08.04.2014 Lu Ferreira

Look duplo: Azul, branco e brilho #justchata

Em: Look da Lu

O look de hoje é diferente: em dupla! Hahaha! Semana passada Lia esteve em BH para gravarmos para a minha lojinha no Enjoei (hoje sou eu quem estou na casa dela em SP, aguardem novidades!) e aproveitamos para fazer fotos e gravar um video também pro canal do blog (entra essa semana!).
Depois da gravação (ainda venho mostrar esse look!) fomos almoçar e fazer compras (hahah), e BH não queria colaborar: choveu MUUUUITO nessa tarde, o trânsito estava louco, mas deu tudo certo e Lia voltou pra SP de bolsa nova (e eu trouxe essa clutch pra casa, hehe).
Tinha tempos que não usava essa blusa, o bordado é lindo mas também é muito marcante, não é sempre que dá pra usar. Combinei com short com textura e blazer branco, adoro o mix de branco com azul =)
look_lu_ferreira_lia_camargo_chatadegalocha_justlia_0021
look_lu_ferreira_lia_camargo_chatadegalocha_justlia_0045
look_lu_ferreira_lia_camargo_chatadegalocha_justlia_0029
look_lu_ferreira_lia_camargo_chatadegalocha_justlia_0024
look_lu_ferreira_lia_camargo_chatadegalocha_justlia_0047
Tô usando:

Short Skazi
Blusa Andrea Bogosian
Blazer Animale
Sandália Luiza Barcelos
Clutch Adô Atelier

Pra saber mais sobre o look da Lia é só ir lá no Justlia! Ah: e sim, eu sou bem baixinha! Nem de salto meu 1.58 chega perto do 1.78 da Lia =D

Posts Relacionados:

07.04.2014 Júlia Ferreira

Links da semana: viagens, tamanhos e beleza

Em: Blog Chata de Galocha, Links da Semana, Site Bacana

De tempos em tempos, a vontade de largar tudo e viajar por aí aparece, e invariavelmente ela só some quando esse desejo é realizado. Mas como nem tudo é perfeito, uma das melhores formas de se viajar é procurar por roteiros mais em conta, mas igualmente deliciosos. Essa semana dois links fizeram parte da minha leitura, e falavam justamente sobre isso: Como viajar sem ter tanta grana para gastar! Vem ver comigo?

L1
1. Acredite, você é mais bonita do que acha
L2
2. Para enfeitar: paredes de chita
L3
3. Fofura do dia: um cachorro e alguns pintinhos
L4
4. Quer viajar mas não tem grana? Vem ver os 10 países mais baratos para se mochilar
L5
5. Receitinha do dia: mini bolinho de banana
L6
6. Profissão: blogueira?
L7
7. Caro adolescente
L8
8. Os 12 mandamentos da viagem barata
L9
9. Nadia Aboulhosn: sendo linda em qualquer tamanho
L10
10. Quem manda no seu estilo?

Posts Relacionados:

07.04.2014 Lu Ferreira

Receita de cheesecake clássico – O Chef e a Chata

Em: O Chef e a Chata, Receitinha

cheesecake_morango_ochefeeachata0009
A receita de hoje é de uma sobremesa gostosa e bem simples de fazer: cheesecake clássico com calda de morango! Nunca tinha feito esse tipo de cheesecake e amei o sabor – ficaria gostoso até mesmo sem a calda! Clica pra assistir:

Cheesecake clássico com calda de morango

Massa:
160g de biscoito maisena
80g (7 colheres de sopa) de manteiga sem sal
1/2 colher (chá) de canela

Recheio:
600g de cream cheese
150g (1 xícara) de açúcar
1 colher (sopa) de extrato de baunilha
1 colher (sopa) suco de limão
3 ovos

Calda:
300g de morango
100g (3/4 xícara) de açúcar
Suco de um limão

Triture o biscoito no liquidificador ou processador. Misture ele com a manteiga e a canela, usando as mãos. Espalhe sobre uma forma de fundo falso, cobrindo todo o fundo dela. Reserve. Preaqueça o forno a 160ºC.

Faça o recheio: Bata o cream cheese na batedeira até amaciar bem, adicionar aos poucos o açúcar em velocidade baixa. Acrescente a baunilha, o suco de limão e os ovos. Bate até que a mistura esteja homogênea. Coloque sobre a massa na forma (usamos uma de 23 cm de diâmetro) e leve para assar por 30 a 40 minutos. O segredo é quando você olha sobre a torta e ela está fosca, talvez com algumas rachaduras, e não brilhante. Aí sim está cozida! Deixe esfriar e leve à geladeira por pelo menos 30 minutos. Só então retire da forma, antes disso você corre o risco que quebrá-la.

