Carregando...
Beleza

E se a gente se maquiasse como a Katie Jane Hughes?

04.06.2018
Redação Chata de Galocha

Já vamos começar este post dizendo que provavelmente você vai estranhar – e muito – as maquiagens feitas por Katie Jane Hughes. E a gente não diz isso porque ela usa cores e métodos diferentões na hora de fazer suas maquiagens, mas sim por causa de sua pele.

Se nós brasileiras somos obcecadas por efeito matte, lá fora estamos vendo cada vez mais um movimento pró-brilho. Explicamos: a oleosidade que a gente tanto tenta controlar, as gringas estão amando criar usando produtos que deixam um efeito mais luminoso na pele. 

Já faz um tempinho que a maquiagem tipo reboco vem disputando espaço com visuais naturais – que não necessariamente usam poucos produtos – e que mostram mais a pele da pessoa.

Das maquiadoras que a gente acompanha, Katie Jane Hughes é uma das que mais batem nessa tecla. Ela não é super conhecida, mas acompanhá-la é inspirador e a gente aprende muitas coisas sobre maquiagem e cuidados com o rosto.

Ela até usa base, mas vale ficar de olho nos produtos que ela tem para preparar a pele. Sim, são muitos! São eles os responsáveis por tratar o rosto e ao mesmo tempo deixar esse brilho que dá aquele efeito de pele saudável – mesmo que pra muita gente pareça oleosa.

A gente tinha chegado num ponto meio estagnado na maquiagem, né? Parecia que todos os tutoriais eram os mesmos, com as mesmas técnicas, esfumados e formatos. Pelos últimos posts que fizemos aqui no Chata sobre o assunto, vocês já perceberam que todas essas técnicas ainda estão aí, mas tem muita gente também disposta a encontrar outras formas de se maquiar e se permitir mais ao experimentar seus produtos.

Falando sobre maquiagem para os olhos, Katie não brinca em serviço. Experimenta cores, texturas, brilho, formatos diferentes… Em entrevista para o In To The Gloss, ela disse que brinca bastante com os olhos porque sempre procura deixar a pele e as sobrancelhas mais naturais, então esse é o balanço perfeito para os seus looks.

Na mesma entrevista, ela disse que aos 33 anos se sente confortável com suas linhas de expressão à mostra porque sua pele continua bonita, saudável, fresca e hidratada. E para potencializar este efeito, ela adora produtos que são mais oleosos, sabe? Como a gente disse no começo do texto, ela usa muitos produtos, mas a pele fica tão natural que parece não ter nada.

Dentre suas marcas favoritas, a Glossier (a Lu já falou sobre eles neste vídeo aqui) se destaca, é claro. Na verdade, o pessoal da marca é bem obcecado pela Katie porque é justamente nessa linha que eles trabalham, né? Ela também gosta muito das sombras cremosas da Stila, do corretivo da Surratt Beauty, dos produtos da Nars e da Ilia.

A gente sempre conversa aqui no Studio Chata de Galocha sobre essa onda de maquiagem natural, com pele mais brilhosa e a dúvida é: será que pega aqui no Brasil? Será que a gente consegue deixar o rosto super matte um pouco de lado e tentar usar produtos em que a pele e o brilho aparecem mais?

O que vocês acham? Conseguiriam aderir a essa “tendência”? Contem pra gente aqui nos comentários!

Compre o Post:

18 Comentários  |  Deixar Comentários

Comentários:
  1. ZILANDRA    04/06/2018 - 09h15

    Eu tenho gostado muito de pele mais natural, aspécto mais natural, agora eu gosto de brilho sem parecer estar molhado…

  2. Tainá Bernard    04/06/2018 - 11h15

    Eu AAAMO as maquiagens da Katie e toda essa corrente que vai contra a maquiagem super carregada que veio com as Kardashians, por exemplo. Acho super importante porque essa ideia trabalha com a autoaceitação (diferente de procurar ser aceito e se encaixar) e do cuidado pessoal, já que, ao invés de esconder as imperfeições, ela procura tratá-las. Espero muito que a onda pegue, e acho que vai, já que até a Meghan Markle trabalha com uma ideia parecida, apesar de menos “oleosa” que a da Katie, que é a de não “apagar” o rosto todo com uma base pra daí trazer as cores e profundidade de volta, mas sim apenas disfarçar as áreas necessárias.

