Europa, Gastronomia, Inglaterra, Londres, Viagem

Restaurantes em Londres

Por mais que eu tenha mania de repetir meus lugares favoritos quando visito novamente uma cidade, dessa vez que estive em Londres me obriguei a conhecer lugares diferentes (tá, repeti UM lugar, hahah). Vem ver porque voltamos rolando e anota aí se você está com planos de visitar a cidade:
bobbob

Nossa primeira noite em Londres foi com jantar no Bob Bob Ricard, um restaurante maravilhoso mas que eu só conhecia por um detalhe: o botão “Press for Champagne”, que claro, eu apertei, hahah! Mas Bob é bem mais que o (fantástico) botão. O ambiente é maravilhoso, uma coisa vagão de trem de luxo de antigamente, sabe? Muita textura, luz baixa e todas as mesas são “booths”, o que eu amo.
Depois de apertar o botão do champagne um garçom magicamente aparece do seu lado (demorou 1 segundo, JURO! Eu assustei e comecei a rir do meu susto) e explica as opções da casa. Pedimos duas taças de Ayala rosé e fiquei toda feliz, hahah!
Na hora do jantar pedimos o Vareniki de batata trufada (‎£11.50) de entrada e OMG! Gente, eu nunca tinha comido comida russa além do strogonoff (bom, da nossa versão, heheh!) e fiquei bem interessada depois desse jantar! Meu prato foi o Frango Kiev (‎£24.50) e mais uma vez me surpreendi, que delícia! Ficou perfeito acompanhado do milho doce (‎£4.95), que foi a sugestão da garçonete.
No site tem o menu completo então dá pra se programar e não ter sustos na hora da conta.

oxo

O Oxo Tower Restaurant foi uma supresa maravilhosa: escolhemos por conta da vista (ele tem um janelão lindo e uma varanda, que funciona no verão) e depois de provar a comida a vista virou detalhe!
Estava friozinho e por isso escolhi sopa de lentilha (£9) de entrada. Adoro sopa de lentilha, mas nunca havia provado uma tão diferente! Ela tinha um creme no meio que tinha um sabor refrescante, me lembrou capim limão… Nossa, muito diferente e gostoso, perfeito pro clima. Meu prato principal foi fillet com purê de couve flor e trufas (£38), e rolou uma mini emoção ao ver as lascas de trufas no prato, hahaha, nunca tinha comido. Nossa, eu tava muito boa na escolha esse dia, hahah, era delicioso. Leo comeu um roast típico inglês e também amou.
Outra coisa legal do Oxo Tower é que o sommelier é brasileiro e muito simpático. Fomos super bem atendidos (bom, mas eu nunca reclamei de nenhum atendimento em Londres, é impressionante como sabem atender!) e saímos felizes. Também dá pra ver o cardápio completo antes de ir, aqui.

shoryu

Já contei que eu e Leo somos malucos por ramen e sempre damos um jeito de conhecer algum, né? Em Londres fomos no Shoryu Ramen, um lugar pequeno e simpático, com atendimento eficiente e sem frescuras. Gente: MELHOR RAMEN! Hahah, é que em Barcelona (onde estávamos antes de seguir a Londres) ficamos decepcionados com o que fomos, então foi aquela felicidade na hora que provamos, hahah! Eu pedi o Origin Tonkotsu (£9.50), só com cebolinha, barriga de porco e cogumelos e gente, pra quê mais? Hahaha! O brodo desse ramen é indecente, tempero perfeito! Leo pediu o Kimchi Seafood Tonkotsu (£14.50) e também amou. Eu cheguei a pedir mais carne como extra mas é bobagem, coisa de gente gulosa, não precisa. Dá pra conhecer o menu aqui.

