!), deixe o bebê com alguém de confiança e vá feliz. Se não der, desça um pouco com o bebê, dê uma volta no prédio ou na rua rapidinho… Só de sair de casa meu humor virava outro! Fiquei outra depois de uma noite em que meus pais cuidaram da pequena pra gente sair pra jantar só nós dois (eu ordenhei o leite e deixei pra eles darem pra ela, funcionou super!).

– Lembre que o choro é maneira que o bebê tem de se comunicar com você, ele não fala! Então choro não quer dizer que ele está sofrendo, apenas quer te dizer alguma coisa. Pode ser fome (95% das vezes é!), pode ser uma fralda molhada, pode ser sono. Também pode ser saudades do seu colo, hehe! E pode parecer impossível nos primeiros dias, mas eu JURO que você vai começar a entender cada chorinho depois de uns quinze dias de convivência.

Nosso primeiro mês foi difícil, mas maravilhoso. É incrível poder acompanhar as várias primeiras vezes dela – nada mais gostoso do que poder ver de perto as reações dela ao conhecer o mundo. O segundo mês promete ser mais fácil e mais gostoso. Mal posso esperar pra ver o que ela vai descobrir nos próximos dias =)

Comentários:
  1. por Beatriz Aguiar
    em 04.01.2016 às 14:22

    Que post incrivel, Lu!
    A gente nunca imagina que nossa vida vai mudar totalmente ne?! Tenho certeza que voces estão saindo como ótimos pais! Logo logo tudo se ajeita. Os horários, alimentação, sono…

    E fico feliz em saber um pouco sobre o primeiro mes da Bia. Que voces tenham um ano maravilhoso! Feliz 2016!

  2. por Aline
    em 04.01.2016 às 14:23

    Lu que delícia de post, fico muito contente em ver você compartilhando essa experiência tão incrível e tão real. Estou torcendo para que vocês consigam alcançar todos os desejos do coração de vocês. Um beijão =D

  3. por maria padilha
    em 04.01.2016 às 14:28

    É difícil mesmo a minha com 2 anos e 1 mês e não consigo me desligar dela (ainda mama e a cama compartilhada) cuidar de mim está dificil…

  4. por Marcella Tedeschi
    em 04.01.2016 às 14:30

    Fico encantada com a maneira que você e o Leo estão se ajeitando. Bia é uma mocinha de sorte! Como você disse em um dos vídeos…sim! A feição de vocês mudou completamente desde o nascimento dela..e é muito fofo! Que essa caminhada continue assim…com muitos momentos de leveza. Beijos

  5. por Cecilia
    em 04.01.2016 às 14:30

    Menina! Parabéns! Que lindo o seu depoimento! Essa é a maternidade real!
    Agradeço a sinceridade!
    Beijo no coração e saúde!!!!

  6. por Rose
    em 04.01.2016 às 14:34

    Lu, que mês lindo!
    Estou grávida de 21 semanas, e agora volto pra ver seus diários de gravidez do início da gestação! E aguardo anciosamente a cada post que vc conte sobre a sua relação cm Bia! Acho mágico, e não vejo a hra de meu bb nascer pra passar por isso tbm! Ha meu bb está previsto para 17 de maio, e espero ter um parto normal.
    Bjs

  7. por Andreza
    em 04.01.2016 às 14:37

    Que demais seu ponto de vista, estou amando ler tudo sobre isso. Pretendo passar por isso num futuro não tão distante! A Bia está linda! Todo amor do mundo para vocês!

  8. por Lais
    em 04.01.2016 às 14:39

    Parabéns Lu, Você está linda e no caminho Certo…
    Sei bem de cada uma dessas emoções e dificuldades, hoje meu príncipe tem 5 anos e 5 meses, e posso te falar, as dificuldades aumentam (ou talvez apenas sejam dificuldades diferentes) Masssssssssss acompanhar o desenvolvimento deles, pedacinhos de nós, é algo Fascinante e só tem a melhorar…
    Hoje minha preocupação é com o mundo que os espera, Infelizmente!
    Como toda mãe, os medos e culpas sempre acompanham.
    Deus abençoe sua família Linda, sua princesa… Muita Saúde, felicidade e um 2016 repleto de amor!
    Ta companho e Adoro!
    Beijos! Laís Pierini

  9. por Luciana
    em 04.01.2016 às 14:47

    Tô amando tudo o que você escreve relacionado à sua maternidade Lu! Eu ainda não tenho filhos, mas pretendo engravidar neste ano. Tem sido ótimo ver a forma realista que você trata do assunto. Isso já me dá uma enorme força para suportar todas as dificuldades que virão quando eu tiver meu primeiro filho.

  10. por Monica Garcia
    em 04.01.2016 às 14:49

    Faço minhas as suas palavras. Meu filhote fez 2 meses ontem e passei por tudo isso que você passou. É fato: o segundo mês é um pouco melhor!!! Parabéns pela filhota, ela é linda!!!

  11. por Jennifer
    em 04.01.2016 às 14:51

    Lu amei cada diário de gravidez, não perdia um se quer, ai um dia vejo que você postou uma foto no instagram falando que tinha um post aqui no blog falando sobre o parto então corri pra ler, e sinceramente, chorei depois que eu li de tão linda que foi a forma como você relatou o parto. E agora lendo este agora fico mais encantada com a forma como você descreve os momentos com a Bia.
    Parabéns por ser essa pessoa, essa blogueira e agora essa mãe maravilhosa.
    Sou mega fã do seu trabalho.
    Beijos!

  12. por Karin
    em 04.01.2016 às 14:58

    Estou voltando no tempo com seus posts! Meu filho está com 1 ano e posso te dizer que a maternidade é a experiência mais intensa que vivi ( e estou vivendo haha)! A amamentação no começo foi difícil mas depois nos acertamos e para mim era o melhor momento, como eu amava! foi assim por dez meses! Aproveite cada segundo! Bjos

  13. por Leticia
    em 04.01.2016 às 15:11

    Ansiosíssima para os próximos diários! A forma como você escreve, encanta. Fico emocionada e querendo acompanhar cada segundo da Bia. Esses posts são para a vida! Uma recordação… Com certeza farei o mesmo para que nada passe em branco.
    Te admiro cada dia mais, Lu. Parabéns!

  14. por otavia
    em 04.01.2016 às 15:11

    oi lu…é…me falaram que o primeiro mês é difícil mesmo, mas ele passa e as coisas começam a ficar um pouco menos difíceis – como vc percebeu. e posso falar? o tempo passa muito rápido mesmo! vc pisca, ela sorri…vc pisca mais uma vez, a bia já estará andando…
    e quanto mais o tempo passa, mais gostoso fica….pode acreditar. lógico que momentos ruins sempre existirão, mas os sorrisos, as primeiras gargalhadas, o primeiro abraço, os primeiros passos…o primeiro “mamãe” (este ainda não aconteceu pra mim, mesmo depois de 16 meses) são compensadores.
    bjo

  15. por Déborah Alves
    em 04.01.2016 às 15:12

    Lu, que saudade de posts assim! Fico imensamente feliz em ver notícias da Bia e da rotina nova de vocês. E a semana já começou bem, com diário de gravidez! Acho incrível que esteja conseguindo conciliar seu trabalho com a maternidade, e concordo super com todas as suas opiniões, desde o início da gravidez! Que este ano seja maravilhoso pra vocês, mal posso aguardar pelos novos vídeos, textos e fotos. Beijos!