Faça a calda: Retire os cabinhos do morango e pique-os grosseiramente. Coloque numa panela com o açúcar e o suco de limão. Aqueça em fogo baixo, mexendo de vez em quando até que tome consistência de calda. Se quiser uma calda bem lisinha, bata a mistura no liquidificador, ou pode servi-la cheia de pedaços de morango mesmo. Rende uma torta de 10 pedaços.

cheesecake_morango_ochefeeachata0004
Uma ideia pra variar o sabor é mudar a fruta da calda. Qualquer frutinha silvestre ficaria uma delícia: mirtilos, framboesa, ou mesmo uma mistura de várias. A receita é a cara de um café com a família ou amigos, fica ótima servida com chá ou até mesmo um espumante, que foi como a gente serviu, huhuh!
cheesecake_morango_ochefeeachata0008
Quem quiser receber as novidades do programa em primeira mão é só se inscrever no canal do Youtube! Ah! E se você fizer a receita, posta uma foto no Instagram e não esquece de marcar com a tag #ochefeachata pra gente ver!

Posts Relacionados:

05.04.2014 Lu Ferreira

Restaurant Week FAIL: Gomide

Em: BH, Blog Chata de Galocha, Comida, Restaurantes

Na última sexta marquei com uma das minhas melhores amigas de sair pra jantar. Ela passou o último ano morando fora e havia tempos que não nos encontrávamos para bater papo, conversar sem pressa, sabem como? Encontro marcado, hora de decidir o local. Ela me contou que o Restaurant Week ainda estava rolando (foi estendido por uma semana) e sugeriu de irmos a algum dos restaurantes participantes, que era para eu escolher. Dando uma olhada na lista vi que o Gomide, restaurante lindo e que adoro, estava participando, liguei para reservar e pronto, estava decidido. Eu só deveria ter me atentado a um detalhe quando liguei e o atendente me perguntou: “É Gomide ou Restaurant Week?”
gomidefail2
Chegamos cedo, ela estava com medo do trânsito, o restaurante estava vazio quando entramos e avisei à hostess: “Reserva para duas pessoas, Luísa Ferreira“. De novo o questionamento: “É Gomide ou Restaurant Week?”… Minha vontade era responder que era o Restaurant Week no Gomide, mas falei só “Week” e ela foi nos encaminhar para a nossa mesa. Saímos do salão lindo do restaurante, com cada lugar na mesa posta com duas taças grandes e guardanapos dobrados arquitetonicamente, passamos pela varanda agradável e quando percebi, estava fora do Gomide. Ela então entrou por uma portinha na lateral do lugar e enquanto a seguia não consegui esconder o meu estranhamento. Subimos escadas e eu tive que perguntar: “Mas aqui também é Gomide? Já vim aqui várias vezes e nunca soube desse segundo andar”. A resposta: “o Week é no Gomide Duplex, esse anexo”.

Hummm. Realmente, “Gomide Duplex” é o que está escrito no guia do evento. Porém o endereço é o mesmo do restaurante que eu costumo frequentar e logo imaginei se tratar de uma reformulação no nome, não imaginava com o que iria me deparar. Chegamos e o andar era mais escuro e simples que o primeiro, com mesas dispostas com uma taça pequena e um guardanapo murcho em cima dos pratos. Escolhemos uma mesa na varanda e um belo prendedor de rede enfeitava o ambiente. Ao olhar para o meu guardanapo ele estava sujo, pedi para trocar. Fui estender o novo e ele estava furado.
gomidefailO prato e os talheres também não me pareciam com os que costumo usar quando janto no Gomide. Quando a entrada chegou o meu prato estava nojento, com marcas na lateral, parecia que não haviam limpado direito. Apesar de meio congelado o carpaccio estava delicioso, assim como o prato que pedi como principal, filet au poivre com batatinhas sauté.
gomidefail3
Só que eu morri de vergonha de ter levado minha amiga para esse lugar. Achei absurdo ver que um restaurante tão bom, tão bonito, tão famoso, ignora o conceito básico do evento e decide esconder nos fundos quem escolhe um menu com preço mais em conta do que o cardápio normal. O Restaurant Week deveria ser uma oportunidade para pessoas conhecerem lugares novos, eu mesma conheci vários restaurantes durante o evento e depois voltei como cliente em noite regular. Achei um super desrespeito ao cliente essa participação do restaurante, se é para atender mal, usar guardanapos velhos e taças de segunda, pra quê participar?? Porque não foi só a Chata aqui que estava incomodada com o local. Vi várias mesas reclamando ao chegar, questionando as mesmas coisas que eu questionei. O Gomide é um restaurante caro, lindo, desses que a gente vai em ocasiões especiais, como era o caso. O fato de terem inventado um nome diferente (acrescentaram o tal ‘Duplex’) não prepara o cliente para o que ele vai receber ao pagar a conta, você espera um lugar ótimo, mas acaba levando um restaurante meia boca. A parte boa é que a amizade garantiu uma noite gostosa mesmo com a decepção do local. Rimos muito do absurdo, mas não tenho como achar normal um restaurante fazer isso, né?

Depois dessa o Gomide (tanto faz ser o tal ‘Duplex’ ou o regular) perdeu uma cliente. Uma cliente Chata, com certeza (peço que poupem a caixa de comentários com comentários assim, o nome do blog é auto explicativo), mas não dá pra voltar num lugar que classifica seus clientes ao participar de um evento que visa a popularização de restaurantes. Melhor não participar da próxima vez. 

Alguém foi a algum restaurante do festival? Como foi a experiência?

Posts Relacionados: