Carregando...
Lifestyle

Viver sozinha é amadurecimento

08.06.2016
Marcella Brafman

Quando você decide morar sozinha, tem um tanto de coisas que ninguém te conta, mas que você vai aprender na marra.
dizzer
Pode acreditar que em um ano você vai amadurecer cinco. O valor realmente está nas pequenas coisas – desde os vinte centavos de diferença de um papel higiênico a ter que escolher uma marca de pasta de dente que não é a mais fresh de todas. As embalagens brilham menos aos nossos olhos. Você amadureceu para o nível 2, quando um desinfetante com cheiro de lavanda é mais interessante que um shampoo gringo. Mussarela de búfala e palmito em conserva são artigos de luxo. Vez ou outra você se joga neles.

A fada mágica (que eu chamo de mãe ou pai ou pãe) só passa algumas vezes pelo apartamento. Ela desentorta os quadros, reclama da bagunça, deixa comida (e ai de você se não devolver a vasilha) e se tiver animada tira umas poeiras dos cantos. Fora os dias de luxo que a fada ou uma diarista passam pó de pirlimpimpim, é tudo com você. A gente conta com a companhia de amigos e do namorado também, mas na maioria das vezes, se vê sozinha no meio de um monte de parede. Quando saímos do conforto da casa dos pais, nos transformamos em muitas. É fato comprovado.

Na marra, eu aprendi a comprar uma resistência de chuveiro – depois de chorar quatro dias tomando banho frio às seis horas da manhã. Aprendi que tutoriais do YouTube são mágicos e te levam (literalmente) para qualquer lugar. Já fui pintora, marceneira, recebi bilhete de síndica e lidei com imobiliária para resolver uma treta de cano na varanda. Já pesquisei “como tirar mancha branca do chão”, “será que Vanish resolve?” e agradeço ajoelhada o senhor Google. No dia que a loja online deixou na portaria uma mesa DESMONTADA, tive vontade de morrer, porque queria ver ela prontinha na sala sem ter trabalho algum. Quem montava essas coisas lá em casa? Você está de parabéns, mãe. Abri um vinho com uma amiga e montamos tudo errado.

Eu me conheci muito nos últimos anos. Aprendi a lidar com a minha própria solidão. Posso ser insuportável, às vezes. E é nessas horas que abro um livro e me teletransporto para outra realidade. Nessas horas, escuto uma playlist, chamo uma amiga para assistir um filme ou faço carinho nos meus gatos. Tento não fritar muito nos meus pensamentos, senão eu piro. Sabe aquela voz que fala dentro da nossa cabeça? Morar sozinha é ouvir ela o tempo inteiro.

Parece mole. Os filmes nos contam que vai ser só sossego, pura liberdade e a casa sempre cheia. Não é. E isso é uma delícia, porque você faz TUDO no seu tempo. Quem vive sozinha, mora com uma melhor amiga. O que eu finalmente descobri é que a minha melhor amiga, aquela que às vezes acorda chata, mas me mima com um canto quentinho e acolhedor, sou eu.

14 Comentários  |  Deixar Comentários

Comentários:
  1. Gabriela    08/06/2016 - 09h31

    Amei!

  2. cristina    08/06/2016 - 09h47

    Fantástico!!!!

    É isso aí!!!

  3. Carolina Brandão    08/06/2016 - 12h41

    Acredito que deve ser uma ótima experiência, afinal você aprende a se virar sozinha!
    mas eu não me vejo morando sozinha, só saio de casa quando casar! kkkkk

    beeeijos
    http://www.carolinabrandao.com.br

  4. Dani    08/06/2016 - 13h41

    Amoooo esses textos!!!!

  5. Maria Beatriz    08/06/2016 - 16h03

    Marcella, de verdade: Você é muito foda

  6. Lady Cat    08/06/2016 - 19h47

    Eu cresci e muito quando fui morar sozinha. Valeu muito a pena

    bjs

    http://ladycatblog1.blogspot.com/

  7. Denise D.    08/06/2016 - 20h01

    Não sei o fato de ser filha única me ajudou, mas o fato é que acho ótimo ficar só na minha casinha. Prá mim, que não gosta de imposições, é que posso fazer as coisas no meu tempo e do jeito que quero.
    Eu digo sempre pros outros: a única obrigação que tenho é pagar as contas e ir pro trabalho. O resto, faço por gosto.
    bjs

  8. Louise    08/06/2016 - 21h23

    Melhor definição kkkk, eu ja montei uma fruteira sozinha e fiquei brava pq ela ficou bamba, quando meu namorado veio de tanto escutar minhas queixas sobre a tal fruteira foi averiguar. Eu tinha esquecido de pôr os parafusos, tinha usado somente os pregos kkkkk até hoje rimos disso.

  9. Marian    08/06/2016 - 22h48

    Super me identifiquei. Amei sobre a “voz que fala dentro da nossa cabeça”. Kkkkkk. Pura verdade!

  10. Maia    08/06/2016 - 23h50

    Que texto incrivel, me identifiquei c cada linha. Parabéns!

  11. Julia Renno    09/06/2016 - 13h47

    Amei! Me identifico com tudo. Outro dia mesmo fui montar um mini armario. E consegui montar tudo errado! Mas aprendi depois

  12. Mariana    09/06/2016 - 15h57

    Amei !! É a mais pura verdade. Aprendi a gostar do tempo que passo comigo mesma, e já sou um degrau a mais no quesito pedreiro/bombeiro/eletricista.

  13. Joyce    10/06/2016 - 07h54

    Nossa Marcella, descrição perfeita, amo seus textos. Adorei a parte da fada hahaha. Queria compartilhar!! Beijo Marcella, Lú, Jú, Bia e Leo. ;D

  14. Ayrla Noronha    16/06/2016 - 12h31

    Falou tudo!!!

E a fofura de estar todo mundo combinadinho?? ❤️✨🎅🏻
Mais sobre Lifestyle