  16. por LILIANE ZAPULLA
    em 04.01.2016 às 15:14

    Lu, primeiro feliz ano novo pra você Léo, Bia e toda a sua família!!!
    Confesso que quando anunciou sua gravidez eu imaginava que você seria uma mãe que iria terceirizar tudo! a medida que os diários de gravidez foram passando eu fui percebendo o tanto você estava empenhada e realmente mudada!! Hoje da pra sentir sua empolgação ao escrever os posts sobre a Bia. É notório o quanto você se transformou!!! Desejo de todo o meu coração toda a felicidade do mundo pra sua família e continuarei por aqui feliz de ter o privilegio de acompanhar!!! Bjos

  17. por Natalia
    em 04.01.2016 às 15:16

    Oi Lu,
    Compreendo cada coisa que vc disse, estou com uma bebe com 1 mes e 1 dia, nao e facil mesmo!! Mas e bom demais
    Bjs

  18. por Josi
    em 04.01.2016 às 15:18

    Oi Lu adorei as dicas, meu príncipe chega em Março e eu particularmente gosto de conselhos dados de formas sutis como o seu.
    Muitas estão amando conhecer seu lado mamãe e na expectativa de passar por essa experiencia em breve.

  19. por Dayana
    em 04.01.2016 às 15:20

    Você é uma linda, com uma história linda e toda cheia de pontos de vista que são sempre novidades pra mim.

    Aprendi a adorar cada vídeo e postagem sua.

    Aqui torcendo por essa família que em pouco tempo me conquistou <3

  20. por Ana Rodrigues
    em 04.01.2016 às 15:23

    Parabéns por esse mês de superações e consquistas.
    Que a vida seja cada dia mais alegre e feliz, para você e sua família.
    Feliz 2016 Lú!

  21. por Tainá Gonçalves
    em 04.01.2016 às 15:28

    Lu como é gostoso acompanhar a história, e essa nova etapa de vocês! Mal posso esperar pelos próximos vídeos, e por mais fotos dessa menininha tão linda e meiga! Beijão para essa família tão abençoada.

  22. por Kerylin Padilha
    em 04.01.2016 às 15:32

    Amei o texto, estou gravida de 3 meses mais ja me ajudou muito com todo o medo e a anciedade que estou sentindo com todas essas mudanças que estão acontecendo e que ainda acontecerão.

  23. por Gabriela
    em 04.01.2016 às 15:35

    Dizem que amor de mais é o mais puro, ainda não sou mãe, mas só de ler e ver o seu carinho por ela já da pra perceber essa pureza. Vocês são lindas Lu! Feliz 2016 :D Vai ser um ano incrível :D

  24. por Michele Monteiro
    em 04.01.2016 às 15:41

    Lu,
    Comecei a seguir você ha pouco mais de 5 meses…. Comecei pq vi que estava dando dicas para gravidas…
    Estou com 30 semanas e gestação (7 meses e meio) de um menino e ja comprei td quanto é colete p disfarçar a barriguinha… Eu era magrinha (48kilos) agora estou com 58k, mesmo assim não me serve mais nada…
    Resolvi te escrever pq estou tendo crises de desespero… de verdade…. Tenho medo de não ter minha vida de volta, de virar mãe e nao ser mais mulher, de ficar gorda e feia….etc… Minha mãe faleceu ha 8 meses e não tenho ninguém p me orientar… pode ser por isso que minha gestação esta difícil de aceitar… Mas com suas dicas aqui… vejo uma luz no fim do tunel… Meu marido esta bem empolgado mas eu ainda tenho receio de tudo.
    Obrigada por pensar em nós gestantes!
    Muitaa saúde para a pequena Bia!
    :-*
    Mi

    • Lu Ferreira
      respondeu em 04.01.2016:

      Ei Michele,

      É difícil mesmo ver o nosso corpo mudando. Também senti muito isso na gravidez, mas a parte boa é lembrar que o que está crescendo é o seu bebê, não você.
      Você ainda vai perder mais roupas até o final, por incrível que pareça, mas é normal, sinal de que seu bebê está se desenvolvendo =)
      Sobre o virar mãe e deixar de ser mulher, acho que isso só acontece se você quiser. Eu continuo indo ao salão fazer as unhas e sobrancelhas na mesma frequência de antes e já até renovei as luzes! Isso demanda muita logística, heheh, mas é possível sim! Como é algo realmente importante pra mim, dou um jeito.
      Imagino que deva ser muito difícil passar por isso tão cedo após perder a sua mãe, mas sabe quando falam que quando nasce um bebê, nasce uma mãe? É quase verdade, heheh! Você vai sentir tanto amor e tanta vontade de proteger seu filho que vai saber o que fazer. E sabendo que seu marido está empolgado tenho certeza que será mais tranquilo, se apóie nele.
      E lembre que é difícil pra todo mundo, é só ler os comentários aqui… E quando tudo parecer difícil demais, lembra que passa. E rápido!
      Bjo grande,

  25. por camilla
    em 04.01.2016 às 15:42

    Oi Lu!
    Meu baby tem 1 ano e parece que vc escreveu exatamente o q eu passei. É um luto terrível. Mas melhora, eu juro! Hoje eu já voltei a existir e a recuperar meus interesses. o baby já quase não dá trabalho (perto do que dava) e já dá pra voltar a viver, trabalhar, se arrumar. Vai melhorar, eu juro mesmo!
    Um beijo grande solidário!

  26. por JOICE MALAQUIAS
    em 04.01.2016 às 15:52

    Lu, adoro ler seus relatos, e ver os vídeos também. rs
    Estou grávida de 31 semanas e até então estava super tranquila, mas de uns dias pra cá, comecei a pensar em como tudo vai ser diferente e isso me causa um “mini” pânico rs
    Felicidades a vocês… vou continuar acompanhando…
    Ps.: Super orgulho de uma blogueira mineira e super competente como vc!

  27. por Andréia
    em 04.01.2016 às 15:53

    Lu, que delícia ler esse post! Acompanho voce há muito tempo, e estou amando acompanhar sua gravidez desde o início (amava os vídeos) e agora o acompanhamento do seu puerpério. Estou grávida de um menino, mamae de primeira viagem também e é muito legal ver um depoimento tão sincero do quão difícil é essa adaptação a vida de mãe. Eu ainda tenho 5 meses para começar a viver uma nova eu! Kkkk

  28. por Beatriz da Silva
    em 04.01.2016 às 15:57

    Meu Deus, que amor!
    Estou apaixonada por seus posts e pela Bia, que por sinal é minha xará.
    Amo ver toda essa sua evolução para mamãe, sabe?
    Todo amor do mundo para vocês três!

    https://desembuchaagorablog.wordpress.com/

  29. por Bruna
    em 04.01.2016 às 16:04

    Oi lu, te acompanho faz um tempo e achei o máximo cada diário seu e hoje descobrir que estou grávida e fico muito feliz, e cada poste seu me ajuda a entender o que está acontecendo comigo e este novo me ajuda a me preparar para o futuro.Que Deus abençoe sua família cada vez mais… E continue escrevendo vc ajuda muita gente….

  30. por Juliani de Paula
    em 04.01.2016 às 16:05

    Lu, nunca comentei, adorei esse texto!
    Sou mãe de um menino de 4 anos. E é exatamente assim no primeiro mês, mas ninguém fala né? Na maternidade tudo é muito romantizada! O primeiro mês é muito difícil, mas passa! Logo você vai reconhecer mais sua pequena, e acredite, vai voltar a ser você novamente, vai se adaptar com essa nova pessoa na sua vida.
    Vai ficar tudo bem mais fácil! Beijos

  31. por Aline
    em 04.01.2016 às 16:06

    Lu que relato emocionante!

    A Bia é tão linda e graciosa quanto você!

    Beijos
    Aline

  32. por Cinthia
    em 04.01.2016 às 16:06

    Adorei as dicas, principalmente pq estou com 30 semanas, e as vezes me sinto perdida no que fazer, como nossa cabeça fica péssima pra raciocinar….rsrsrs… Mais espero q continue com,as dicas,pois estão sendo ótimas pra mim….. Super bjo…

  33. por Thayna Ferraz
    em 04.01.2016 às 16:07

    Luuuu,

    Que post lindo (como sempre)!
    A Bia evoluindo é evolução de voces também, e deve ser uma delicia!
    Ansiosa pelas proximas descobertas!

    beijos

  34. por Maryanna
    em 04.01.2016 às 16:13

    E é por td isso q vc citou q é mto importante n ter visitas no primeiro mês! É um período de mtas adaptações e pode ser mais fácil pra algumas famílias e mais difíceis pra outras. E pitacos e machismos são péssimos as vezes pode ajudar até pode mais a realidade é q atrapalha e mto. Ser mãe e pai é instinto e só nós pra saber se isso ou aquilo vai funcionar na nossa realidade! Parabéns pelo texto super coerente! Adoro seus textos e vídeos!!! Bjs pra essa família lindaaa!!

