Carregando...
Lifestyle

Santiago do Chile em 2022: o que saber antes de ir

13.06.2022
Lu Ferreira

Cruzamos com muitos brasileiros em Santiago, um destino mais próximo do Brasil, com muitas opções de passeios e uma cultura rica para conhecermos. E bem, tem todo aquele vinho maravilhoso com preços infinitamente mais baratos que em casa! Está planejando sua viagem? Então é bom saber:

Preços em Santiago: é caro?

Me hospedei em Airbnb e o preço foi melhor do que em outras cidades semelhantes (inclusive São Paulo). O que achei caro em Santiago foi a comida! Vale se planejar para não estourar o orçamento nas refeições.

Como se vestir pra não passar frio em Santiago?

Pegamos temperaturas médias de 5 graus. Frio é algo muito particular (sou calorenta!), mas pra mim funcionava: duas partes de cima (blusa fina + malha) com casaco, calça normal ou o combo meia térmica + saia e sapato fechado, geralmente botas. Proteger a cabeça e o pescoço também ajuda muito, então golas e cachecóis, gorros e chapéus ajudam a manter a temperatura. 

Como é o transporte em Santiago? E o golpe de táxis e Uber?

No aeroporto solicitamos o táxi no desembarque, nos guichês dentro da área de desembarque. Pagamos ali dentro e depois foi só pegar o táxi da companhia. Na cidade optamos por Uber, mas vale checar no desembarque se o motorista realmente encerrou a corrida. Os golpes em turistas são famosos na cidade, vale ficar atento.

Vegetarianos têm opção no Chile?

Sim! Em todos os restaurantes que estivemos haviam opções, inclusive para intolerantes a glúten e lactose.

Como foi a entrada em Santiago e as restrições em relação ao COVID?

Em Maio de 22 as exigências eram: seguro viagem com cobertura de COVID, formulário C19 preenchido no máximo 48 horas antes do desembarque e passe de mobilidade, que comprova sua vacinação. O passe também foi cobrado em restaurantes e viagens domésticas.

0 Comentários  |  Deixar Comentários

Mais sobre Lifestyle