pret

Se tem uma coisa que eu AMO em Londres é o tal do chá da tarde!! Que invenção ótima! Eu amo chá, mas amo ainda mais quando o tal afternoon tea é um champagne afternoon tea, hahaha! Fomos no Prêt a Portea do The Berkeley Hotel, hotel onde nos hospedamos, e foi ainda mais gostoso do que eu lembrava (esse é o restaurante repetido!). O conceito desse chá é muito fofo, é um chá que os docinhos são inspirados nas últimas coleções desfiladas na London Fashion Week. No nosso caso era uma edição comemorativa dos 10 anos do Prêt a Portea (£52 por pessoa com tudo) e por isso a seleção diferente (aquelas que justifica a bolsa Moschino heheh).
Você escolhe um chá para a parte salgada e aí recebe um pratinho com vários tipos de mini sanduíches: tem de salmão, frango, vegetariano… Quando acaba eles perguntam se você quer repetir algum, o que é muito tentador (sério, delícia), mas a segunda parte é tão farta que é melhor não, heheh! Depois dos sanduichinhos vem aquela torre fofa, com três pratos em um suporte, e um monte de docinhos: bolos, cremes, eclairs… Tem de tudo! É tudo pequenininho, então dá pra provar sem se empanturrar =) O mais gostoso é que o ambiente é muito agradável e a gente não sente a menor pressa, sabe? É uma espécie de ritual… Enfim, amo chá da tarde e sempre que vou a Londres marco um pra conhecer. O do The Berkeley é ótimo e um dos mais originais. Dá pra saber mais no site e se eu fosse você não marcava jantar pro mesmo dia do chá, heheh!

wagamama

Sabe aquele lugar rápido, fácil e com preço bom? Wagamama! Você vai ver várias unidades na cidade do restaurante, que é um asiático meio fast food. Adivinha o que comemos? Ramen, hahah! Fomos no que fica em frente à London Tower, no dia mais frio que enfrentamos por lá! Não tem nada mais gostoso do que sopa quentinha no frio heheh!
Pedi um Gyoza de pato de entrada e amei, picante na medida e com um molhinho bem gostoso. O ramen estava bom, mas depois de provar o do Shoryu é até sacanagem comparar, heheh! Se eu fosse resumir, diria que a comida do Wagamama é gostosinha. Boa opção quando estiver com pouco tempo pra comer mas não quiser apelar pra um sanduíche, sabe?
peggy
E pra terminar o post, uma opção gracinha de onde comer sobremesa! A Peggy Porschen é uma confeiteira bem famosa por lá e a loja dela é um amor!! Tudo rosa claro, com mil biscoitos nas prateleiras e uma vitrine cheia de bolos e cupcakes. Provei o cupcake de chocolate com caramelo salgado, o bolo de baunilha com frutas vermelhas e esse do meio que é meio um bronwie com mil coisas: avelãs, pistache, marshmallow..! Tudo acompanhado de chá, claro. Adorei os bolos e a loja, muito bonitinha. O site deles é uma coisa também, e dá pra encomendar bolos caso alguém vá fazer aniversário durante a viagem ;D

Aff, escrever esses posts é uma tortura, hahah! Se você estiver indo pra Londres, aqui tem um roteiro para quatro dias na cidade, aqui mais dicas de restaurantes e aqui tem mais posts com experiências que já vivi por lá.

Moda, Video

Pantacourt | Moda sem chatice

pantacourt3
Uma das tendências mais polêmicas dos últimos tempos tem nome chique: vocês curtem as pantacourts? Pantacourts são as calças amplas que acabam no meio da canela – na minha cabeça o nome faz todo sentido porque elas bem lembram pantalonas curtas mesmo!
pantacourt1
Eu curti a tendência e mesmo ouvindo muitas vezes que o modelo achata – e eu já sou naturalmente achatada, né – uso feliz da vida! A peça é elegante e deixa o look mais sofisticado sem muito esforço, e o melhor – é super confortável!
pantacourt2
Outra coisa que me faz gostar da tendência é a versatilidade: a pantacourt funciona bem no ambiente de trabalho (com o bônus de atualizar o look careta) e em ocasiões mais informais. Mas assim, informais MESMO, tipo no restaurante na beira da praia, heheh!