    • Lu Ferreira
      respondeu em 04.01.2016:

      Foi a melhor decisão que já tomei! =)

  35. por Carina Nobi
    em 04.01.2016 às 16:15

    Nossa, traduziu muito do que aconteceu comigo! Parabéns por estar passando por este tempo que é meio de treva!rs.Beijos!

  36. por Camila
    em 04.01.2016 às 16:18

    É incrível como me vi em tudo o que VC comentou neste post. Ganhei minha bebê no dia 17/11, e tudo que VC disse que passou, eu passei…. Mas hj, depois de 48 dias, tudo está se encaixando perfeitamente, estamos nos entendendo bem, eu e minha bebê. Sem dizer que tudo é maravilhoso, quando aprendemos a saborear de verdade o sentido da maternidade.
    Estou amando ser mãe!!!!

  37. por Cíntia Lessa
    em 04.01.2016 às 16:25

    Seus relatos são simplesmente fantásticos! Me sinto vivenciando cada momento.. e imaginando em minha mente como seria comigo.. Se Deus quiser muito em breve terei o privilégio de ter minhas próprias experiências para viver e contar!! *-*

  38. por Lethycia Camargo
    em 04.01.2016 às 16:29

    Poxa, Lu! Que bacana poder acompanhar toda essa transformação.. Eu que me caso esse ano e ainda não serei mãe tão cedo, me pego imaginando como será comigo. Eu sempre sonhei em ser mãe (diferente de você) então adoro ler sobre o assunto. Aliás, um vídeo com a Flávia Calina pra ontem, né? Beijos ;*

  39. por Emilia Vilar
    em 04.01.2016 às 16:33

    Lu, vc falando assim dá vontade de ter um zilhão de filhos. Apesar de vc comentar sobre os seus percalços parece ser um momento tão sublime. Beijos pra vc e sua famillia e feliz ano novo.

  40. por Gabriella
    em 04.01.2016 às 16:33

    Minha querida… É assim mesmo. Tudo é muito novo…e com isso vamos aprendendo a ser mãe. Estou muito feliz por vcs.
    Adoro assistir seus vídeos… Agora ainda mais qdo vc fala dela…Rs
    Vê se aparece mais no snap.
    Um Bj

  41. por Ellen Camargo
    em 04.01.2016 às 16:42

    Ah, a maternidade.
    Não faz muito tempo, apenas um ano, que me via na mesma situação: “Uma bagunça!”. Hoje, um ano depois, a bagunça continua, mas de um jeito diferente… com os primeiros passos, as primeiras palavras, os primeiros carinhos. Tudo é mágico e dolorido na mesma proporção.
    Mas o bom é saber que não estamos sós e que passa, apesar da eternidade que duram os 3 primeiros meses, passa… Tão rápido que dá vontade de abraçar e não largar mais!
    A verdade é que cada descoberta deles é um pouco nossa também, enquanto eles se descobrem pequenos seres humanos, nós nos descobrimos mães. Que sua jornada como mãe seja tão linda quanto a minha tem sido, parabéns pela linda bebê!

  42. por Lúcia
    em 04.01.2016 às 16:51

    Lu, adoro seus textos. Gosto da maneira como vc escreve e como consegue expressar sentimentos e momentos.
    Olha, eu já falei sobre isso a vc uma outra vez num comentário em um vídeo, e não quero parecer chata, mas se vc puder da uma olhada na comunidade do face que se chama Pediatria Radical. É, usando uma palavra que vc sempre usa, surreal os aprendizados que tirei de lá. Esse ano de 2015 foi lançado um livro pela criadora da comunidade, a pediatra Relva Oliveira. O livro se chama O Livro da Maternagem.
    Acredito que poderia tirar tantas coisas boas daqueles textos e tópicos, como eu nesses sete anos em que as novidades, dúvidas e maravilhas da maternidade me trouxeram.
    Beijo enorme, seja feliz e muita alegria e saúde pra pequena Bia.

  43. por Irina Yamashita
    em 04.01.2016 às 16:54

    Estou amando os seus relatos sobre a maternidade! A minha Manuela chega a qualquer momento, estou só na espera!
    Beijos e parabéns pela filhota!

  44. por mharyanna
    em 04.01.2016 às 16:57

    Olá, estou grávida, com 25 semanas, e amei sua postagem, olhei também seus 2 videos sobre as primeiras semanas depois do nascimento de Bia, e é sempre bom ver posts assim, de mãe reais com experiencias reais, e ver uma mãe falar bem de uma experiencia com o parto normal humanizado é maravilhoso, pois diminuiu bastante meu medo e deu uma encorajada maior sabe? Estava cansada de ouvir palpites do tipo: você não vai conseguir; doí muito você não vai aguentar; em pleno século 21 você quer sofrer; entre outros.
    Suas experiencias estão me ajudando muito, mesmo sabendo que cada bebe é um bebe e requer cuidados específicos, é uma injeção de animo!

  45. por Luly
    em 04.01.2016 às 16:58

    Lu, é muito emocionante ler seus depoimentos sobre a vida com a Bia porque eles são sinceros. Vejo Muita gente falando sobre o início da vida de mãe e acho tudo muito extremo: um mar de rosas ou só reclamação. Gosto de ver quando todos os lados são expostos, porque óbvio que o início é difícil – tem toda uma pessoa pela qual você é responsável -, mas também é maravilhoso porque, de certa forma, ela também é responsável por você… Pelo que você sente e descobre, cada vez mais!

  46. por Thay
    em 04.01.2016 às 17:00

    Fantástico saber como vc passou por essa fase, estou aqui me preparando e nada como um depoimento pra gente saber como é! Beijos e boa sorte!

  47. por Carol Godoi
    em 04.01.2016 às 17:04

    Oi Lu, te acompanho faz um tempinho e nunca comentei nos vídeos ou nos posts, mas tenho um desejo enorme em ser mãe, vai demorar um pouquinho, acabei de me casar, mas essas dicas e esse texto de aprendizado já ajudam a ter uma ideia real da maternidade, e não só quando for mãe mas até com outras pessoas quando tem bebe. Obrigada por compartilhar sua experiência e suas dicas, não vejo a hora da Bia aparecer nos vídeos. Ela é muito fofa, parabéns.
    Um beijo, Carol de Curitiba, PR.

  48. por Lorrainne Sobral
    em 04.01.2016 às 17:04

    Aaaai, que lindo esse post.
    É bom ver a realidade sabe, mesmo não sendo mãe e bom já estar preparada para os desafios que virão.

    Parabéns Lu, e que a vida da Bia seja repleta de amor e felicidade.

  49. por Isabelli Furtado
    em 04.01.2016 às 17:05

    Cada vez que leio seus relatos sobre essa nova fase da sua vida fico cada vez mais encantada, você relata tudo com uma simplicidade e uma verdade, parabéns! A e a Bia é linda!! Adoro o blog.

