Carregando...
Gastronomia

CHEGOU A CHATA: visitamos o Coco Bambu de BH!

18.01.2019
Lu Ferreira

Chegou a Chata é o nosso novo quadro no youtube em que a gente avalia restaurantes – quem lembra que o Chata de Galocha começou exatamente como um blog de resenhas gastronômicas, hein? No nosso primeiro programa, fomos ao Coco Bambu de BH. Pra quem não conhece, o restaurante tem várias unidades espalhadas pelo Brasil e a sua especialidade é em frutos do mar. Eu já conhecia outras unidades, mas foi a primeira vez que estive no restaurante de Belo Horizonte.

Aqui em BH ele abriu há poucos meses e divide opiniões: tem gente que ama, tem gente que odeia, reclama do atendimento… A gente foi conferir para saber sobre tudo isso, mostrar os preços, o ambiente e muito mais!

Chegamos cedo ao restaurante e fomos no começo do ano, então não tivemos muito problema com espera (ainda bem!). O cardápio é um livro, hehe! Tem muitas opções de vinhos, drinks comuns, drinks fit, cervejas especiais e comida – e também informa sobre a programação musical da casa, o que já me fez torcer um pouco o nariz porque não é muito confortável comer com esse barulho extra, alguém mais também pensa assim?

Já fui em outras unidades do Coco Bambu e adoro as caipivodkas diferentonas que eles têm. Escolhi uma Caipicoco (R$21) que é apresentada de um jeito muito bonitinho e o Léo escolheu um suco de graviola (R$7,90). Antes do prato principal, queria um petisco e me assustei com a quantidade de opções da casa com mais de duas páginas no cardápio (gente, é difícil escolher!!). Fomos de Lula à Doré (R$45) que estava deliciosa! Ah, e a nossa mesa estava sem guardanapos, então pedimos junto com os drinks e o garçom trouxe rapidinho. Na nossa experiência, o atendimento foi bem bom!

A escolha do prato principal foi o Camarão Iracema (R$106), um arroz de leite coberto com camarões refogados e gratinados com queijo coalho acompanhado de mandioca frita, e posso falar? DELICIOSO! Mas uma coisa para ficar atenta no Coco Bambu: as porções de pratos principais são enormes e servem tranquilamente mais de duas pessoas. Vem muita comida!!! Então pode dividir com mais gente (ou levar o resto pra casa, como a gente fez!) sem medo.

Por fim, a sobremesa! O garçom sugeriu as Cocadas ao Forno e a gente escolheu a opção que vem com sorvete (R$26). MUITO boa, mas tenho uma coisa a falar: lembram do Degustachata sobre sorvetes de supermercado? Então, esse do Coco Bambu claramente é! Seria bem mais legal um sorvete feito no restaurante, né?

A nossa conclusão sobre o Coco Bambu é que o restaurante serve comida de travessa, hehe! Sabe esses restaurantes típicos para famílias grandonas, com garçons que servem de colherzinha? Muita fartura e a comida é deliciosa! Porém considero pratos são caros, considerando o que é servido (não é exatamente uma cuiária complicada, né?). Sobre a música ao vivo que falei no começo do post, estava bem baixinha, então acabou não me incomodando. Fomos sem a Bibia, mas reparei que tem trocadores nos banheiros, menu kids e estão fazendo uma brinquedoteca.

Você já foi ao Coco Bambu aqui em BH? Não deixe de contar aqui nos comentários o que achou – e também sugerir outros restaurante pra gente ir!

8 Comentários  |  Deixar Comentários

Comentários:
  1. Paola    18/01/2019 - 10h41

    Muito bom ver esse tipo de quadro, adoro! Confesso que depois de assistir vou dar mais uma chance ao Coco Bambu, pois minha primeira experiência no restaurante que fica em Campinas/SP não foi muito agradável, olhava o cardápio e nada me atraia, e quando chegou a comida me atraiu menos ainda.

  2. Fernanda    18/01/2019 - 15h10

    Senti falta de fotos de todos os pratos que vocês consumiram! Mas o post é super legal. Façam mais vezes!

  3. Vânia    18/01/2019 - 16h37

    Aqui em São Paulo tem, mas nunca tive curiosidade de ir, acredito depois do Gordm Ramsey que quanto mais simples for um cardápio, melhor. Os ingredientes serão mais frescos e a possibilidade de ter receitas melhores e mais elaboradas é maior.
    Imagine eu ir de casal e resolver pegar um prato e meu namorado outro, se a comida vem de travessa e um dos dois não gostar o desperdício será grande.
    Ótima resenha Lu!
    Acho que o títulos é Visitamos, e não Vistamos né?

    http://www.ziperchique.com.br/2019/01/3-licoes-que-aprendi-com-marie-kondo-no.html

  4. Silvia    20/01/2019 - 11h31

    Ah, minha consciência fala mais alto que a vontade de comer camarão. Estou fugindo de restaurante (e prestadores de serviço em geral) que ajudaram a eleger esse (des)governo e fomentaram o golpe.

  5. Amanda Medeiros    20/01/2019 - 19h35

    Eu gosto em partes. Sou vizinha da casa, então fiquei bem empolgada quando fiquei sabendo da novidade. Mas acho bem OK. Gosto das entradas e dos drinks, mas aqui em casa sabemos que conseguimos comer melhor (pro nosso gosto) em outros lugares, gastando a mesma grana. A música ao vivo eu dispensaria com gosto! Acho muita informação música + as televisões. Mas há quem ame esse “entretenimento” rs

  6. Mari F.    24/01/2019 - 20h14

    Que bom que voltou com as avaliações! Nem sou de BH mas curto muito esse tipo de post hahaha Sobre o Coco Bambu, acho que vocês foram muito sábios e escolheram a única sobremesa decente deles. Sempre foi a minha maior decepção em relação ao Coco Bambu. Já provei algumas e todas foram bem dispensáveis, a única gostosinha é a cocada mesmo… uma pena!

  7. Iara Batista    25/01/2019 - 18h44

    Adorei o novo quadro, confesso que sou viciada nesse tipo de entretenimento (avaliação de comida)! Assim como o Degusta chata achei o quadro muito bem elaborado! Espero que continuem!

  8. Paula    20/02/2019 - 16h58

    Meu prato preferido no Coco é o Camarão Internacional. Um delicioso arroz cremoso com camarões, ervilha, presunto, batata palha e queijo gratinado. E, de sobremesa, sempre peço a cocada mole com sorvete – dos deuses!!! Em Porto Alegre, o restaurante é maravilhoso. Atendimento bom e ambiente super bacana!

Mais sobre Gastronomia