Se a história de encurtar a silhueta te incomodar é só usar a peça com truques que alongam: scarpins são os melhores modelos de sapatos pra isso, mas tudo que seja nude e sem tiras grossas no tornozelo ajuda. Outra dica alongadora é usar a pantacourt com sapatos da mesma cor – o olhar nem vai perceber que a calça parou ali no meio da canela! Seguindo a mesma lógica, blusas da mesma cor da calça também ajudam a criar a ilusão de alguns centímetros a mais.

pantacourt4Se você não ligar pra isso tenta combinar a pantacourt com oxfords, tênis e flatforms – fica super moderno e confortável! Estou amando usar as pantacourts, e vocês?

compre

Moda

Será que a gente vai voltar a ver sapatos mule por aí?

Lembram que há alguns anos a gente via muitos clogs nas ruas? Este nome surgiu na época, mas a verdade é que os calçados são aqueles tamancos de solados bem grossos e pesados, abertos no calcanhar. Uma das suas variações é o modelo mule – que pode aparecer em materiais mais delicados, com ou sem salto.
mule2
Nos últimos tempos eles vêm aparecendo timidamente, mas com ar de tendência para o nosso verão. Por serem mais femininos e elegantes, os mules parecem mais simpáticos aos olhos. Além disso, vem aí com uma releitura mais moderna, com muitas cores e formatos diferentes (como rasteiras!).
mule3
Eu os vejo bastante em looks modernões, sabe? Com pantacourt, blusa ombro a ombro… Acho um calçado legal para causar impacto – até mesmo num jeans com camiseta. Mas reconheço que é algo difícil. Sei que muitas de vocês devem estar aí torcendo o nariz ao ver as fotos deste post, hehe!
mules1
Pra quem quer começar a usar mules, a minha dica é escolher modelos mais discretos, assim você vai se acostumando a com a ideia em seus pés. Looks mais simples também casam com o calçado e vão te ajudar a usá-lo com mais facilidade.

A gente sabe que ele fez sucesso lá nos anos 90, mas vocês acham que o mule consegue pegar agora? Me contem nos comentários!

América do Norte, Cancún, México, publieditorial, Viagem

México em família!

Quem acompanha o canal e minhas redes sociais deve se lembrar da viagem que fizemos em Maio, quando conhecemos o México. Fomos convidados a fazer parte do projeto Barceló Stories, onde blogueiros do mundo todo produziram videos mostrando um pouquinho de como é se hospedar nos resorts da rede Barceló.

barcelo3

Sempre sonhei em conhecer o México e ainda assim me surpreendi muito, sabe viagem que vale a pena voltar? No site do projeto dá pra assistir a todos os videos: barcelostories.com

barcelo1

A viagem me deixou bem ansiosa antes de partirmos, já que seria a primeira vez da Bia na praia (a gente já tinha estado no Rio antes, mas ela ficou literalmente 3 minutos na praia, heheh) e a nossa primeira no México, mas foi só chegar pra preocupação ir embora! O Barceló Maya é perfeito para viagens em família, é muito prático poder ficar só no hotel se você quiser e ainda assim ter muitas atrações para curtir as férias.

O resort é all inclusive mas além dos restaurantes de buffet tem também várias opções a la carte, de diversas especialidades: mexicana, italiana, japonesa… Cada dia experimentamos um diferente!

barcelo2

As atividades durante o dia podiam variar muito: além da praia, maravilhosa, você também podia escolher entre as várias piscinas (dá uma olhada no video!), esportes aquáticos, fazer umas compras no shopping do hotel, visitar os resorts vizinhos (são 5 Barcelós colados um ao outro!), relaxar no spa…

E se a gente quisesse só mesmo descansar era só aproveitar o quarto, que era incrível. Como Bia dorme cedo nós ficávamos muito no quarto a noite, mas com uma varanda com jacuzzi a gente não reclamava, heheh!

barcelo4

Foram dias gostosos, em que a gente conseguiu relaxar e curtir as nossas primeiras férias em família. Dá pra conhecer o Barceló Maya e outros resorts da rede no site do Barceló Stories ;D