  50. por Raquel
    em 04.01.2016 às 17:08

    Adorei, Lu! Em 2 meses será a minha vez de viver tudo isso. Sorte para nós!!! Vocês estão lindas :) Beijos

  51. por Amanda Farias
    em 04.01.2016 às 17:09

    Amo ler a forma como você descreve as coisas Lu é tão sincero que eu termino de ler seus texto sorrindo. aproveite cada minuto como mãe ♥

  52. por Daiane
    em 04.01.2016 às 17:12

    Oii Lu … me identifiquei muito com seu post! É realmente assim que me senti! Espero que você seja muito feliz nessa nova vida … assim como eu sou! Bjoss pra vc e pra Bia ;**

  53. por Isabella Milhomem
    em 04.01.2016 às 17:18

    Lu, sou uma admiradora do seu trabalho, quase nunca comento em nada, mais te vejo sempre em vídeos e acompanho tudo que escreve e posso dizer você é uma pessoa sensacional, amo ver seu cuidado com tudo, seu zelo pelo seu casamento e agora sua dedicação por sua filha, todas as coisas que você faz pra nós me faz querer está sempre mais próxima do seu dia a dia e de tudo que tem pra nos contar, não tenho filhos e vou me casar esse ano e a sua forma de nos mostrar os seus dias me faz almejar essas coisas que de tão únicas se fazem essenciais, parabéns Lu, você é tudo isso porque se empenha pra nos oferecer o melhor e sei que faz tudo com muito amor portanto, só merece o retorno. Todo sucesso pra você, e todo amor pra sua família. Te acompanharei sempre, mesmo que aqui escondidinha <3

  54. por Bruna Karina Gonçalves Pereira
    em 04.01.2016 às 17:18

    Olá Lu, que relato legal, acompanho o blog há muito tempo e vibrei junto com você com sua gravidez, ver sua evolução e o quanto amadureceu nesse período foi muito bom.

    Por coincidência, estou trabalhando com um projeto que chama “Somos mães de primeira viagem”, é uma plataforma que foi criada em novembro pra ajudar mamães, gestantes e mulheres que estão tentando engravidar.

    Além do site, temos uma fanpage e um blog onde as mães relatam sua experiência com a maternidade.

    Dá uma olhadinha: http://somosmaesdeprimeiraviagem.com.br/
    Quem sabe você pode encontrar ajuda lá ou até mesmo compartilhar as suas experiências conosco.

    Mil beijos

  55. por camila
    em 04.01.2016 às 17:19

    Que lindo post Lu… Parabéns por se sair bem e “sobreviver” esse primeiro mês hehe!!! Felicidades sempre <3

  56. por Bia
    em 04.01.2016 às 17:23

    Amo como você escreve…

  57. por Danielle
    em 04.01.2016 às 17:32

    Lu … Sinto uma emoção sem igual ao ler cada post seu sobre a Bia e sua gravidez. Sonho em ser mãe, mas ao mesmo tempo morro de medo de todas as dificuldades que podem e que sei que irão surgir … Mas tenho me sentido mais tranquila para enfrentar todas elas ao ler sobre sua experiência. Torço para que a Bia cresça com muita saúde e seja muito feliz! Obrigada.

  58. por Júlia silveira
    em 04.01.2016 às 17:45

    Lu, que orgulho!
    Parabéns pela maneira leve que está levando essa nova fase, te admiro.
    Bjs

  59. por Fernanda Batista
    em 04.01.2016 às 17:47

    Lu, é bem assim como vc descreveu. Hahahaha.. Minha primeira saída foi no supermercado, e achei aquilo o máximo!!!!!
    Cada dia é uma descoberta e vcs se conhecerão mais e mais e isso é simplesmente lindo! Morro de saudades da minha filha bb, agora ela tem 5 anos e são outras situações.. a fase do ser independente chegou! Ela quer fazer tudo só.
    Enfim, adoro ler seus desabafos e dicas.

    UM BEIJO GIGANTE NOS 3.

    : )

  60. por Priscila
    em 04.01.2016 às 17:48

    Que gostoso ler esse post, Lu! Ainda não sou mãe, mas sempre que vejo/leio algo que vc posta dá uma vontade de ter meu bebê. Parabéns pra vcs, que Deus continue abençoando a vida de vcs. Bj carinhoso!

  61. por Brena
    em 04.01.2016 às 17:50

    Lindo post Lu, ficaria ainda mais se vc tivesse feito um vídeo com momentos do primeiro mês da Bia. Mas eu imagino que com tantas mudanças não tenha dado, eu já dei a idéia uma vez mas vou falar de novo. Se vc e o Leo se sentirem confortáveis faz” Diário da Bia” só de pensar já acho fofo! Beijo

  62. por Rafaela
    em 04.01.2016 às 18:02

    Que incríver e maravilhoso o seu post Lu! Simplesmente lindo! Adorei que você compartilhou os seus dias com a Bia, as suas descobertas! Sua família é linda! A Bia é tão ❤️! Tudo de bom pra sua linda família, e um beijo especial para a Bia! ?

  63. por Izabella
    em 04.01.2016 às 18:07

    Que post mais lindo Lu….chorei de emoção até pq essa fase na minha vida está prestes a acontecer. Daqui dois meses eu terei minha pequena nos braços e seus posts e vídeos me fazem sentir melhor, pois vejo que é comum o que sinto às vezes….Rsrss..?!
    Te acompanho a pouco tempo, desde de que descobri a gravidez, e parece que te conheço a muito…tipo amigas….kkkk….pois me identifico com vc e suas colocações….pensamos parecido!!
    Enfim, vc é uma fofa, sua filha uma linda e o Léo gente boa demais…paizão.
    Parabéns pela família que está construindo!!

  64. por Natalia Vasco
    em 04.01.2016 às 18:10

    Lu, parabéns pelo post e pela Bia!
    Fico feliz de ver um diário sem ‘conversa pra inglês ver’, que só mostra o lado bom da maternidade. É isso mesmo, é muito cansativo no começo, e parece que não vai melhorar nunca! Mas aos poucos, as coisas entram nos eixos…
    Senti muita dor para amamentar até uns 2 meses, por conta da pega errada no início, e um grupo do Facebook chamado Aleitamento Materno Solidário foi que me ajudou, além do banco de leite da minha cidade…
    Felicidades pra vcs!

  65. por Pollyanna
    em 04.01.2016 às 18:15

    Lu, me vi nesse post! Passei por tudo isso e pior: demorei pra me recuperar. O que me sustentou literalmente foi o amor pelo meu filhote! Sobre as noites, continuam mal dormidas…rs! Mas a cada evolução do meu pequeno, fico encantada! Penso: Valeu a pena! Faria tudo de novo outra vez! Bjos linda!

  66. por Cristal
    em 04.01.2016 às 18:16

    É assustador e ao mesmo tempo reconfortante ler um relato como esse. Tenho tanto medo de ser mãe, de não dar conta, de não conseguir, de ser atropelada pela nova rotina… Daí vejo uma foto se uma nova mãe com seu bebê e tudo parece fazer sentido.

    ps: E a Bia, hein, cada dia mais lindinha! *.*

  67. por Danielle
    em 04.01.2016 às 18:22

    Lindo post Lu. Pra uma mãe de primeira viagem vc está sendo incrível. Não tirando o mérito do Léo tb. Parabéns e obrigada por compartilhar e dar dicas tão preciosas para nós. ?

  68. por Dennilma
    em 04.01.2016 às 18:35

    Aiin Lu a cada dia que leio suas postagens sobre a Bia fico encantada, esperançosa, nervosa e ansiosa. rsrsrs. estou grávida de 23 semanas e não vejo a hora do meu João chegar. Os seus vídeos me conforta várias vezes. A cada vez que assisto fico mais apaixonada por esse momento. Obrigada pelas inspirações…

    Beijinhos

  69. por Gabriela
    em 04.01.2016 às 18:38

    Adorei e espero usar mto suas dicas!!! To no setimo mes e acho suas percepções mto interessantes!!

  70. por Paola
    em 04.01.2016 às 19:01

    Ah, o puerpério… Meu Bernardo fez 2 meses no dia do Natal. Ainda não me recuperei do parto, das mudanças… Ainda não sei direito quem eu sou. É preciso juntar os cacos pra descobrir o novo. Sai um mosaico bonito dali. Como puerpério é sempre muito difícil, torcemos para que todas nós tenhamos apoio e empatia de quem amamos. Acho que é o mais importante.