  3. thaila carolina    04/06/2018 - 11h36

    Acho um máximo!

  4. Juliana Appip    04/06/2018 - 13h26

    Eu achei demais a pele dela e as sombras mais opacas, sem brilho. O que me deu mais nervoso foram as sombras cremosas (ficaram com uma aparência mega oleosa), mas talvez seja pq não estou acostumada.
    Beijosss

  5. leticia miranda    04/06/2018 - 17h22

    chocaaaada q vcs conhecem e fizeram um post sobre ela hahaah
    minha maquiadora preferida!
    vale dizer pra seguir ela no instagram, ela faz stories com as maquiagens dela praticamente todo dia!

  6. Vânia    04/06/2018 - 18h28

    Nossa nunca gostei de reboco, por isso tem mais de um ano que busco cuidar muito bem da pele para usar menos base possível, esse visual mais natural deixa as pessoas com dúvidas se é make, ou sua pele mesmo, e eu adoro.

    http://www.ziperchique.com.br/2018/06/custom-hair-wigsbuy.html

  7. Laura    04/06/2018 - 19h24

    Então, acho que aqui no Brasil é mais difícil essa moda pegar. Não só por uma questão de cultura, mas porque é muito mais fácil deixar uma pele que costuma ser mais seca – como a pele das gringas – viçosa e com aspecto natural, sem parecer oleosa, que deixar uma pele naturalmente oleosa controlada o suficiente para que a maquiagem nesse estilo permaneça bonita por muitas horas.
    Tenho a impressão de que ao fazer esse tipo de make na pele da maior parte das brasileiras, talvez fique bonito na hora, mas com o passar do tempo (e, no meu caso, seria bem pouco tempo), creio que viraria uma maçaroca, tudo borrando, tudo escorrendo. E isso que eu moro em Curitiba, onde a temperatura é muito mais baixa que no resto do país. Pensa como seria a vida de uma menina de Belém do Pará, por exemplo, que é quente e úmido o tempo todo? Ou no RJ?
    Talvez, o que pegue aqui seja o conceito de pele mais natural, sem muito reboco, mas sequinha.
    Jamais com essa aparência de garota do Fantástico, que acabou de sair de um tonel de água…

  8. Thais    04/06/2018 - 20h39

    Amo make natural e não conhecia essa maquiadora. Pelo visto, ela consegue sair do básico e fazer algo diferente. Gosto da proposta da pele iluminada, mas não sei se funcionaria no nosso clima tropical. Olho pra make iluminada e só imagino dando certo em editoriais e no clima frio. Quem tem pele oleosa vai sentir a make escorrer umas duas horas depois. O iluminado dos produtos vai se misturar à oleosidade natural da pele. Eu detesto base pesada com cara de máscara e fico na saga de encontrar uma base bem levinha (pouca cobertura, que mostre minha pele por baixo), porém sequinha.

  9. Thais    04/06/2018 - 21h06

    Amando que minha musa KJH tá ficando famosinha 💛 aproveitem e vão atrás de Celine Bernaerts (@celine_bernaerts), ela segue a mesma linha da Katie e é super criativa nas makes 💛 e olha, acho que esse estilo de make ta ganhando mt espaço no Brasil sim, as pessoas estão cansando da opacidade do matte e dando mais valor ao efeito fresh! (Aqui temos Nathalie Billio maravilhosa pra exemplificar)

  10. Ana Luísa    04/06/2018 - 21h14

    Legal você ter colocado ela aqui! Estou obcecada com a rotina de cuidado de pele coreana, que também foca nesse brilho saudável e já vi que produtos mais hidratantes tem um efeito bem legal em quem já passou dos 30 e poucos. Difícil é seguir dez etapas todo dia…

  11. Fernanda Furtado    04/06/2018 - 21h18

    Sou apaixonada por ela! Sigo e sou muito fã. Ela realmente da altas dicas. Eu sempre gostei de pele mais natural, mesmo tendo rosácea, mas não seguro tanto brilho quanto a Katie, não.