  71. por wendyanne
    em 04.01.2016 às 19:05

    ownn Lu. Como suas palavras fazem a pessoa encarar a realidade de forma maravilhosa. Tenja certeza de que vc e o Léo são ótimos pais embora as vezes venha um sentimento de poxa vida eu poderia fazer melhor. E sim claro que pode a vida te dará várias oportunidades bjus te admiro

  72. por VIVIANE BREDERODES
    em 04.01.2016 às 19:11

    Tão lindo ver a evolução da Bia e sua evolução enquanto mãe…! Que Deus abençoe suas vidas sempre!
    Um abraço super carinhoso!

  73. por Lucia
    em 04.01.2016 às 19:11

    Oi Lú,
    Estou com 30 semanas, de repouso desde as 27 por ameaça de parto prematuro. Tenho lido TUDO sobre gravidez e bebês, e como já te acompanhava, sempre vou correndo ler o que tu postas sobre isso! Abreu teu relato de parto, até encaminhei para meu marido ler.
    Acho muito legal tua sinceridade, sinto que é um relato sem exageros e sem minimizar a coisa também!
    Parabéns pela filhota e saúde para vocês!

  74. por Kenia
    em 04.01.2016 às 19:16

    Lu, foi lindo seu comentário, é realmente tudo passa rápido demais , aproveite vcs estão lindas.

  75. por Ana Clara
    em 04.01.2016 às 19:26

    Lu, estou nesse processo tbm!!!
    Acompanhei os seus diários e adorava!!!
    Estou sentindo td isso tbm…estou uma bagunça!!
    Meu bebê está com 18 dias!!
    Vc conseguiu organizar uma rotina de amamentação?É a parte mais difícil pra mim!!
    Foi ótimo ler isso td e saber que não sou a única a ter esses sentimentos!!!
    Beijo!!

    • Lu Ferreira
      respondeu em 04.01.2016:

      Ana Clara, por enquanto amamento em livre demanda! Já aprendi a identificar o chorinho de fome e agora ela meio que entrou numa rotininha sozinha (sem horários muito definidos, mas com uma ordem pras coisas, sabe?) e facilitou muito! Bjs!

  76. por Thais Mariane
    em 04.01.2016 às 19:41

    Oi Lu, acompanhei todos os seus diários e amei todos e estou AMANDO todas as dicas que vc está compartilhando desse momento tão incrível!! Fiquei sabendo HOJE que vou ser mamãe também…estou grávida de 5 semanas e se for menina vai se chamar Luísa, amoooo esse nome e amo você! um super beijo e continue compartilhando com a gente esse momento tão surreal que é a maternidade….e quando der grave mais vídeos, sobre o assunto!! Bjinhos pra vc, pra fofa da Bia e um abraço no Leo…fiquem com Deus!

  77. por Bruna Fagundes
    em 04.01.2016 às 20:23

    Nossa Lú, que post!!! Tenho uma bebê de 6 meses e é exatamente assim… Me identifiquei em cada frase q vc escreveu, passou um filme na minha cabeça… Principalmente na parte de sentirmos falta da vida anterior.. .Não sei se ajuda, mas saiba q a cada mês é um avanço imenso, tudo vai melhorando. Certa vez, antes da Cléo nascer eu li, não me lembro onde q a mãe precisa de 120 dias para se ajustar à nova vida, e comigo foi assim. Até ela completar 4 meses eu ficava perdida e desorientada, depois passou… Hj já levamos uma vida, digamos tranquila, porém mto corrida. Sorte a sua de ter o conforto de trabalhar em casa e poder ajustar sua rotina à dela, pq punk mesmo foi qdo voltei a trabalhar, achei q ia enlouquecer… Bom, mas cada sorriso, cada gesto, compensa tudo, no final todo o cansaço vale à pena.
    Bom, parabéns pelo post!!
    Um bjo pra vc, e um beijinho na princesinha Bia!!

  78. por Maiara
    em 04.01.2016 às 20:46
  79. por Stéphanie Amorim
    em 04.01.2016 às 21:38

    Lu, você escreve lindamente! É um prazer ler seus posts. Parabéns!!!
    Felicidades sem fim pra você, Bia e Léo.
    Beijos.

  80. por Gabi
    em 04.01.2016 às 21:42

    Lú, amei o post. Estou amando o blog e esse rumo que ele tomou de falar mais sobre outras coisas além de moda, pra mim foi no momento certo, é bem o que estou curtindo nessa hora onde tudo é look do di. Adoro os looks e adoro os diversos assuntos que você trata aqui, o conjunto está perfeito.
    E não muda o cabelo, tá lindo também!
    Beijos!

  81. por Luana Muniz
    em 04.01.2016 às 23:33

    Lu, que relato real e lindo.

    Estou querendo tirar leite tb, para conseguir fazer algumas coisas, mas morro de medo da minha filha largar o peito.

    Você usa qual mamadeira? Ou usa chuquinha?

    Bjks!
    Tá cada vez mais linda

  82. por regina
    em 05.01.2016 às 00:34

    Lu,
    por que não incluir outra pessoa no cuidado da sua menininha?
    com todo critério, todas as dificuldades, ou seja lá o que for… você e Leo
    são muito competentes, mas acho natural ter ajuda constante e não eventual. Não vejo como uma questão cultural, vejo como necessidade. Mais, vejo o risco de se sobrecarregar a ponto de perder algo valioso…
    Até gostaria que outras mães opinassem sobre esta minha “sugestão”.
    Por favor desculpe se fui longe demais.

  83. por Natalia Guerra
    em 05.01.2016 às 01:55

    Lu essas dicas serão excenciais para mim que ja estou na reta final da gravidez, 36 semanas!!!! Tenho medos e dúvidas mas creio que o meu instinto materno falará mais alto e eu saberei o que fazer. No primeiro mês as coisas devem aparecer quase impossíveis de se resolver mas no final tudo dará certo!!! Muito obrigada pelas ricas dicas. Um grande beijo e um maravilhoso 2016 cheio de experiências lindas!!!!

  84. por Naty
    em 05.01.2016 às 09:51

    Oi Lu!

    É tão gostoso estar acompanhando todo esse seu processo, obrigada por compartilhar com a gente!

    Você falou sobre mudanças de um dia pro outro, você já ouviu falar de saltos ou picos de desenvolvimento? Não que seja que NECESSARIAMENTE vai ser assim, mas é engraçado notar que no nada os babies tem umas “fases” especialmente intensas que a gente fica se perguntando de onde veio…

    Dá uma olhadinha se tiver interesse:
    http://www.geracaomae.com.br/desenvolvimento-infantil/picos-de-crescimento-e-saltos-de-desenvolvimento-o-que-sao-e-como-identifica-los

  85. por Letícia Sousa
    em 05.01.2016 às 10:47

    Aaaaaaaawn *—*
    Lu, parabéns pra vc e pro Léo viu. Fico aqui babando com toda essa “mini” fofura s2

  86. por Daianne Possoly
    em 05.01.2016 às 11:06

    Lu,
    Estou amando muito ver a sua experiência como mãe e amei te acompanhar durante a gravidez! É notável como você mudou!
    Beijos e muito amor e luz para vocês nesse 2016!

  87. por Flavia Kolle
    em 05.01.2016 às 12:53

    Lu, adoro seu blog e sigo desde que descobri que estava grávida.
    Minha filha, Maria Clara, nasceu no dia 11/11.
    Sobre a extração do leite.. Depois que você extrai vocês dão o leite para ela beber de que maneira? Mamadeira, copinho, seringa?
    Estou com dificuldade pois dizem que se eu der na mamadeira, depois ela não pedia peito.
    E qual avwuantidadevque vc extrai para uma mamada?

  88. por Graziela Silva
    em 05.01.2016 às 13:00

    Lu, acredito que somos uma geração muito privilegiada por poder falar sobre a maternidade não apenas sob o aspecto mágico e recompensador que é ter um filho, mas também sobre as transformações nem sempre desejadas e os pequenos lutos que acompanham todo esse processo. O puerpério é punk; e por melhor e mais presente que seja o companheiro é um momento muito solitário para a mulher. Gostei do título com o ‘sobrevivi’, porque a sensação é essa mesma. Pôr a cara na rua a primeira vez, depois de tanto tempo hibernando, lambendo a cria, é uma das sensações mais loucas de tudo: a gente já não vê o mundo como era; mas a mudança é nossa. As coisas melhoram, eles vão ficando mais e mais absurdamente fofos, mas os desafios permanecem. O bom é que a gente também vai ficando mais experiente, escolada para lidar com as novidades. E o amor por eles… inexplicável.

  89. por Júlia
    em 05.01.2016 às 13:11

    LINDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAS!!!! Choro todas as vezes que o assunto é Bia.

  90. por Vanessa Mendes
    em 05.01.2016 às 13:43

    em poucas semanas será minha vez, to apavorada, mas um pavor controlado, misturado com expectativa boa das mudanças que estão por vir…sei que cada bebe é diferente, mas é gostoso ler seus relatos (e vídeos) e ver que dá sim pra sobreviver (lavar o cabelo como vc disse ,farei questão…kkk)
    bjo grande, obrigada viu pelos relatos! =)

  91. por Maria Dalva
    em 05.01.2016 às 14:05

    Tenho me emocionado a cada post da sua gravidez! Te acompanho há muito tempo (uns 6 anos, talvez) e fico feliz, de verdade, de coração, por você.
    Tudo de lindo pra você e pra sua mini mini! <3

  92. por Gabi
    em 05.01.2016 às 14:08

    Lu!

    Você conhece ou já ouviu falar sobre a linguagem de sinais para bebês? Tenho lido a respeito e achei extremamente interessante porque os bebês conseguem se comunicar através dos gestos! A intenção é ajudá-los na comunicação com os pais até a fala se desenvolver! É incrível!!! O @maozinhasquefalam dá um ideia por onde começar… Acho que você, o Léo e a Bia vão se amarrar!

    A forma como vc vive a maternidade, desde o início, é muito diferente de tudo que já tinha visto… É uma maneira muito especial que me tocou profundamente e desperta a cada dia mais em mim o desejo de ser mãe…
    Obrigada por compartilhar tantas coisas boas com a gente!

    Beijos cheio de amor!

  93. por Juliana Stark
    em 05.01.2016 às 16:15

    Muito bom ler seu diário. Acho que pra você essa mudança toda deve ser ainda mais difícil, já que seu trabalho também é em casa. Deve ser complicado desligar dele, já que você mesma citou que não teria uma licença maternidade. Queria saber como você está lidando com isso. Eu sinceramente acho que a licença maternidade de quatro meses é pouco tempo, mas e você que não pode “ficar off” nem esses meses, acha que isso acaba causando mais cansaço, é uma distração ou nem teve tempo de pensar em trabalho este mês?rsrs….bjs e tudo de bom pra vocês!

  94. por Roberta
    em 05.01.2016 às 16:48

    Adorei ler seu relato, Lu. Estou com 25 semanas e já nã vejo a hora de ter meu bebê nos braços :)

  95. por Rebecca
    em 05.01.2016 às 18:19

    Lu, ler vc escrevendo sobre a chegada da Bia na sua vida me emociona tanto! Por mais difícil que parece ser (ainda não sou mãe), só leio alegria transbordante em cada linha desse texto.

  96. por Leila Friolando
    em 05.01.2016 às 21:03

    Lu, aproveita e já vai investigando pra gente como faz pra impedir a queda de cabelo no pós parto! Tô prestes a ganhar minha bebê e já tô sofrendo por antecedência, tô tão apegada a esse monte de cabelo que nasceu na gravidez…

  97. por Chris
    em 05.01.2016 às 22:13

    Desse jeito mesmo, acho que esse post vai ajudar a muitas mães. E agora o bebê vai ganhando gordurinhas, fica mais interativo e divertido. Fica cada vez melhor! Considero o terceiro mês mais um mês de mudanças pra mãe e bebê também e o quarto mês é que acho mais estável. O motivo de achar o terceiro mês com mais mudanças é que o corpo da mulher passa a equilibrar com os hormônios novamente, é um período do cabelo cair muuuuuuuuuuito… Tenso. O seio tende a muchar em algumas horas do dia que parece que o seio secou, mas é que o bebê está regulando ainda a quantidade que o organismo precisa. Viajei com minha filha no terceiro mês e no quarto mês, parecia duas crianças diferentes, mas ai já é um assunto pra quando você falar disso… Hehe Espero ver msis posts sobre suas experiências como mãe e o universo da Bia. BeijO

  98. por Amanda Chandler
    em 05.01.2016 às 22:57

    Oi Lú, tudo bem ? Já acho que você é minha amiga com tão pouco tempo te seguindo… Embora tenha ouvido falar de você no Brasil, só comecei a ler seu blog e assistir seus vídeos quando me mudei para os Estados Unidos, cofesso que foi mais do que eu imaginava. Obrigada! Pelas suas doces palavras, estou vivendo o momento mais sagrado da minha vida ( estou grávida ) e cada vídeo ou post que você publica me emociono e faz eu me sentir confiante. Eu amo os tutoriais de beleza e moda também embora eu não saiba muito sobre isso. Um forte abraço !

  99. por tainá
    em 06.01.2016 às 00:54

    oi lu,
    tô na fase final da gravidez e preparativos pro enxoval, me tira uma dúvida? como vc ordenha o leite qdo precisa: bombinha elétrica ou manual? já ouvi tantos depoimentos favoráveis e desfavoráveis sobre cada uma delas que confesso que tô super perdida. se puder compartilhar qual vc tá usando e se tá gostando, vai ser ótimo :)

  100. por Babi Almeida
    em 06.01.2016 às 01:25

    Lu, que post legal! Sincero, leve e sem meias palavras. Ainda não sou mãe (e ainda devo demorar), mas me lembro bem do dia em que fui conhecer um primo recém-nascido e minha tia me recebeu com uma cara péssima e disse: “Ninguém me contou a verdade”. E acho que é bem esse tipo de informação que as pessoas precisam. Obrigada por compartilhar conosco um momento tão íntimo e, pelo que já escutei, acho que o mais difícil já ficou pra trás. Boa sorte nesse ano novo, com Bia nova :) hahah

  101. por Rayanna
    em 06.01.2016 às 10:12

    Lu, conheço seu blog há muito tempo, mas nunca comentei, seu vídeos são ótimos e esse relato do primeiro mês é super verdadeiro, tbm tenho uma Bia, ela já fez um aninho em novembro e cada fase é uma delícia, no primeiro mês tbm chorei demais e achava que a minha vida nunca mais seria a mesma. E realmente não é a mesma, mas é muito melhor!

  102. por Isabella
    em 06.01.2016 às 10:44

    Lu, tenho uma dúvida. Você pretende não expor a Bia somente no resguardo ou vai permanecer assim por anos ou até que você não trabalhe mais com o blog? Entro no seu instagram todos os dias pra saber novidades e o rostinho, mas vejo pé e mão! Hahahahha… A escolha é sua, mas você sabe bem o que queremos ver :) beijos

    • Lu Ferreira
      respondeu em 06.01.2016:

      Isabella, acho que vc tá olhando o usuário errado, kkk! Bia já apareceu várias vezes lá no @chatadegalocha! Bjs!