  12. Helora    04/06/2018 - 21h56

    Nunca fui de usar bases pro dia a dia principalmente que trabalho de bicicleta pela cidade de Santos. Estou de Ponta a ponta e além do suor tem dias de chuva e fui pra alternativas mais secas e menos aparentes pra parecer menos panda. Fora a make com fixador e produtos a base de água. Uma coisa que não tenho visto são produtos para remoção de maquiagens e maquiagens mais resistentes. Rola fazer vídeos neesse tem?
    Mas em fim o que quero comentar é que super adoro make assim. Imperfeição todos temos mas acho que a simetria é que conta mais.

  13. Fernanda    04/06/2018 - 22h31

    AMO Katie! Ela é muito inspiradora, tanto na criatividade de suas makes quanto na questão de aceitar que nossa pele não é perfeita, que temos poros sim e que não precisamos mascarar nada isso! Acho que essa moda pega sim por aqui, mas não para todo mundo, é claro. Infelizmente é difícil manter este glow natural tendo a pele oleosa e morando em um lugar muito úmido/quente!

    New in Makeup

  14. Carol    04/06/2018 - 22h32

    Eu acho q não pega essa onda por aqui não… eu particularmente achei mt estranho, principalmente essa sombra de gloss…

  15. GABI    05/06/2018 - 11h58

    E essa semana ela quebrou o dente da frente tentando abrir alguma coisa…e amei que ela não se desesperou, não escondeu, levou com super bom humor e não parou de tirar as fotos nem de fazer lives! Se isso não eh segurança e amor próprio, não sei o que é! Amooo!

  16. Olívia    05/06/2018 - 18h58

    Eu curto por ser diferente da paletinha de sombras marrom que eu costumo usar hehe
    Mas esta ideia de beleza natural… a pele dela é perfeita! Não tem olheira, não tem marquinha de espinha, linhas de expressão super leves, com cara de quem dormiu 8h-9h. Além disso, os preços dos produtos e tratamentos para manter uma pele assim são mais salgados que os de uma base de alta cobertura, por exemplo. Poxa, por mais que a ideia de beleza natural deva ser considerada, associá-la a uma pele perfeita é algo me deixa bem incomodada. Neste aspecto, prefiro uma base de média cobertura, que me deixa com cara de Kardashian, mesmo sem ter milhões na conta bancária hehe

  17. Paula    20/06/2018 - 20h50

    Acho um máximo esse estilo dela – principalmente a criatividade para região dos olhos – e já venho seguindo ela há um tempo, muito legal ver uma matéria dela por aqui.

  18. Michele Paulon    29/06/2018 - 09h32

    Sempre gostei de uma pele mais natural, base levinha… quando veio a tendência da pele matte confesso que achava estranho o rosto sequinho, meio que parecia que ficava desconecto com o resto do corpo! Minha pele não é oleosa nem seca então um produto com um pouquinho de brilho acho que cai bem, gosto daquele efeito pele saudável! Mas acho que as brasileiras no geral preferem pele sequinha sem brilho! Super beijo!

Base boa é aquela que além de cobrir, protege a nossa pele! Make de hoje usando a base Cushion Flawless Skin da @klasmecosmetics! A embalagem é super prática (já vem com a esponjinha), a cobertura é médio/alta (daquelas que a gente consegue construir!) e o acabamento matte. Como tem FPS50, e PA+++, é perfeita pro verão (vocês sabem que amo praticidade, né?). Vocês se adaptaram às bases cushion?
Mais sobre Beleza