  103. por Aninha Santos
    em 06.01.2016 às 12:44

    Oi Lu!! Desde que fiquei sabendo da sua gravidez fiquei TÃO feliz, como se fosse alguém da minha família que estivesse prestes a nascer. Te conheci no Minas Trend ano passado e conversamos nos dois dias..O blog tem isso, aproximar as pessoas de forma simples e natural! Desde então, estou apaixonada e torcendo muito pela Bia! Beijinhos..
    Aninha

  104. por Raquel
    em 06.01.2016 às 14:41

    Lú, há muito tempo quero deixar o meu comentário aqui, porém a correria do dia-a-dia me impediu de ter feito isso antes. Primeiramente, parabéns pelo nascimento da Bia! Sim, até agora não consegui te parabenizar pela chegada da sua pequena. Mas vamos voltar um pouco no tempo… Sou sua leitora desde… Hum… 2011? Talvez! Sempre gostei muito dos seus posts, mas mais particularmente dos seus videos. Você é legal, tem bom gosto, o que me fez ficar aqui até hoje. Quando soube, pelo Intagram, que você estava grávida, fiquei feliz por saber que a familia estava aumentando (e também porque acho a maternidade uma coisa fantástica). Sabia que isso adicionaria algo extremamente precioso na sua vida e na vida do Léo. Acompanhei TODOS os “Diário da Gravidez”, ouvindo atenta a tudo o que estava acontecendo com a sua vida enquanto a Bia crescia. Sou médica, apaixonada por obstretricia, e sempre achei muito legal da sua parte correr atrás de todas as informações necessárias para ter uma boa hora quando a sua filha chegasse. Isso faz toda diferença! Quando a Bia nasceu, eu estava com o meu noivo, e disse entusiasmada: a Bia nasceu!!! Ele me olhou e disse: quem é Bia? Haha… É engraçado pensar como nos aproximamos das pessoas. Parecia que uma amiga ou alguém da familia havia tido um bebê. Fiquei realmente feliz por vocês! Logo depois veio aquele video liiiiiiiindo do nascimento dela. Que registro incrivel que vocês fizeram. Me emocionei! Apesar de ser médica e totalmente a favor do parto normal, eu sempre desejei que o meu fosse uma cesárea. Tinha medo da dor, confesso. Porém, ao ler o post que você fez, eu passei a enxergar as coisas de outra forma. Hoje já penso no parto humanizado como 1º, 2º, 3º opção. Obrigada por isso! Bom, parabéns pela sua coragem, pela sua delicadeza, pela forma sincera com que você fala sobre a sua experiência com a maternidade. Mais uma vez, adorei o post de hoje. Ainda não tenho filhos, mas tenho certeza que muitas mamães que passam por aqui irão se sentir aliviadas ao ler as suas palavras. “Foi dificil, mas foi ótimo.” Fiquem com Deus! :)

  105. por Renata
    em 06.01.2016 às 15:15

    Lú, acompanho seu trabalho desde sempre e nunca comentei, vou fazer isso hoje. Te acho tão sincera! E valorizo tanto isso… Depois de tudo que foi dito por vc antes e depois da gravidez, passei a te admirar. De verdade.
    Te desejo além de mais sucesso, muita saúde pra vc e sua família, que consigam juntos superar todas a dificuldades. Parabéns e feliz 2016 (agora na versão atualizada: mãe! hahaha) Beijocas

  106. por Jessica
    em 06.01.2016 às 16:11

    Lu, parabéns pela chegada da princesinha. Que Deus lhe conceda muita saúde e muitas alegrias. Adoro seu blog e seu jeitinho especial e sincero de relatar seu dia-a-dia . Obrigada por compartilhar conosco suas experiências! Que o Senhor continue te iluminando e te guardando. Eu ainda não sou mãe (ainda estou naquela fase de finalização da lista de coisas a fazer antes do baby) mas já adoro suas dicas sobre maternidade!!! Por fim…lhe desejo toda felicidade do mundo!!!! Beijos

  107. por cinthia barbosa
    em 06.01.2016 às 17:49

    Todo amor do mundo pra vocês, que alegria.

  108. por Flávia
    em 06.01.2016 às 18:22

    Ou, super me vi no primeiro mês da Carol! É muito punk! E a gente querendo acertar em tudo, aquela ansiedade… Ai credo! Hoje ela está enorme, com 4 meses! E as coisas estão bem mais tranquilas, apesar de não serem nada de comercial de margarina! Adoro seu diário! Beijos para duas!

  109. por georgia
    em 06.01.2016 às 20:09

    obrigada Lu por compartilhar conosco sua experiencia com sinceridade e mostrando a realidade das coisas. Estou gravida e tenho certeza que a maternidade deve ser maravilhosa, mas como tudo na vida tem sim o seu lado complicado. E acho que é muito mais facil quando tomamos consciencia que enfrentaremos momentos dificeis, mas que passam!

  110. por Amanda
    em 07.01.2016 às 20:29

    Apaixonada pelo canal, blog, por vocês e pela última foto da Bia no snap… kk
    E posso afirmar com muita propriedade, eu e meu namorado: sou uma chata de galocha com todas as forças também.. kkk
    Beijos, parabéns, e que o segundo mês seja tão abençoado quanto o 1º!

  111. por luciana Pires
    em 07.01.2016 às 22:03

    Por isso que sempre amei te acompanhar. Você traz a verdade em tudo que mostra, faz… e não poderia ser diferente agora com a maternidade! Sempre me preocupo com pessoas que tentam mostrar a perfeição, como se tudo fosse conto de fadas. É lindo a maternidade, amo ser mãe, mas o dia-a-dia, principalmente no início, é difícil e acredito que quem tenta “camuflar” as situações de verdade acaba frustrando as pessoas. Obrigada por me fazer sentir uma pessoa normal…rsrs

  112. por Bruna
    em 07.01.2016 às 22:24

    Muito lindo e sincero! Felicidades para sua família, Lu!

  113. por Viviane
    em 08.01.2016 às 09:03

    Muito gostoso ler sobre seu primeiro mês. Estou grávida de seis meses e não vejo a hora! Poste sempre! Bjos e boa sorte!

  114. por Gabriela
    em 08.01.2016 às 10:54

    AMO seu blog ! Você é a melhor blogueira de todas, sério. É super espontânea, engraçada e divertida. Me identifico demais com tudo que você posta e gosta. Continue assim ! Espero que a Bia traga sempre muitas alegrias, ela é muito linda e tem muito amor :) Amei esse post, mesmo não estando grávida, minha irmã está, então com certeza isso vai me ajudar a ajudá-la. Beijos

  115. por Flávia
    em 08.01.2016 às 19:35

    Parabéns pela Bia e por saber levar tão sabiamente. Muita saúde e felicidades pra vcs.

  116. por ~Caroline
    em 09.01.2016 às 22:32

    Que delícia você e ela na foto, sentadas na poltrona… muito amor.
    Lendo o post talvez eu possa te apavorar agora, mas é mais pra você se preparar o que vou lhe dizer: o primeiro mês é o mais fácil, de longe!
    Como tenho dois filhotes (a caçula tem quase 2 anos) pude comprovar na segunda de que é a partir do primeiro mês corrido que o bebê vai ficando cada vez mais difícil. Eles vão precisando de muita atenção, mas no sentido de distração. Eles pedem muito, ficam muito grudados.
    Com a minha segunda eu soube lidar com isso bem melhor. Mas tem notícia boa: depois que começa a andar tudo fica mais fácil! Eu sou dessa corrente, que acha que quanto mais independentes, mais espertos e entendidos, melhor de lidar.

    Boa sorte, parabéns pela família linda que está construindo e parabéns por esse tesouro que você recebeu!

  117. por Graziele Maia
    em 09.01.2016 às 23:06

    Lú, moro bem perto de BH, Pará de Minas, e virei sua fã. Me apaixonei pelos seus vídeos “Diário de Gravidez”, vi todos. Também sou mãe de uma Bia, que chamamos carinhosamente de Bibizoca. Ela tem 2 anos. Tenho também o Pedro, de 4 anos, que é o Tuf Tuf rsrsrs… Brincadeiras a parte, adorei esse texto falando sobre o seu primeiro mês com a Bia. Você conseguiu descrever exatamente tuudo que eu senti no primeiro mês do Pedro.

    Desejo a você e sua família linda muitas bênçãos e que Deus esteja sempre ao lado de vcs!!! Você e o Léo são um casal muito fofo, Deus abençoe, e a Bia veio completar toda essa fofurice rsrsr…
    Fico curiosa para ver as fotos dela, mas acho muito bacana você não querer expor sua filha!! Está certíssima…
    Beijo grande!!
    Até mais…

  118. por Juliana Souto
    em 10.01.2016 às 10:16

    Lindooooo Lu! Já já chega a minha vez. Bjuuuuu

  119. por Juliana Souto
    em 10.01.2016 às 10:16

    Lindooooo Lu! Já já chega a minha vez. Bjuuuuu

  120. por Luana Moreira
    em 11.01.2016 às 17:03

    Lu que lindo! Primeiramente parabéns pela princesa de vocês, que Deus a abençoe e lhes guie nessa nova jornada!

    Adorei seu texto Lu, ainda não sou mãe mas sou louca pra me tornar uma e tudo que leio sempre trata essa fase como maravilhosa e nada mais. Tenho absoluta certeza de que é maravilhosa e singular, mas ver alguém falar das dificuldades também é muito importante e não diminui em nada minha vontade, pelo contrário, me deixa melhor preparada pra quando chegar a hora.
    Adorei o blog e a maneira como você escreve e estou apaixonada pelo seu universo.
    Parabéns.

  121. por Brena
    em 11.01.2016 às 18:28

    Lu qual cadeirinha de carro vc usa com a Bia? Beijo

  122. por Bruna Giusti
    em 12.01.2016 às 03:23

    Oi Lu, tudo bem?

    Quando fiquei grávida, procurava todo tipo de informação na Internet, foi quando minha irmã me disse que tinha uma blogueira que estava grávida uma semana antes que eu, fui correndo ver e me apaixonei pelos diários de gravidez pois era exatamente o que eu tinha sentido no decorrer de cada semana.. se fosse menina ia ser Beatriz se fosse menino Benjamim e pra minha alegria e surpresa tive a Bia, quando vi que você também estava grávida de uma menina e ainda por cima Bia fiquei encantada… a minha princesa nasceu no dia 19/11, eu lembro que quando cheguei em casa fui logo no seu instagran para ver se a SUA Bia também tinha nascido.. rsrs
    Bom Lu te desejo toda felicidade do mundo e sabedoria para cuidar bem da sua princesa!!!
    Beijos!!! ?

  123. por Ivanice Paschoalini
    em 13.01.2016 às 17:21

    Lu, estou na 31a. Semana de gestação e organizando o quarto do meu filhote, já procurei os cabides de veludo nas lojas mais famosas de BH e em alguns sites. Não encontrei. Você poderia me dizer onde comprou os da Bia? Obrigada.

  124. por Lorena
    em 13.01.2016 às 22:56

    Adorei Lu, muito parecido com o que vivenciei! Pode ter certeza que o mês mais difícil passou, pra mim o primeiro foi dureza. Amudança drastica dá um baque na gente! Hoje minha bebe tem 8 meses e cada dia fica melhor, ela ainda mama no peito! A amamentacao é algo que realmente vale a pena investir!!! Bjos e ja ansiosa pelo proximo post!

  125. por Rafaela Verena
    em 20.01.2016 às 09:35

    Lu, fiquei encatanda e sem palavras com a forma tão leve, doce e delicada que você mostrou como foi seu primeiro mês coma bebe! Parabéns por essa determinação! Você está uma mãe linda, uma inspiração para as futuras mamães! Beijo grande e que Deus abençõe muito!!!

  126. por Paula
    em 21.01.2016 às 01:34

    Meu bebê está com 12 dias, já tinha lido esse post, voltei pra reler pra ver se me dá um ânimo….a Bia teve colica ou gases? Meu filho dormia bem (3 em 3 horas acordava pra mamar), mas agora dorme pouco e só no colo, se colocar no carrinho ou bercinho acorda em 20 m…tão difícil

  127. por Samantha Bernardino
    em 21.01.2016 às 02:25

    Ai Luh que post maravilhoso sério! Caiu um cisco no meu olho rs
    Amei a forma em que descreveu esse mês super intenso, com tanta verdade.Não sou mãe (tenho apenas 22 anos rs) mas é o meu maior sonho.Acompanhei sua gestação todos os domingos no diário da gravidez e as fotos do insta até o dia do nascimento dela, toda vez que tenho uma notificação do insta de uma foto sua corro ver se não é uma foto super fofinha dela kk
    Parabéns que Deus continue abençoando vocês!

  128. por Lavine
    em 22.01.2016 às 17:15

    Lu porque vc n continua escrevendo mais desse diário??? Por favoooor, amo seu estilo de escrita e nada mais lindo do que ver uma descrição real e cheia de amor de um momento tão lindo intenso e mágico desse!! Muitos mais dias de descobertas e experiências incriveis para vc e sua familia! Beijão!

  129. por Daniele
    em 22.01.2016 às 17:29

    Oi Lu! Andei meio sumida daqui pois saí de férias do trabalho, minha filha fez 1 ano, corri com os preparativos da festa e depois fomos viajar.
    Nunca tinha ouvido falar isso do 1º mês ser luto para a mãe. Talvez se já tivesse ouvido, teria lidado melhor com tudo. É a mais pura verdade. A gente se ve num mundo totalmente novo, lindo, doce, de muito amor mas tb de muita insegurança, medos, etc. Eu chovava muito e muitas vezes nem sabia o pq. E achava q tava enlouquecendo. Cheguei a pensar q era depressão pós parto mas dizem q essa depressão faz a mãe rejeitar o bebê e isso, graças a Deus, nunca me aconteceu. Depois q passei por tudo isso, ouvi relatos de outras mães q passaram pela mesma coisa e me senti aliviada: Ufa! Sou normal!… rs
    Realmente isso de dormir qdo o bebe dorme é furada mesmo. No meu caso, a Laís dormia pouquíssimo durante o dia, coisa de meia hora a cada mamama, q era de hora em hora, pasme. Logo acordava. Nesses poucos minutos eu aproveitava pra fazer o básico: cozinhar, comer, trocar de roupa, me pentear, escovar os dentes… coisas simples q não conseguia fazer com ela acordada, por incrível q pareça.
    Mas o 1º é mesmo o mais difícil. Depois tudo vai se ajeitando, felizmente!!!
    Bjo pra vc e pra Bia.

  130. por Nuria
    em 25.01.2016 às 14:56

    Parabéns guerreira, pq não é fácil, mas é só olhar aquela carinha que vc arruma forças sei lá da onde!
    Estou adorando as dicas das suas descobertas!
    HJ cheguei ao 1° mês do meu bebe e na síndrome mulher maravilha ( amei esse post) e olha… consegui sozinha, com pai presente só das 19 as 22 horas, pq acordar a noite que é bom nada kkk.
    Seria legal se você falasse do puerpério como ele é, porque ninguém fala nisso e estou achando a parte mais difícil do pós parto, lidar com o sangramento , a barriga flácida, inchaço, a sensação dos órgãos fora do lugar, o fato de que seu corpo vai voltar aos poucos. E nunca sabemos quanto tempo isso pode levar!
    Afinal isso faz parte de uma realidade que quase ninguém nos conta!
    Parabéns! Continue dividindo suas experiências com a gente afinal troca de informação de mães de 1° viagem é tudo!

  131. por Denise Rafaela Gonçalves
    em 02.03.2016 às 20:08

    Oi Lu, tudo bem? Sempre assisto seus vídeos e semprs tive essa dúvida, ví que você ganha muita coisa de várias empresas diferentes! E acho tudo lindo, me dá até inveja *-*
    Eu queria saber se você ganha porque pediu ou fez algum acordo com as empresas.. se é porque você é formada em Gestão de Marcas ou simplesmente recebe para fazer a propaganda quando abrir a caixa? Espero que me responda, adoro seus videos, beijão!

  132. por Izabella Roveda
    em 01.05.2016 às 21:03

    Olá Lu!
    Tenho te acompanhado desde a gravidez, até pq Tbm estava grávida…rsrsrs….e adoro suas dicas.
    Gostaria de pedir para fazer um vídeo só sobre amamentação e se possível, me fale o nome da sua pediatra.

    Beijinhos e aguardo!

Post AnteriorPróximo Post